RSS

“Fukushima é muito pior do que se imagina”

13 ago

PROFTEL

Alerta é de ex-dirigente da indústria nuclear. “Fukushima é a pior catástrofe industrial da história da humanidade”, disse Arnold Gundersen, à rede de televisão Al Jazeera. Cientistas independentes têm monitorado a localização de lugares radioativos perigosos em todo o Japão e seus resultados são desconcertantes. “temos 20 núcleos expostos, os tanques de combustível têm vários núcleos cada um, ou seja, há um potencial para liberar 20 vezes mais radicação do que ocorreu em Chernobyl”, afirma Gundersen. Médicos alertam para possibilidade de chuva radioativa já afetar os Estados Unidos.

Dahr Jamail – Al-Jazeera

Fonte: http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=17942

Dêem uma lida, é impressionante o estrago.

 
77 Comentários

Publicado por em agosto 13, 2011 em Uncategorized

 

77 Respostas para ““Fukushima é muito pior do que se imagina”

  1. Jose Mario HRP

    agosto 15, 2011 at 8:06 am

    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/patrulhas-digitais-se-multiplicam-na-internet

    Desculpas esfarrapadas e falta de visão e sensibilidade, e …….arrocho economico social!

     
  2. Proftel

    agosto 14, 2011 at 4:46 pm

     
    • surfando na jaca

      agosto 14, 2011 at 4:55 pm

      Li sim, é uma boa entrevista. Gracias.
      Cadê esse pessoal? Hoje é dia dos pais.

       
      • Proftel

        agosto 14, 2011 at 6:02 pm

        Surf, por isso mesmo muita gente não está aparecendo….

        Dia dos Pais, a maioria com família reunida tomando todas.

        🙂

         
        • surfando na jaca

          agosto 14, 2011 at 9:08 pm

          Veja que gente maneira tem aqui. Poderíamos usar a máxima socrática: poucos, mas bons!

           
          • Proftel

            agosto 14, 2011 at 11:07 pm

            Concordo plenamente!

            🙂

             
            • Proftel

              agosto 14, 2011 at 11:11 pm

              Surf, vou nessa.

              Feliz “dia dos pais” prá você.

              Cabei de assistir de novo pela quinta vez aquele filme japonês (só que dessa última foi com a patroa e a Duda (quase duas toalhas de banho de lágrimas).

              Vou nessa, amanhã de noite provavelmente estarei por aqui de novo kkk.

              Bração.

              Proftel.

              🙂

               
              • surfando na jaca

                agosto 14, 2011 at 11:38 pm

                Para vc. também e para os demais. Que amanhã é outro dia. Baterei ponto nessa resistência indomável. Poderíamos virar uma weak leaks tupiniquim. Desgraça pouca para vc. é bobagem, né? Bjs na Duda e abs para a Tia.

                 
  3. Proftel

    agosto 14, 2011 at 4:32 pm

    Estava conversando com meus filhos no Messenger com videoconferência.

    Conversei com meu pai por telefone.

    Se avô tivesse provavelmente seria por telegrama.

    Se bisavô tivesse, talvez uma carta que ele receberia com sorte três meses depois.

    Tecnologia é isso.

    🙂

     
  4. Proftel

    agosto 14, 2011 at 3:47 pm

    Achei uma matéria dizendo que o Anonymous Brasil denuncia a Rede Globo.

    Se isso for verdade, dará pano pra manga.

    Dêem uma olhada: http://sincopedigital.blogspot.com/2011/08/anonymous-brasil-denuncia-o-crianca.html

    :-/

     
    • surfando na jaca

      agosto 14, 2011 at 3:59 pm

      Proftel, recebi dez anos atrás pilhas desse email denunciando a Globo por roubar no Criança Esperança. Até hoje não vi qualquer coisa além disso. Como na Globo eu não confio mesmo, bem possível que seja verdade.

       
      • Proftel

        agosto 14, 2011 at 4:30 pm

        Surf, aparentemente há lógica no esquema, ele é viável.

        Também nunca botei muita fé em notícias do tipo que rolam na Rede mas…. sabe como é né? kkkkk

        🙂

         
  5. Proftel

    agosto 14, 2011 at 3:30 pm

    “IWAKI, Japão. Kiyoko Okoshi tinha uma meta simples quando gastou US$ 625 (R$ 977) em um dosímetro – aparelho que mede a radiação. Ela tinha saudades de seus netos e queria que eles voltassem para casa.

    Autoridades locais afirmaram, várias vezes, que a vila em que mora, que fica a cerca de 30 km da usina nuclear de Fukishima, estava a salvo dos efeitos da radiação. Sua filha, porém, suspeita da situação, principalmente porque ninguém do governo apareceu para fazer medições oficiais na região.

    Em abril, Okoshi começou a usar o dosímetro para verificar as estradas e arrozais nos arredores da cidade, e o que descobriu foi assustador. Próximo a uma vala de esgoto, o medidor apitava incessantemente. A tela apontava 67 microsieverts por hora, um nível possivelmente problemático de radiação. Ela confrontou agentes do governo local, mas não obteve respostas. Com seu ato simples, porém ousado, Okoshi se juntou a um pequeno número de pessoas que decidiram tomar providências enquanto o governo se atrapalha na tentativa de conter a contaminação, que os líderes reconhecem ser pior que o imaginado.

    Seminários sobre a utilização do dosímetro estão sendo ministrados em Tóquio, e pessoas acabam tendo que voltar para a casa por excesso de público. Alguns burocratas também têm tomado iniciativas sem apoio do governo. Em pequenas cidades na região de Fukushima, eles limpam o solo em jardins de escolas locais. Tal ativismo é extraordinário em um lugar em que as pessoas geralmente confiam que seus líderes fazem de tudo para cuidar dos cidadãos.

    Baseada no medo e no desespero, a fé nos líderes tem sido corroída pela noção de que, na melhor das hipóteses, os funcionários do governo estão chocados com a enormidade do desastre e, na pior delas, que eles estão escondendo o quão terrível a situação realmente é.

    Segundo o professor de ciências políticas da Universidade de Columbia, Gerald Curtis, “o que a febre de dosímetros revela é que a população está cada vez mais inquieta com relação aos perigos da radiação”.

    Episódios

    – Recentemente, um conselheiro do governo japonês se demitiu durante uma coletiva de imprensa quando, com lágrimas nos olhos, declarou que não queria que as crianças fossem expostas aos níveis de radiação considerados “seguros” pelo governo.

    – Um funcionário do Ministério da Saúde do país também se desvinculou do governo quando, injuriado, percebeu uma lenta resposta sobre a contenção dos efeitos da radiação, o que só piorava a situação dos japoneses e do mundo.

    Vento e relevo influenciam contaminação

    Com a ineficiência do governo, os habitantes das pequenas vilas japonesas buscam reforços. Kazuyoshi Sato, vereador declaradamente contra as usinas nucleares e, durante muito tempo, impopular em cidades onde a maioria dos empregos era gerada nesses locais, ao analisar um mapa de leituras de solo elaborado pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos e pelo governo japonês, notou uma mancha amarela sobre a vila Shidamyo, uma indicação de altos níveis de césio 134 e césio 137.

    Segundo o especialista em radiação Shinzo Kimura, condições naturais influenciam o trajeto da radiação. Apesar de os arredores de Fukushima apresentarem baixos níveis de material radioativo, amostras retiradas do solo em fazendas da região apresentam níveis tão altos quanto os encontrados na zona evacuada ao redor de Chernobyl, onde aconteceu o acidente nuclear, na Ucrânia. (KB/YK/NYT)

    Texto publicado no site do jornal “O Tempo”, com tradução de Luiza Andrade

    Fonte: http://senpuu.com.br/2011/08/japoneses-tentam-conviver-com-a-radiacao-usando-esforcos-e-acoes-caseiras/

    🙂

     
  6. Proftel

    agosto 14, 2011 at 1:43 pm

    Surf:

    Cadê seu post?

