RSS

Líbia, a Verdade e a Comunidade Internacional – 31.08.2011

03 set

Hoje, 31 de agosto, estamos na véspera da Revolução Al-Fateh que trouxe Muammar al-Qathafi ao poder em um golpe de estado sem sangue que instalou o primeiro Jamahiriya do mundo, ou seja, o governo através de Congressos do Povo. A grande preocupação internacional com esta guerra é um comentário útil sobre onde estamos colectivamente.

Muammar al-Qathafi é, numa só palavra, um gênio. Seu sistema de governo Jamahiriya governo é talvez a mais pura forma de governação e sua pura simplicidade significa que pode ser implementado em qualquer sociedade, em qualquer lugar na Terra. Em essência, é o governo baseado em congressos do povo – governo do povo para o povo, num mundo em que os recursos pertencem a todos, igualmente. É a aldeia, implementada globalmente, entendendo que o ser humano funciona melhor quando se vive e coopera em pequenas comunidades.

Agora esse preceito vai ser recebido como veneno para a camarilha de elitistas corporativos que gravitam em torno dos centros de poder, usando a mídia e a OTAN para manipular a opinião pública e, quando possível, implantar seus regimes, sejam eles baseados em terroristas ou não, a única regra é que passem os recursos para fora aos poderes imperialistas.

E também vemos nesta crise exatamente onde está o nosso mundo. O direito internacional existe mas não é implementado. A OTAN tem quebrado todas as regras no livro na Líbia e tornou-se apta para acusação de crimes de guerra e quebra da lei internacional – algo que está actualmente em preparação. De um lado, temos as forças das trevas satânicas da OTAN e do outro lado, aqueles que se vêem como os guardiões do que é certo e bom e justo. É uma luta do bem contra o mal, é uma luta de Deus contra Satanás, trata-se de aplicação do direito internacional contra a lei da selva ou a noção de que quem tira pela força, pode ficar impune.

Para aqueles que justificam esse acto de agressão da OTAN chamando “Kadafi” um “ditador”, algumas verdades. Muammar al-Qathafi ia receber um prêmio humanitário em Março pelo seu registo, ele foi o único a falar contra as práticas mais conservadoras no Islã, ele que se manifestou contra o assassinato de homossexuais ou o apedrejamento de mulheres. O sistema Jamahiriya é a antítese de uma ditadura. Qual ditador educa seu povo e paga-o para estudar no exterior?

A taxa de alfabetização da Líbia melhorou de dez por cento para noventa por cento sob “Gaddafi” e sob a sua orientação o país subiu do mais pobre do mundo para o mais rico em África. Aqueles que entendem alguma coisa sobre os acontecimentos geopolíticos sabem que este é um feito incrível, em si, dentro de quatro décadas.

O coronel Gaddafi também deixa seu legado, que é o Livro Verde, que explica a sua filosofia e seu sistema político – aquele livro que deveria ao menos estar na lista de leitura fundamental em todas as escolas e cujo legado será eternizado pela Internacionalização da Jamahiriya, algo que já está ocorrendo e que tem dezenas de milhares de seguidores em todo o mundo. Amanhã, haverá milhões.

O coronel Gaddafi também pode olhar para os seus inimigos de hoje e rir. Verdade, ele tem lutado, e continua a lutar, contra a mais poderosa organização militar do mundo há seis meses e qualquer progresso que seu inimigo tem feito, foi feito por violar todas as regras de engajamento, de modo que dificilmente se pode rotular isso “vencer”. Mas ele também é o criador de sonhos atrás da União Africana, ele defende a Unidade Africana contra o imperialismo, ele defende uma África para os africanos, os problemas africanos resolvidos pelos africanos para os africanos, os recursos sendo para os africanos. Mais do que isso, seus projetos pan-africanos libertaram os povos deste continente do jugo de tirania imperialista, tendo o seu próprio financiamento para seus próprios programas sem ter que depender de fontes ocidentais que fornecem bens, ainda com caudas enormes de pagamento de juros exorbitantes em anexo.

O que seus inimigos querem, vimos muito claramente – uma “conferência” internacional foi agendada na semana passada em que as linhas foram mais uma vez desenhadas em mapas e em que as potências coloniais literalmente dividiram entre elas os despojos da Líbia, antes mesmo de o conflito acabar. Quanto aos “rebeldes”, o quê são eles e o quê é que eles querem?

Fontes ocidentais se deleitaram na libertação de prisioneiros sem se preocupar em pesquisar o que eles tinham feito ou por quê eles estavam nas prisões. Estupradores em série, assassinos e criminosos comuns desfilem agora como “rebeldes”, um movimento que incluiu um bando de oportunistas políticos cuidadosamente preparados pelos franceses, britânicos e italianos, uns poucos liberais, fundamentalistas islâmicos (como veremos em breve de forma mais clara), um monte de mercenários estrangeiros e, em essência, excursionistas jovens que entrem de manhã no conflito com metralhadora em riste antes de dirigir para casa para jantar à noite.