    🙂

     
    • Tia

      agosto 14, 2011 at 2:58 pm

      O almoço está pronto marido. Vamos??

       
    • surfando na jaca

      agosto 14, 2011 at 3:07 pm

      Prezado Proftel, sinto uma tristeza imensa pois ninguém apareceu para dar sequer um voto na minha proposta, somente vcs. dois. Sabe de uma coisa, acho que não estamos com essa bola toda e muita gente nos tem ojeriza. Assim sendo, não ficarei deprimido por isso, e nem voltinhas na net, mas estarei com vcs. quando for o momento. Hoje mesmo recebi um email automático da Albita me convidando para o sei lá o que. Ela que sequer tem dado notícias. Veja, essas redes sociais são muito chatas. Vc. conversa bobagens com gente que vc. conhece e já conversa bobagens naturalmente e já conhece as bobagens que vai ouvir. O que tem de neguinho chato com foto de casamento, minhas férias em sei lá donde, a festa do meu cachorro, sebosos da culinária que fotografam os restaurantes chics etc. num tá no gibi. Isso é tortura oriental. Repare que esses asiáticos fotografam tudo e foram os criadores desse tipo castigo refinado. Não existe melhor convite para tortura do que o de assistir um vídeo do casamento ou de minha última viagem ao exterior. Dessa forma, sinto-me pouco inspirado para tratar do assunto prometido: O boiolismo dialéctico desvendado pelo método do materialismo histórico. Daria uma bela tese de doutorado e poderia resolver o problema do Carecão de Jesus. Abs e minhas estimas à família. Cuide para que a Tia não venha nunca a precisar de transfusão de sangue. Rezarei para isso.

       
      • Proftel

        agosto 14, 2011 at 3:39 pm

        Surf:

        Olha, o Alfalante só tem uma semana de vida! Até onde conheço de blogs, nessa primeira semana tivemos desempenho que alguns blogs só alcançam depois de um ano.

        Lembre como foram as primeiras semanas do PD e outros, o começo é sempre assim, pode crer.

        Também recebi um e-mail da Alba para aderir ao Linkedin ou coisa parecida (é tipo um Facebook). Tenho a mesma percepção que você no que tange a redes sociais, hoje não faço parte de nenhuma, não tenho saco pra isso.

        Bom, continuaremos por aqui, se minha percepção estiver correta, essas redes sociais tem um ciclo, a prova disso é o declínio do Orkut, quem está em alta agora é o Facebook e com tantas redes socias surgindo, haverá uma pulverização, guarde bem isso. É tudo modismo.

        Nada como um bom e velho blog confiável com Confrades e Confreiras pra gente conversar.

        Bração aí.

        🙂

         
  7. nuncadantes

    agosto 14, 2011 at 1:02 pm

    Vamos à opinião do ex Ministro Carlos Minc.

    Minc lembrou que a posição dele, contrária à energia nuclear, é a mesma de sua antecessora na pasta, Marina Silva (PT-AC). “Foi uma decisão de governo” enfatizou. Na véspera, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, dissera que o início da construção de Angra 3 tem data marcada: 1º de setembro.

    Sobre as exigências do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para o licenciamento de Angra 3, Minc afirmou: “Vamos acrescentar vários pontos nessa licença ambiental. Queremos um prazo para resolver o problema dos rejeitos, o lixo nuclear”, disse.

    Uma terceira medida em estudo é a obrigatoriedade de monitoramento externo e independente para os níveis de radiação. “Teremos sensores em terra, mar e ar e quem vai operar isso será uma universidade ou fundação independente, como já é feito na Espanha”, explicou.

    Minc lembrou que a posição dele, contrária à energia nuclear, é a mesma de sua antecessora na pasta, Marina Silva (PT-AC). “Foi uma decisão de governo” enfatizou. Na véspera, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, dissera que o início da construção de Angra 3 tem data marcada: 1º de setembro.

    Sobre as exigências do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para o licenciamento de Angra 3, Minc afirmou: “Vamos acrescentar vários pontos nessa licença ambiental. Queremos um prazo para resolver o problema dos rejeitos, o lixo nuclear”, disse.

    Uma terceira medida em estudo é a obrigatoriedade de monitoramento externo e independente para os níveis de radiação. “Teremos sensores em terra, mar e ar e quem vai operar isso será uma universidade ou fundação independente, como já é feito na Espanha”, explicou.

     
    • Jesus era Comunista

      agosto 14, 2011 at 1:35 pm

      Tenho certeza que isso virou cinzas.

       
  8. Jose Mario HRP

    agosto 14, 2011 at 10:27 am

    Fred lendo tudo que escreveste sobre Angra , tua luta na vida e sobre os “Passos na areia”
    deixo para ti nesse domingo isso:

    http://meuuniversoemversos.blogspot.com/2009/08/passos-na-areia.html

    Voce acha que naquele dia cinza da tua vida quem estava te levando quando chegou o telegrama?
    KKKKKKKKKKKKKKK………

     
    • surfando na jaca

      agosto 14, 2011 at 12:08 pm

      Essa eu também sei responder. Foi o carteiro com a boa notícia ou o carro que o Carecão dirigia. Ainda bem que estou longe de Angra. Lá estive certa vez e a impressão foi igual a do Broncão. fui em direção do colégio naval e incrível é que não se pode chegar na praia, cercaram a mesma com as casas dos bacanas. Eu sempre pensei que a praia fosse pública. Tomei nojo daquele lugar e nem sabia o risco que estava passando. Volta e meia alguém me convida para ilha Grande etc. Mas dispenso, tudo é aparência, tudo é fajuto.

       
    • Jesus era Comunista

      agosto 14, 2011 at 12:53 pm

      HRP

      Lindo não é?

      É isso mesmo assim eu estava me sentindo.

       
      • Tia

        agosto 14, 2011 at 2:59 pm

        Oi Agá! lembra???

         
        • JOSE MARIO HRP SANTISTA FELIZ!

          agosto 14, 2011 at 10:09 pm

          Beijão Tia!
          Tudo de bom!

           
  9. Jose Mario HRP

    agosto 14, 2011 at 10:06 am

    Eu já imaginava que o acidente teria dimensões bem maiores e uma zona de influencia assustadora!
    Não temos soluções tecnológicas para os danos ao meio ambiente tipo os de lá.
    Naquelas ilhas espremidos milhões vão ter que conviver com a contaminação.

     
  10. alfalante

    agosto 14, 2011 at 9:52 am

    Surf, seu e-mail é fajuto, não podemos mandar o nosso.

     
    • surfando na jaca

      agosto 14, 2011 at 10:40 am

      Tudo nesse mundo é aparência. É tudo fajuto.

       
  11. Proftel

    agosto 14, 2011 at 1:17 am

    Tenho um comentário aguardando moderação kkkk!

    Pode um troço desses?

    Coloquei dois links, um do INPE e outro so USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos) kkkk.

    Os dois com notas explicativas de como usar.

    Bom, amanhã o Fred libera, tomara kkkk.

    Tomara que a gente não passe por aquele processo que o PD passou por excesso de acessos no Weblog lembram?

    kkkkk

    Bom, fico por aqui, já coloquei a Duda na cama e a patroa já está dormindo.

    🙂

     
  12. Proftel

    agosto 14, 2011 at 1:04 am

    Por falar em catástrofe….

    Abaixo há dois links que acesso regularmente várias vezes ao dia (afinal, 2012 está chegando kkkk).

    Um é do USGS, todos os sismógrafos do mundo estão ligados nesse site, quando há terremotos em menos de 40 minutos ele está lá registrado. (Surf, e Fred, vocês estão a 5 horas se acontecer um sismo nas Canárias, dá tempo de cascar fora kkk).

    http://earthquake.usgs.gov/earthquakes/recenteqsww/

    O outro link é do Inpe (Instituto de Pesquisas Espaciais), mostra imagens de satélite atualizadas a cada 15 minutos. É só abrir a página, nas imagens de satélite, cliquem na aba “GOES”, daí prá frente é só escolher a Região e o tipo de imagem (eu gosto das “Realçada” e das “Composta – quando há). Sempre lembrem que as frentes frias vem do sul (se bem que ultimamente algumas tem vindo do sul, adentram no oceano e voltam no sentido leste/oeste fazendo um puta estrago) kkkk.:

    http://satelite.cptec.inpe.br/home/

    🙂

     
  13. nuncadantes

    agosto 14, 2011 at 12:59 am

    Vazamento atinge Angra II, mas empresa diz que é ‘insignificante’

    Redação SRZD | Nacional | 26/05/2009 18h49

    A empresa Eletronuclear divulgou nesta terça-feira um vazamento de material radioativo que aconteceu no dia 15 de maio, na usina nuclear Angra II. De acordo com informações da própria empresa, três funcionários foram contaminados. Mas o Conselho Nacional de Energia Nuclear (CNEN) diz que quatro pessoas foram atingidas.

    A Eletronuclear, porém, disse que o vazamento foi insignificante e que a prefeitura de Angra, a CNEN e o Ministério de Minas e Energia foram avisados. A explicação é de que uma peça contaminada era raspada para a retirada de material radioativo. Este trabalho seria um processo rotineiro. Um funcionário não desconectou o sistema de ventilação para evitar que as partículas raspadas se espalhassem pela usina. As partículas acionaram o alarme de Angra II.

    O evento foi classificado como nível 1. Isso significa que ele teve pequenas proporções e que não há necessidade de ações reparadoras. São tomadas apenas medidas preventivas para evitar que incidentes similares ocorram novamente. A Eletronuclear informou que os funcionários foram levados para Mambucaia, onde foram examinados e passaram por descontaminação.

     
    • nuncadantes

      agosto 14, 2011 at 1:08 am

      Queria saber o que significa “insignificante” em se tratando de vasamento de material radioativo????
      Num processo rotineiro… Esquecem de desligar o sistema de ventilação????
      Que insignificância é esta que aciona o alarme da Usina?????

       
      • Proftel

        agosto 14, 2011 at 1:20 am

        Nuncadantes:

        Os caras da Usina não botam o alarme pra funcionar porque senão corre todo mundo prôs postos de gasolina.

        Daí, véio, quem paga a gasolina é a Usina kkkk, só toca aquela sirene em caso de evacuação kkk.

        Estava lá quando tocaram uma vez, enchi o tanque da viatura e me mandei de volta prá Ubatuba kkk.

        :-))))))))))))))))

         
      • surfando na jaca

        agosto 14, 2011 at 12:41 pm

        Companheiro Nuncadantes, daí vem a expressão popular jogaram merda no ventilador. Mantenha-se longe de Angra.

         
    • Jesus era Comunista

      agosto 14, 2011 at 7:00 am

      Pois é Nuncadantes, é capaz da usina explodir toda e vai aparecer no Jornal: pequeno acidente na Usina de Angra, como um dos funcionários graduado me falou.

      Onde está o Green Peace e ongs que se metem no assunto, porque não há um esforço para se fazer um controle do ar e das águas na Usina? Tenho medo de saber a verdade.

       
  14. surfando na jaca

    agosto 14, 2011 at 12:28 am

    Fred, esquece esse negócio de casa na selva. Isso é coisa de Tarzan e a chita. A Memento nunca aceitaria uma coisa dessas. Além do que, a única mutação que vc. sofreu é irrisória. Vai-se ao anel, mas salvam-se os dedos.

     
  15. Jesus era Comunista

    agosto 14, 2011 at 12:26 am

    Amigos, obrigado pelos afagos, que são tão bons quanto as bordunadas, já que são vocês que dão, vou-me para os sonhos.

    Beijão na Careca

     
  16. Proftel

    agosto 13, 2011 at 11:47 pm

    Isso aqui está parecendo mais um “Open de Fukushima” kkk.

    kkkkkkkkkkkk rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs :-))))))))))))))))))))))

     
  17. surfando na jaca

    agosto 13, 2011 at 11:46 pm

    Está vendo. Essa foi a melhor do blog e o FDA perdeu.
    Belíssima história, Carecão de Jesus.

     
    • Jesus era Comunista

      agosto 14, 2011 at 12:07 am

      Companheirinho Surf, tenho certeza que vamos aprender muito com você e ainda vou soltar minha teoriazinha.

      Beijão na careca

       
      • Proftel

        agosto 14, 2011 at 12:20 am

        Fred:

        Parabéns!

        Sua vida dá um livro!

        🙂

         
  18. BRANCALEONE

    agosto 13, 2011 at 11:42 pm

    O grande problema é que a energia nuclear é cada vez mais necessária. As fontes ditas alternativas são caras e de pouca capacidade de produção de energia face às necessidades.
    As hidroelétricas são complicadas do ponto de vista ecológico e trazem inúmeros problemas aos pobres diabos que tem suas propriedades alagadas.
    O fato é que ninguem tá a fim de tomar banho frio no invernão ou ficar sem ar condicionado no verão.Somos “ecologistas” ou “anti-nucleares” só até o ponto em que não precisamos abrir mão de alguns confortinhos indispensáveis.
    Fucushima deu em m… por incompetencia e uma série de acontecimentos azarados.

    Usina Nuclear – voce ainda vai precisar dela!!!

    E a propósito, conheci Angra dos Reis ano passado. As ilhas são lindas, mesmos as invadidas por milionários graças à lucrativa cegueira da Marinha e do Ibama mas a cidade de Angra é uma tristeza. É suja, cara e o esgoto escorre para a praia para a farra de urubus.
    Exeção ao bairro destinado ao pessoal da usina.Casonas lindas, tudo limpinho e arrumado

    Mas a cidade vou te contar!!! E mais uma coisa – Se alguma coisa custa R$ 18,00 e voce paga com uma nota de R$ 20,00 pode esquecer o troco!!!

     
    • Proftel

      agosto 14, 2011 at 12:02 am

      Brancaleone:

      Olha, você não sabe a raiva que passei, ainda não digeri (por isso ainda não elaborei o texto, preciso de cabeça fria).

      No tal “Hot Park” em Caldas Novas-GO você paga 90 reais por cabeça pra entrar.

      Lá dentro, você paga quatro reais e noventa e nove centavos por uma latinha de cerveja Antártica, paga por um picolé quatro reais e trinta e oito centavos.

      Minha testa é grande como a de qualquer polaco, sinto que tatuaram com “rena” a palavra “Otário” bem grande nela.

      Quando a “tatuagem” sair, de cabeça fria conto a história toda mas, desde já, recomendo, se forem a Caldas Novas, esqueçam o Hot Park, é fria.

      Ah, encontrei um uruguaio puto da vida porque não deixaram ele botar o carregador de pilhas da máquina digital prá carregar no restaurante.

      Outra coisa, levei o notebook, achei vários access point (eu estava próximo ao “24” que tinha um excelente sinal (AP24….) embaixo d’uma barraca de palha legal pacas mas, quando solicitei senha de wireless, nada, é só pra uso deles. Conversando na volta com um funcionário ele disse que eles cobram 10 reais a hora quando disponibilizam acesso.

      Fiquei tão traumatizado que, quando fui no banheiro levei o cartão pensando que iriam cobrar por “toroço” que deixasse lá kkkkkkkkkkkkkkk.

      Bom, é isso.

      Hot Park Nunca Mais!

      🙂

      Se quizerem conhecer Caldas Novas, sugiro o Hotel Rio das Pedras, tem preço honesto, cinco piscinas de água quente e no centro, de lá vão ao SESC que cobra 14 reais pra entrar e 2,50 a lata de cerveja kkk.