Saqueadores, estupradores, assassinos. Terroristas, sim – civis, não. Militarmente capacitados por uma campanha selvagem e assassina de bombardeios da OTAN, essas pessoas podem ou não, eventualmente, desmantelar o Jamahiriya na Líbia, mas eles não vão destruí-lo como um sistema. O Legado precioso é bem protegido e Muammar al-Qathafi sabe disso.

É por isso que Muammar al-Qathafi pode olhar para trás com satisfação sobre o que ele alcançou, pela mesma razão que os Srs. Cameron, Obama e Sarkozy vão passar o resto das suas patéticas e insípidas e ocas vidas olhando por cima do ombro ou se perguntando quem poderia ser cada vez há um toque na campainha; não deixaram nenhum legado, exceto uma tentativa falhada em governar seus próprios países, enquanto eles representam a violação mais flagrante da lei na história recente. E, pior, eles e suas amigos na OTAN têm o sangue de crianças líbias em suas mãos. Se eles tivessem um pingo de decência, iriam ouvir estes gritos soando nos seus ouvidos durante toda a noite todas as noites e por mais eles tentassem bloquear o som, mais alto se tornaria.

É por isso que tantas pessoas na comunidade internacional apoiam Muammar al-Qathafi. Aqueles de nós que foram para a Líbia e que têm conhecimento sobre o país entendem muito bem onde os corações e mentes dessas pessoas estão – com o que é certo e justo e bom. Gaddafi nunca foi um ditador, e não merece isso.

Aqueles cujas corações e mentes estão com a OTAN, bem, há sempre aqueles que vendem suas almas ao diabo. No entanto, existe algo superior a nós, e para quem nós vamos apresentar-nos inevitavelmente para o julgamento quando o dia chegar. Muammar al-Qathafi sabe para onde vai, e eu suspeito que Cameron, Obama e Sarkozy, no fundo, sabem onde eles vão também. Por isso ele pode descansar em paz, e eles não.

Para aqueles com dúvidas depois de um bombardeio de mentiras dos meios de comunicação ocidentais, pesquisar: Livro Verde, Jamahiriya e projetos de Gaddafi em África.

Timothy Bancroft-Hinchey
Pravda.Ru

Fonte:

http://port.pravda.ru/russa/31-08-2011/32066-verdade_libia-0/

 
26 Comentários

Publicado por em setembro 3, 2011 em Uncategorized

 

26 Respostas para “Líbia, a Verdade e a Comunidade Internacional – 31.08.2011

  1. BRANCALEONE

    setembro 4, 2011 at 4:30 pm

    RSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRQUAQUAQUAQUAQUAQUAQUAQUAQUAQUAQUAQUAUQUA!!!!!

    PQ O P!!!!! Não é {a toa que Chávez oferecu hospedage m pro cadafi!!!!!!

    Este texto com certeza é a maior cretinice já escrita neste início de milénio.

     
  2. Proftel

    setembro 3, 2011 at 8:23 pm

    HRP:

    Fiz uns comentários lá no Flit, gostei do cara … .

    🙂

     
  3. Patriarca da Paciência

    setembro 3, 2011 at 6:38 pm

    “A taxa de alfabetização da Líbia melhorou de dez por cento para noventa por cento sob “Gaddafi” e sob a sua orientação o país subiu do mais pobre do mundo para o mais rico em África. Aqueles que entendem alguma coisa sobre os acontecimentos geopolíticos sabem que este é um feito incrível, em si, dentro de quatro décadas.”

    Parece que o “Gaddafi” estava tentando também criar uma espécie de “Oganização dos Estados Africanos”.

    De miha parte continuo achando totalmente estranha essa intenvenção direta e declarada da Europa num país soberano.

    É um precedente muito perigoso!

     
    • Proftel

      setembro 3, 2011 at 7:20 pm

      Patriarca da Paciência:

      Sim!

      Precedente perigoso!

      O pior que começou de uns cinco anos pra cá quando França e EUA boicotaram venda de armamentos e manutenção de aeronaves, pesquise um pouco mais sobre os Hercules Líbios que foram “segurados” pelos EUA (cinco se não me engano, estão virando sucata por lá), a pressão para que empresa espanhola não reformasse aviões líbios etc. .

      Eles vem criando uma situação não é de hoje.

      No meu conceito usaram a Líbia para “ver no que vai dá” quando tentarem fazer o mesmo na Síria – só que “quebraram a pica”.