      🙂

       
    • Jesus era Comunista

      agosto 14, 2011 at 12:04 am

      Brancão, tem usinas eólicas, tem células solares, vamos nos matar de câncer?

      Deixa então para quando a coisa tiver mais dominada, o petróleo acabar, a cana não der mais conta, vamos parar de ter filho, um ou dois, vai dar certo.

       
  19. Jesus era Comunista

    agosto 13, 2011 at 10:21 pm

    Bem, depois de tudo acertado, resolvido o ataque do surfistinha, vamos falar de coisa séria. Faria no entanto um entretanto, sugeriria fazermos um contador de tempo aqui, para a ausência do Bufo, tipo assim, Estamos há ……. dias sem o Bufo. Ele deve tá doidinho pra vir desancar a gente aqui. Tá roendo as unhas. Quando chegar na segunda do pé direito ele vai voltar, aí poderíamos fazer uma festa virtual, que vocês acham?

    ————————————————————————————————–

    Bem, como vocês sabem, um esporte meu é ser expulso dos blogs, já fui expulso do blog do jornalista, do blog do Nassif, até deste blog já me mandaram catar gravetinho lá na floresta, mas, não está na hora ainda.

    Outro esporte meu é ser expulso de cidades, elemento da pior espécie que sou.

    De onde fui expulso?

    De Angra dos Reis.

    Como a história é longa e estou meio de ressaca do Dona Paula – Malbec – tinto, mama mia, um dos melhores vinhos que tomei de nossos hermanos. Dá vontade até de beijar a careca do Maradona, e o blog é uma esculhambação mesmo, vou lá no Cidadania copiar e colar aqui, valha-me, que zorra:

    São vários Posts que fiz no meu blog Cidadania no Brasil, passei a régua e vou literalmente jogar aqui:

    ========================================

    Descobrindo Deus

    Eu morava em Angra.
    Tinha saído do Rio por causa da violência e tentei me estabelecer como fabricante de barcos. Como não deu certo e eu tinha experiência em indústria metalúrgica e prática de ensino enviei centenas, é, centenas de currículos paras as empresas e uma Faculdade de Tecnologia que tinha um curso de Engenharia de Embarcações Fluviais no interior de São Paulo.
    Nada. Não recebi um retorno.
    Para sobreviver comecei a dar aulas de Física na Escola Estadual de Praia Brava, ao lado da Usina Nuclear de Angra.
    A vida tava um sufoco. Dinheiro, muito pouco.
    Praia Brava é um conjunto de casas de Furnas que serve de moradia para seus empregados.
    Levei uns cinco anos neste sufoco.
    Só que aconteceu um pequeno probleminha.
    Começamos a notar a incidência de câncer em crianças.
    Crianças deformadas de nascimento.
    Crianças com falta de cromossomo.
    Minha mulher, a Beth, professora de biologia chegou para mim um dia e falou:
    – Fred, trabalho a anos com adolescentes. Já fui professora de milhares de crianças e adolescentes nunca vi um caso de criança com câncer.
    Gelei. É verdade!
    Começamos a sondar aqui e ali e ouvimos relatos que comprometiam a falada segurança da Usina.
    Um dia alguém nos emprestou um livro sobre distúrbios biológicos devido a radiação.
    E aí nosso queixo caiu.
    Vimos um peixe deformado devido a radiação.
    Alguns anos antes, não morava ainda em Angra mas velejava de laser na baía de Angra quando Beth viu um peixe de 20 cm mais ou menos dentro d’água. Ele se mexia com dificuldade como se estivesse doente. Fiz uma manobra e ela conseguiu pegar o peixe.
    Eu olhei para o peixe e me lembrei daqueles peixes de grande profundidade. Gordo, com os olhos saindo do corpo. Achamos estranho e Beth guardou o peixe em formol por um longo tempo. Infelizmente numa de nossas mudanças resolvemos jogar fora.
    E agora no livro, víamos a foto do nosso peixe. Era ele, igualzinho.
    Fico gelado até hoje.
    Pensamos: deu zebra nessa Usina, algum dia deu, se é que não esta dando ainda.
    Amanhã eu continuo, mas não é ficção não. Afinal eu estou falando da descoberta de Deus, um longo caminho.

    Bem gente, vamos continuar nosso relato de mais uma das coisas incríveis que ocorrem no nosso Brasil, não sem antes agradecer os comentários que recebemos dos amáveis amigas e amigos blogueiros.
    Estávamos diante de um terrível problema e com várias nuances:
    a situação financeira era muito difícil, o emprego dificílimo,
    tínhamos 4 filhos, ali, expostos, e se por acaso ainda tivéssemos alguma radiação ativa?
    o assunto era nitroglicerina pura,
    o peixe, já não tínhamos mais,
    Furnas encobriu tudo,
    Os funcionários regiamente pagos não iriam declarar nada com medo de perder seus empregos.
    O grande problema é que quem pagava meu salário e parte do salário de Beth era Furnas.
    Beth e eu nos perguntamos o que iríamos fazer?
    Sondamos algumas professoras, colegas da escola, e que eram esposas de funcionários mediamente graduados na Usina.
    Elas nos disseram que não havia problema, que a Usina era segura e se por acaso não fosse elas não estariam ali com seus filhos e maridos.
    Uma delas nos disse que uma vez o marido chegou em casa com as roupas contaminadas, que ele não deixou ninguém se encostar, tomou um banho caprichado e botou as roupas para lavar e tudo bem.
    E as crianças com câncer?
    E as com falta de cromossomo?
    E o peixe?
    Furnas possui 2 conjuntos residenciais em Angra: Praia Brava e Mambucaba, neles moram engenheiros e técnicos.
    Em torno deste dois núcleos, vamos dizer, da elite, gravitam outras localidades que fornecem mão de obra temporária ou terceirizada: Frade, Mambucaba velha, Parati e outras localidades menores.
    Beth dava aula em dois turnos no Frade, na Escola Estadual, professora do Estado que era.
    Lá também ela notou uma incidência grande de casos de crianças e adultos com câncer.
    O Frade é uma vila de antigos pescadores da região, de origem humilde.
    Um dos alunos de Beth disse a ela que tinha trabalhado num compartimento contaminado da Usina fazendo a limpeza e que foi contratado temporariamente.
    Ela perguntou se tinham dado a ele alguma roupa especial e ele disse que não.
    Depois de conversar muito com muitas pessoas eu e Beth chegamos à conclusão que:
    o problema precisaria ser quantificado,
    o problema precisaria ser monitorado.
    Quantificado: seria preciso uma equipe de pessoas para fazer uma pesquisa sobre casos de câncer na região e em ex-funcionários de Furnas.
    Monitorado: Seria necessário controlar diariamente com contadores Gêiser, a água que sai do resfriamento do reator e que vai para a Baía de Angra;
    na saída da Usina, todos, teriam que passar por um local com contadores gêiser para monitorar uma possível contaminação das pessoas que saem, esta medida é simples, você não passa por uma porta rotativa nos bancos? .
    Só que isto tudo geraria um temor na população.
    E isto teria que ser feito com a participação da sociedade e talvez até de alguma ONG estrangeira.
    Teria que ser feito de maneira natural, poderia ser feito com uma propaganda educativa sem revelar a origem da medida, teria que ser feito como se fosse uma procura por transparência por parte da Usina.
    Procuramos então um vereador da Câmara de Vereadores de Angra dos Reis e expusemos a situação.
    Sabe o que ele nos aconselhou?
    Fazer uma denúncia anônima!
    Eu disse: vereador, nós não somos pessoas de fazer denúncia anônima, isto está custando muito para nós.
    E ele falou: bem, vou consultar o fulano (não vou citar nomes aqui) que tem grande influência local (era um dos caciques local).
    Amanhã tem mais, fica mais emocionante e eu não fico tão tenso quanto estou, para contar isto para vocês.
    Abraços.

    Bom dia amigos, vamos continuar descrevendo nosso caminho para vocês.

    Agradeço muito as palavras dos amigos blogueiros.

    Em outro dia, quando voltamos a falar com o vereador ele nos comunicou:
    Fulano acha melhor chamar a imprensa e fazer a denúncia.
    Fiquei estarrecido!
    O assunto era sério, seríssimo e o máximo que se podia obter de uma pessoa que tinha uma representação do povo para resolver os problemas do povo era – vamos para a imprensa.
    E então eu senti um desânimo enorme.
    Para ir para a imprensa não precisamos de vereadores ou de quem quer que seja.
    E aí me veio imediatamente o pensamento: quer aparecer!
    Ir para a imprensa seria obrigar Furnas a desmentir.
    Já imaginaram: “Radiação contamina Angra”.
    E a população?
    População que sempre pressentiu que algo tem de errado ali.
    (Veja o comentário de uma de nossas amigas de Blog que tem parentes em Parati.)
    A direção da Usina não teria o que fazer, a não ser negar.
    Já pensaram o que isto significa?
    Processos de perdas e danos, processos contra a degradação do meio ambiente, processos de responsabilidade etc.
    O que eu e Beth achamos que devia ser feito, o que nós esperávamos?
    Formar um grupo de pessoas e sem alarde fazer um levantamento preliminar rápido dos casos de câncer que tínhamos presenciado, fazer uma pesquisa de radiação na área entorno da baía de Angra e avaliar se estaria dentro das normas Internacionais, conhecendo-se assim realidade.
    Óbvio, haveria um gasto com compra de contadores Geiser, teríamos que contatar voluntários que fizessem a pesquisa de forma sigilosa, haveriam gastos com transporte etc.
    Mas só obtínhamos : “vamos para os jornais”.
    Barbaridade!
    De imediato para nós isto significava: Estão demitidos!
    Eu e Beth conversamos e chegamos à conclusão que ficar em Angra naquela situação era arriscado e não estávamos afim de arriscar a saúde de nossos filhos.
    Fizemos um relatório de tudo que pensávamos, para ser lido e entregue na Câmara de Vereadores de Angra e o entregamos ao Vereador.
    Que seja!
    Não sei se vocês têem a condição de imaginar nossa situação:
    – 3 filhos em fase de fazer cursinho para vestibular e um com 5 anos.
    – Duros, há 5 anos tentando vender nossa casa em Angra e só obtínhamos preços baixíssimos.
    -Sem o salário de Furnas só daria para comer.
    Estávamos arrasados.

    Bom dia amigos. Vamos ao nosso caminho.
    Abraços a todos.

    É preciso fazer um retrato da Escola onde trabalhávamos em Praia Brava para sentir bem a nossa situação.
    A Escola era estadual mas com a falta de professores, em função da Escola ser distante de Angra acho que 40km e Parati 50km, Furnas contratava professores sem ser concursados no Estado, para completar o quadro.
    A Escola é bem grande.
    Eu dava aula para as três turmas do 2º grau e para a turma da formação de professores.
    Beth dava aula de Biologia para as mesmas turmas.
    Foram 5 anos assim.
    A maioria dos professores eram mulheres de funcionários, contratadas por Furnas.
    Foram tempos de trabalho muito bons (não pela remuneração), pessoas maravilhosas de quem temos muita saudade.
    A maioria das informações que tínhamos vieram delas ao longo dos 5 anos e que foram sedimentando vagarosamente em nosso subconsciente.
    Conhecíamos seus filhos, muitos, nossos alunos, seus maridos, seu dia a dia.

    O nosso relatório estorou como uma bomba na cidade. Acho que a reunião da Câmara se deu à tarde.
    Nós não sabíamos de nada porque a nossa casa ficava a 20km de Angra.
    Chegamos na Escola de manhã e entramos na sala dos professores.
    O clima era de cemitério. Nunca vou me esquecer.
    Achamos estranho e fomos dar nossas aulas. Na hora do intervalo a ex-diretora chamou Beth e perguntou o que estava havendo.
    Beth que não sabia de nada disse:
    -Nada.
    E ela falou:
    -Eu soube que você fez uma denúncia contra a Usina.
    – Foi, pelo que vocês nos contaram, pelo que eu vejo todo o dia aqui e no Frade, senti-me na obrigação de fazer o que fiz, não quero compactuar com isto, se eu estiver errada e espero que esteja, serei a pessoa mais feliz deste mundo.

    Nossos colegas mal falaram conosco.
    No relatório citamos frases que eles nos tinham dito.
    Imagine a preocupação deles.
    Bom emprego, ganhando muito bem, estavam tremendo pela possibilidade de serem demitidos por Furnas.
    Da nossa parte nós nunca diríamos, e nunca diremos quem nos disse alguma daquelas coisas, mas eles não sabiam disto.
    Terror justificado.
    Mas foi um clima. Senti-me na casa de alguém que não suportava a nossa presença.
    Já sentiu isso?
    Mas nós estávamos na mesma situação deles, o que ficou comprovado dias mais tarde quando chamaram Beth e perguntaram á queima roupa:
    – Você sabe quem está pagando seu salário?
    Beth respondeu;
    – Sei sim, isto é uma ameaça?
    – Não, você esta equivocada etc. etc. etc.
    Nesta entrevista Beth levou uma colega que não tinha vínculo com Furnas, de testemunha.
    Bem, voltando ao dia D.

    Tocou o sinal de encerramento das aulas.
    O dia tinha sido horrorível.
    Quando penso, fico até meio tonto, me esqueci até de dizer que os alunos já sabiam de tudo e dar aula foi uma pedrada.
    Pegamos nosso carro, nossa filha mais nova que estudava na pré-escola e fomos para casa arrasados.
    Meu filho mais velho, Fred, fazia cursinho em Angra, minha filha Luciana e meu filho João Carlos (Joca) estavam no Rio, na casa da minha mãe fazendo cursinho.

    A nossa casa.

    Ela ficava num condomínio que de casa, só tinha a nossa. Para se chegar a ela saíamos da BR-101 e íamos por uma estradinha de 2km, até chegar lá.
    Lugar lindo. O terreno ia até a beira d’água em plena mata Atlântica. Eu derrubara só duas arvorezinhas para fazer a casa. Não era muito grande. A área ocupada horizontalmente era de 12m x 5m, 60 m2, para não interferir com a natureza. Tinha 2 andares, qualquer dia ponho a foto dela aí. Do mar quase não se via, rodeada que era pelas árvores. Paraíso.
    Sentia-me ali um verdadeiro Tarzan.

    Bem, entramos na estradinha e no meio do caminho encontro um motoqueiro dos correios.
    Ele pediu para parar e falou:
    – O senhor é Frederico Schmidt?
    – Sou sim.
    -Tenho um telegrama para o senhor.