      A Síria tem armamento Russo que faz até mesmo os israelenses se sentirem inconfortos, a Síria meteu o pé nos “insurgentes”, tem relações com o Irã.

      Veja no mapa onde fica a Líbia, a Síria e o Irã, a estratégia está montada, a Líbia é “ponto de passagem e abastecimento” caso houver um ataque ao Irã e à Síria.

      A Síria é o último baluarte antes do Irã.

      :-/

       
  4. Proftel

    setembro 3, 2011 at 6:27 pm

    HRP:

    Olha, você sabe que sou Geógrafo (com CREA e tudo), sabe que já lá se vão mais de sete anos que não entro numa sala de aula por conta de consertar computadores mas, creio, se numa dessas pressões políticas tivesse que voltar, não me sairia mal, continuo antenado em tudo que acontece na Terra, de geologia passando por astronomia, meio-ambiente, geopolítica, interações sociais etc.

    Por vezes declino em comentar alguns assuntos do inusitado das soluções que saem da cachola mas, esse assunto da Líbia (que acompanho com atenção assim como a Venezuela e Bolívia além da China) preocupam.

    O “pavio” na Terra foi aceso, começou a queimar na França quatro ou seis anos atrás quando queimaram aquele monte de veículos nas ruas, passou pela Inglaterra, Norte da África/Oriente Médio, queimou um pouco na Alemanha (a mídia não divulgou muito), e provavelmente irá queimar de novo na China, dessa vez capitalista.

    O meu maior medo é ocorrerem disturbios na China em áreas densamente povoadas na costa Sul/Sudeste (a região mais industrializada) daí, os soldados do Exército Chinês se amotinarem e os militares chineses buscarem apoio em tropas da Coréia do Norte para resolver a situação, isso seria o caos.

    Alguém pode argumentar que esse panorama é louco, não é. Mesmo que o Exército Chinês tenha por hábito colocar tropas a servir em regiões distintas d’onde moram justamente para manter disciplina (e o Brasil fez o mesmo no passado, a maioria da tropa que faz segurança no Planalto não é de goianos, na minha época era de paulistas – se você tiver que atirar, sabe que não vai acertar seu tio ou primo quiçá um irmão), a comunicação hoje dá “minhoca na cabeça” do que é certo ou errado.

    A China não apresenta conflitos religiosos graves como na India e no Paquistão, no máximo a China apresenta diversidade de dialetos e procedimentos culturais distintos, apresenta também diversidade étnica mas, o mais importante nesse contexto todo é a exclusão social – não tanto como na Russia, lá eles resolvem o problema com vodka e invernos rigorosos comendo salame e pepinos em conserva – que pode ser um estopim.

    🙂

     
  5. Proftel

    setembro 3, 2011 at 5:14 pm

    HRP,:

    A Líbia me faz lembrar a Ioguslavia.

    Há semelhanças entre o Kadafi e o Tito, ambos com mão de ferro impuseram disciplina territorial.

    As tribos na Líbia se comportarão como se deu na Ioguslávia? Será um novo Iraque?

    :-/

     
    • Jose Mario HRP

      setembro 3, 2011 at 5:39 pm

      Não tinha pensado nisso, mas a possibilidade é lógica!
      Mas o resultado da guerra civil na terra do tito é de dar calafrios…..

       
      • Proftel

        setembro 3, 2011 at 5:52 pm

        HRP:

        Tirar o Kadafi é uma coisa, administrar um Estado é outra, não sei se com tudo que ele deixou (Jamahiriya – que nada mais é que o Evo Morales tenta implantar na Bolívia) dará certo num governo “democrático” nos moldes ocidentais.

        🙂

         
  6. Jose Mario HRP

    setembro 3, 2011 at 4:52 pm

    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1967428

    Essa piração desses malucos é inaceitável!
    TANTO NO OCIDENTE QUANTO NO TERCEIRO MUNDO OU LÁ EM QUE MUNDO FOR!
    DÁ VONTADE DE DISPARAR UNS DEZ PENTES DE uZI NA CAMBADA!
    MAS DEUS PROÍBE E EU NÃO VOLTO MAIS ATRÁS!

     
    • Proftel

      setembro 3, 2011 at 5:16 pm

      HRP:

      Um pouco de humor negro:

      Pensando bem, essa nora do Kadafi é uma péssima cozinheira, tentar refogar uma babá desse jeito não dá.

      :-/

       
    • Patriarca da Paciência

      setembro 3, 2011 at 6:44 pm

      Meu caro HRP,

      isso tem cara de notícia criada pelo PIG europeu. Lembra das fotos da fazenda do filho do Lula?
      Pois é, depois a gente ficou sabendo que na verdade as fotos eram da !Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)”.

       
  7. Jose Mario HRP

    setembro 3, 2011 at 4:48 pm

    A Libia foi colonizada de novo?