    Continuando nosso caminho…

    Hoje, quando relembro aqueles momentos posso vê-los mais nitidamente.
    Naquela hora ao abrir o telegrama eu só pensava em coisas ruins.
    Eu mal conseguia entender o que estava escrito. Eu não estava entendendo porque, ali, naquela hora, a hora em que mais eu precisava, eu estava recebendo a resposta de um currículo que eu tinha mandado meses e meses atrás.
    Foi um momento de intensos sentimentos, os mais diferentes, mas hoje, com calma, lá no fundo de todos os sentimentos existia um que mais tarde ao ler Passos na Areia identifiquei.
    Passos na Areia é uma conversa de São Francisco com Jesus. (Não sei bem se é São Francisco, infelizmente não tenho o texto mais).
    São Francisco perguntava a Jesus:
    Senhor, tenho visto os passos de duas pessoas na areia durante a minha vida, mas nas horas mais difíceis só vejo uma, porque?
    Jesus respondeu: Você só vê meus passos. Eu estou levando você no colo.
    Era assim que eu estava me sentindo, eu estava sendo levado no colo.
    Bem, vou tentar encurtar.
    Liguei para o professor, fui a Jahu. Acertei tudo.
    Salário?
    Uma vez e meia o que eu e Beth ganhávamos juntos.
    No Frade a maioria das pessoas nos deram apoio.
    Mas conhecemos a ignomínia humana.
    Em Angra o prefeito (do PT, acho que é um dos envolvidos nesta confusão atual) apressou-se a desmentir.
    O secretário de saúde acusou Beth de ser louca. Que Angra não tinha casos de câncer, até a Danusa Leão deu uma nota em sua coluna dizendo que eu tinha fugido para o interior de São Paulo.
    Minha filha ligou-me do Rio dizendo que um monte de jornalistas estavam ligando lá para casa e ela achava que o telefone estava grampeado.
    Angra não registra casos de câncer porque não trata de casos de câncer.
    As pessoas com câncer tem que procurar o Rio ou outros locais.
    O Brasil está assim.
    Os que devem gerir o sistema público não tem responsabilidade!
    O que o secretário devia fazer?
    Procurar Beth, conversar com ela. Beth levaria o Secretário ás famílias envolvidas, mostraria os casos e ele poderia começar a estudar a situação.
    Beth foi convidada a dar depoimento ao Ministério Público e o fez.
    Deu em que? Em nada.
    Existem muitas coisas que nós que votamos em pessoas que pensamos serem sérias não sabemos.
    A posição do Prefeito e do Secretário para mim foram para lá de suspeitas.
    Furnas deve contribuir muito para a arrecadação da Prefeitura, aliás, teve outro episódio que para mim é esclarecedor.
    Um grupo de pessoas ligado à direção de Furnas na época tentou dividir Angra em dois municípios, porquê?
    Porque a Usina ficaria dentro do novo município. Mas e daí?
    Orçamento gordo!
    Sobre a influência dos mandantes da Usina que com certeza tomariam conta do novo município.
    Pobre natureza humana!
    Ou brasileira.
    Eu fico impressionado como nós tratamos os assuntos sérios aqui no Brasil.
    Eu fiz um comentário num dia destes, que neste caso do PT, as pessoas famosas e jornalistas estavam se comportando como galinhas num galinheiro invadido por uma raposa ou gambá.
    Eu não sei se vocês já tiveram a oportunidade de ver uma cena destas.
    É o caos, o barulho que elas fazem é ensurdecedor, voam que nem doidas para tudo que é lado, ninguém, ou melhor, nenhuma galinha se entende.
    Foi mais ou menos o que aconteceu na época em Angra.
    É o que acontece hoje.
    De Gaulle já disse que o Brasil não é um país sério.
    Não é mesmo.
    Bush já disse que o Brasil é um país de corrupto.
    É mesmo.
    O grande problema é que o sistema capitalista associado à natureza humana, ou melhor, a cultura humana, sempre vai andar de mãos dadas com a corrupção.
    Porque apesar de Bush estar certo em relação ao Brasil, os democratas estão tentando fazer uma auditoria na guerra do Iraque porque sumiu 9 bilhões de dólares .
    São bem mais eficientes que os Valérios e Delúbios tupiniquins.
    Sem falar no superfaturamento das refeições fornecidas ao exército americano pela empresa do Vice Presidente.
    Vai lá no Blog do Michael Moore.
    É só clicar aí do lado.

    Em relação à religião, como eu fui e como sou.

    Ser católico quando garoto foi um saco!
    Obrigado a assistir aulas de catecismo, a ir a missa em latim, não entendia nada, para mim foi horrível.
    Nunca fiquei sensibilizado.
    Saindo da adolescência entrando na faculdade, sendo influenciado pelas conversas ideológicas de meu sogro, aí mesmo é que eu abandonei a religião.
    Eu só não entendia mesmo porque ele sempre disse que Cristo foi o primeiro comunista. Eu pensava que era propaganda dele para associar um ao outro, mas pensando bem hoje, eu nunca cheguei a questioná-lo porque dizia aquilo.
    Mais para frente eu descobri porque e daqui a alguns dias vou escrever sobre isto.

    Como sou. Mais alguns dias.

    Para encerrar este fato da Usina!
    Já houve vazamento. Tenho certeza absoluta.
    Não se tem uma monitorização independente da situação da Usina. E Furnas não quer que se tenha.
    E não tem autoridade nem ONG nem Green Peace interessado em fazer.
    As instituições brasileiras de energia nuclear são coniventes com isto.
    Pode acontecer um grande problema naquela Usina e nós não vamos ficar sabendo.
    Porque isto me foi dito por uma pessoa que trabalha ou trabalhou lá.
    Não precisa ficar preocupado com evacuação porque afinal, não vamos ficar sabendo mesmo.
    Além do mais nem dá para evacuar!
    Não se precisa ter formação de engenheiro para saber disto.
    Basta ver as rotas de fuga.

    Mas, assim como ninguém esperava que aparecesse a falcatrua do PT, vai aparecer a de Furnas, é a lei de Brook.

    Outra coisa nebulosa para mim a respeito da Usina é a quantidade de dinheiro que o governo destina á Usina.
    Quando estava lá, lembro-me, foram 20 bi de dólares destinados a Usina.
    Eu não vi um caminhão entrar na Usina com qualquer material.
    Se não me engano, anos mais tarde mais alguns bi.

    Vou pesquisar.
    Nada mais perigoso do que um homem sem fazer nada (já dizia meu sogro).

    Acho que são os Kilowatts mais caros da Terra.
    20 bi de dólares são quase 4% do PIB!
    Por estes dias estavam falando no governo, de quem?
    Da Usina.
    Será que o Marcos Valério estava na jogada?

    Abraços

    ============================================

    Bem isso é o que eu posso dizer.

    Sobre religião posso dizer, não tenho mais, sou Deísta, como muitos na História.

    A Igreja Católica é um nojo, as demais também estão dominadas

    Sobre Usinas – CHEGA!

     
    • Proftel

      agosto 13, 2011 at 11:03 pm

      Bom…

      Olha Fred, eu fui expulso do Seminário (na época um seminário menor em Araraquara-SP). Era da SOVERDI (Sociedade do Verbo Divino), isso em meados da década de 70.

      Serve?

      kkkkkkkkkkkkkkkkk rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs :-)))))))))))))))))))))))

      Quanto a religião, tenho comigo percepção muito pessoal a saber: NÃO PRECISO DE INTERMEDIÁRIOS.

      Se sou filho Dele, converso direto com Ele, mais nada.

      É como um hardware, Ele na minha percepção é um Hardware, é onipresente e onisciente.

      Para fazer um Hardware funcionar precisa um Sistema Operacional (aqui nesse mundo pode ser um Linux, um Microsoft, um Dos, um Unix etc.) . O “Sistema Operacional” vigente para a galera são as “Igrejas”.

      Não tenho nada contra, tanto que sou casado com a Tia a dezenove anos (feitos no último dia 8 pp. comemorado em Caldas Novas), ela é Testemunha de Jeová desde os 14 anos e nos damos muito bem, podem crer.

      Bom, é isso, já que sou filho Dele, com Ele converso direto, escrevi meu programinha (muito parecido com um “Kolibri” só que pessoal).

      Proftel.

      🙂

       
      • Jesus era Comunista

        agosto 13, 2011 at 11:19 pm

        É isso Proftel, nada de intermediário, religião é uma instituição de atravessadores, o negócio é direto do produtor ao consumidor.

        Cara a turma vai na Igreja rezar para Deus dar uma casa, um carro, um avião, pra fábrica vender mais, pra diminuir os custos sociais – mas Deus é comunista – veja que contra censo, somos irreais, virtuais, em vez de nos amarmos queremos chupar a carótida do próximo.

        Proftel dentro desta conjuntura de usina, religião que assa gente na fogueira, turma de pedófilo safada, espeta os outros em lança santa, eu só tenho uma pergunta, será que isso aqui não é o inferno, não?

        Isso pode ser um paraíso e o transformamos num inferno.

         
        • Proftel

          agosto 14, 2011 at 12:16 am

          Fred:

          Atualmente é um inferno com promessas de paraiso.

          Te juro, vou ser sincero pacas, nem prá Dalva falei isso (mas creio que ela sabe): Só não sou Testemunha de Jeová porque fumo de dois a três maços de cigarro por dia.

          De resto, eles tem lá seus problemas com doação de sangue (que no fundo, se você for ver, é um comércio, há outras formas de hidratar um organismo sem transfusão).

          Quando você vai numa reunião deles, não se fala em dinheiro, você não paga dízimo ou coisa semelhante, há vários centros espalhados, há fazendas onde todos trabalham, produzem são abastecidos e é uma estrutura muito mais socialista que a que se vê nos livros.

          Todos podem tomar cerveja, vinho etc. , a única restrição é que seja moderadamente, as mulheres se vestem muito bem, os homens de terno.

          Bom, creio que já falei demais sobre a crença da patroa, fico por aqui (pena que (ainda) não possa fazer parte dela).

          🙂

           
        • Robertão

          agosto 14, 2011 at 6:35 am

          é Fred, disse tudo! e esse povo esquece que na oração diz apenas” o pão nosso de cada dia” , não o cesto inteiro e a padaria!
          e que história terrivel e fantástica, por sinal muito bem escrita! parabens!

           
          • Jesus era Comunista

            agosto 14, 2011 at 7:04 am

            Obrigado Robertão

            Exatamente isto, o pão de cada dia, nada de luxo, nem de criança faminta, como John Lennon fala.

            Beijo na testa

             
    • Jesus era Comunista

      agosto 13, 2011 at 11:09 pm

      Ah esqueci, o último Post foi em 08/08/2005

       
    • Proftel

      agosto 13, 2011 at 11:38 pm

      Fred:

      “Senti-me na casa de alguém que não suportava a nossa presença.
      Já sentiu isso?”

      Já, várias vezes na Educação (cê sabe que sou concursado como Professor no Estado e no Município daqui né?).

      Outra coisa, seu relato se me fez lembrar de quando trabalhava em Ubatuba, eram 48 funcionários em turno de 24x48h. Um deles morava em Angra, o filho tinha problemas sérios de saúde e ele vivia faltando, um dia cheguei prá ele e disse “bicho, pega seu filho e se manda prô Hospital do Servidor Público em São Paulo, eu seguro as pontas, venha só no fim do mês prá assinar o ponto”.

      Pois bem… . O rapaz fez o que eu sugeri e ficou e veio só três vezes, quando o pessoal de Sampa soube, ameaçaram de enfiar uma sindicância nas minhas costas. Conversei com as pessoas certas e seguraram a barra (foi com apoio do resto da turma que trabalhava no turno senão, eu tava lascado).

      Ah, o filho desse rapaz tinha leucemia.

      Só isso posso relatar aqui, nomes, datas e locais sem chance, só digo que eu estava trabalhando em Ubatuba e, era responsável por 48 funcionários.

      De boa.

      🙂

       
      • Jesus era Comunista

        agosto 14, 2011 at 12:00 am

        Proftel, deste caso tem centenas iguais

         
    • surfando na jaca

      agosto 13, 2011 at 11:39 pm

      Carecão de Deus, sua história é melhor do que meu futuro artigo. Foi muito bom conhecer esses aspectos das usinas de Angra, sempre cercada de mistérios. Talvez isso explique porque o Ronaldinho ficou daquela forma, pois possui casa em Angra. Aquelas usinas foram compradas para experiência com o processamento de urânio, comtroca de tecnologia com os alemães. Pode-se imaginar o resto do que rola por lá. Não se trata de gerar energia, pois na época, sobrava energia de Itaipu. Foi uma compra definida pelos militares e não pela holding. Vejo que vc. também passou por uma experiência de abandono. É incrível quando as pessoas nos dão as costas em momentos que fomos magnânimos com a própria coletividade, né? Pois é, essa é a regra: melhor um covarde vivo que um herói morto. Escutei essa no documentário sobre a FEB. Por curiosidade, sua careca começou em Angra? Putz, já não gostava daquela região, com medo da Usina, agora é que nem ponho os pés naquilo e ficarei longe. Bjs na testa.

       
      • Jesus era Comunista

        agosto 13, 2011 at 11:59 pm

        Estava duro, fu, mas acordava com saíras e tiê sangues, na janela, os esquilos apareciam de vez em quando, a preguiça vinha comer no pé de embaúba, as maritacas escandalosas faziam um barulho danado, cara era o paraíso, tive que ir embora.

         
        • surfando na jaca

          agosto 14, 2011 at 12:12 am

          Lindo mesmo. Agora, para odiar a natureza é só pensar nos mosquitos, insetos e demais bichos pençonhentos. Ou que os bichos vão começar a nascer cantando o hino do Vasco, os zóios arregalados de fome para vc. e a preguiça correndo mais do que lebre.

           
    • Jose Mario HRP

      agosto 14, 2011 at 10:20 am

      Não o espiritismo, Fred.

       
      • Jesus era Comunista

        agosto 14, 2011 at 12:17 pm

        HRP

        No livro do Alan Kardec que li, ele afirmava que o espiritsmo não era religião. Seria Ciência.

        Agora, a turma gosta de misturar as estações.

        Jesus era comunista, a igreja católica se apoderou dele e é contra o Comunismo.

        Mas as palavras dele são tão poderosas que qualquer um que as propaga ajuda muita gente a sobreviver neste inferno.

        As outras igrejas idem. São anti comunistas.

        Um dos caras que eu mais admirei neste mundo foi um padre, Dom Helder Câmara, o Vaticano só não excomungou ele com medo de perder a grana de muitos que adoravam ele. Dom Helder era Comunista, não do de Marx, do de Jesus, muito mais radical e correto em princípios, Dom Helder sabia que Jesus era Comunista assim como muitos outros Padres e são discriminados pelo Vaticano.

        Cara, pensa bem nestas coisas e vê o contra-senso.

        Agora você vê, Cristo era Comunista e o a Igreja Católica tinha um banco.

        Banco tão cheio de trambiques que faliu.

        Cara, transformaram Jesus em banqueiro.

        É isso que somos, acho que a conclusão é que estamos aqui para sofrer.

        Se eu tomo uma garrafa de Dona Paula, viajo para fazer regatas de campeonato brasileiro RC não quer dizer que não sofro. Sofro pacas em não poder fazer nada para matar a fome dos sudaneses, dos nordestinos, dos cariocas, de todos os brasileiros e cidadãos de todo mundo que passam fome e não são assistidos.
        Sofro e só me resta jogar estas palavras ao vento. Que nada adiantam. Estão todos loucos, ávidos para consumir.
        A custo da desgraça de muitos.

         
  20. Jesus era Comunista

    agosto 13, 2011 at 8:40 pm

    Proftel, tenho que te passar o e-mail do blog para mandares pro Surf. Quando chegar em casa te mando, tô na rua com computador emprestado.

     
    • Proftel

      agosto 13, 2011 at 10:06 pm

      Fred,

      Uai!

      Pensei que era tudo através dos nossos e-mails pessoais!

      Tá vendo! Nem sabia que o blog tinha e-mail!

      Sou uma “toupeira” no que tange a páginas de internet kkkkk.

      :-)))))

       
  21. surfando na jaca

    agosto 13, 2011 at 7:49 pm

    Voltei do cinema e sairei para jantar. Antes de mais nada, irritado com a falta de consideração com o companheiro Proftel e instado pelas dúvidas do Fred, embora não seja entendido no assunto como ele,lanço um desafio. Aguardarei que me escrevam se querem que eu faça o post pedido pelo Fred ou não. Basta escrever sim ou não. Amanhã verei o resultado da enquete e a decisão que tomaram. Isso porque acredito que a internet é meio de comunicação livre e não gueto de pessoas. Aviso também que o assunto é sério e portanto darei o tratamento devido ao assunto. Ou seja o título será “A dialéctica do boiolismo pela análise do materialismo histórico”. Aviso que poderá ser muito útil àqueles como o Fred, que sofrem de múltiplas personalidades. Portanto, está lançado o desafio. Vcs. decidem. É o BBB Proftel 1!

     
    • surfando na jaca

      agosto 13, 2011 at 7:51 pm

      Desculpem-me os vários erros de estilo, é a pressa!

       
      • surfando na jaca

        agosto 13, 2011 at 7:57 pm

        Creio que já tenho o voto do Fred.

         
        • Proftel

          agosto 13, 2011 at 8:36 pm

          Sim!

          Claro!

          Por mais complexo que seja o assunto, por mais intrincado que seja, você tem bom senso, esse espaço está aqui pra isso, conversarmos.

          🙂

           
        • Jesus era Comunista

          agosto 13, 2011 at 8:37 pm

          SSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMMMMMMMMMMMMM

          Cruz credo .Mangalô 3 vezes.

           
  22. Jesus era Comunista

    agosto 13, 2011 at 6:50 pm

    Blz, te ajudo na parte operacional, o resto meu palpite tem o mesmo peso dos outros, acho que para mudar algo tem que ser por votação. Não entendi o que surf tá falando acho que é porque eu tomei uns copos de vinho no almoço, um nhoque ao molho de Gorgonzola, pelo cacareco, mano.
    Acho que surf também tomou, pelo visto umas cinco garrafas.
    Cacilds, acordei com surf dando sapatada na mesa, igual ao Gorbatchev , credo.
    Esses comunas são todos doidos.
    O assunto quem decide é quem manda. Mandou entrou, quem não gostar que desanque nas costelas de quem mandou.
    LIBERDADE oi ,LIBERDADE oi, viche acho que é o vinho ainda.
    Minha OPINIÃO é um por dia, se o Bufo deixar a turma falar e se empolgarem, deixa rolar até escorrer todo o sangue.
    Aí põe um pior ainda, agente recolhe o sangue aqui e manda pra Cruz Vermelha.
    Simples assim.
    Agora, se vier um sobre o vestidinho do lulu do Albert, é ótimo também, tem muita gente que gosta, por mim acho legal.
    LIBERDADE oi, LIBERDADE….
    Putz cara esse assunto da juíza é algo fundamental abordarmos tanto quanto o de Fukushima, todos os dois são fundamentais, na minha opinião.
    LIBERDADE oi, LIBERDADE….
    Pedi o surf para colocar um sobre homossexualismo, assunto bom demais também, nada melhor que ele. Assim a gente vê o que tem dentro da cabeça destes entubados metidos a bestas….

    Beijos na testa

     
    • Proftel

      agosto 13, 2011 at 8:39 pm

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Fred, você tá inspirado, tá certim, a Filosofia do pedaço é essa mesmo ( e eu já tô na quinta “skór”) kkkk.

      🙂

       
  23. surfando na jaca

    agosto 13, 2011 at 4:24 pm

    As pessoas preferem matar a liberdade do que criar um espaço de livre manifestação. Essa é que é a verdade. FDA afirmou que as pessoas são desinteressantes. Depois reclamam de censura. Se o blog impusesse a obrigação de cada participante beijar a tela do computador e dar 3 pulinhos antes de digitar, teria sido um sucesso. Ou qualquer outro rito de triagem e censura, faria um sucesso retumbante, de fila de Maracanã em final Fla-Flu. Mas não, somente disse que aqui quem quiser escreve o que quiser. Que a Santa Inquisição acabou. Sabe de uma coisa, Proftel? Melhor é vc. ir catar conchinhas nas praias de Goiás. Melhor mesmo é vc. criar um Facebook para fofocar sobre o corte de cabelo de sua prima ou vizinha e encher a tela com aquelas fotografias de viagem ou de casamento, uma tortura que o japoneses, conhecedores do assunto, inventaram. Vai, Proftel. Vai, que é melhor se enjaular com os macacos e pedir pipocas.

     
    • Proftel

      agosto 13, 2011 at 4:35 pm

      Surf:

      Juro que não entendi. Ninguém foi censurado aqui, estamos colocando posts com assuntos interessantes até onde compreendo.

      Estamos abertos a sugestões para novos posts (eu pessoalmente não estou inspirado hoje, a única coisa que achei de interessante na Rede foi esse de Fukushima que postei).

      Não tenho Facebook nem Orkut, só utilizo o Messenger.

      Tanto o Fred quanto eu estamos aguardando alguma sugestão sua para publicar um post.

      Bração aí.

      Proftel.

       
      • surfando na jaca

        agosto 13, 2011 at 4:38 pm

        Pois então crie uma censura! Diga que só publicará comentários se a pessoa der Bom dia, Proftel. Ou algo parecido. Eu vou ao cinema comer pipocas daqui há pouco. Vou acabar regredindo na evolução da espécie.

         
        • surfando na jaca

          agosto 13, 2011 at 4:57 pm

          Abração para vcs., que vou comer pipocas com os macacos.

           
          • Proftel

            agosto 13, 2011 at 5:16 pm

            Surf:

            Mal e porcamente publiquei um post, tentei inserir outro e não consegui (creio que ficou um texto muito grande), não sei como bloquear comentários.

            Apesar de trabalhar com computador não manjo nada de páginas de internet, meu negócio é hardware, instalação de Sistemas Operacionais e Rede.

            O post que tentei criar é coisa do seu interesse, está no Swissinfo vou colocar o link pra você ler:

            http://www.swissinfo.ch/por/reportagens/Crise_monetaria:_as_licoes_dos_1970.html?cid=30876676

            🙂

             
    • Jesus era Comunista

      agosto 13, 2011 at 5:40 pm

      Viche, que foi que aconteceu surf?

      Acordei com com você gritando aí companheiro, surtou?

      Proftel tá aprendendo a dirigir, que houve com a carroça da gaiola?

       
  24. Proftel

    agosto 13, 2011 at 4:13 pm

    HRP:

    E-mail respondido!

    🙂

     
  25. Proftel

    agosto 13, 2011 at 2:50 pm

    Fred:

    Já que você está atarefado por aí, coloquei esse post.
    Fiquei impressionado com o que está acontecendo por lá e, não se vê nada na grande mídia.

    🙂

     
    • JOSE MARIO HRP SANTISTA FELIZ!

      agosto 13, 2011 at 3:05 pm

      Um Email para voce Alex.

       
    • Jesus era Comunista

      agosto 13, 2011 at 3:41 pm

      Grande Proftel, você é maravilhoso, só sugiro que coloque o seu nome em maiúsculas em cima do Post para saber que é seu.
      Graças a Deus você já esta dirigindo esta carroça desgovernada. Agora sou só o Jesus era Comunista. Mas se precisar alguma ajuda é só falar. Mude a senha que ficará só sua.

      Abração

       
      • Proftel

        agosto 13, 2011 at 4:12 pm

        Fred:

        Coloquei o texto porque achei interessante, precisamos conversar direito como poderemos colocar assuntos, conto com você, não quero ficar sozinho aqui de jeito nenhum.

        Outra coisa, não sei direito quantos posts a gente colocará por dia ou por semana, estou meio perdido.

        Um assunto que me chamou atenção foi o assassinato da Juíza no Rio de Janeiro mas, não encontrei nada interessante para compartilhar aqui, não achei nenhum editorial ou análise que despertasse atenção (coisa inteligente), só achei textos policiais explicativos (que pra mim é tipo “comentário de futebol” kkk.

        Bração aí.

        Proftel.

        🙂

         

Obrigado pelo seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: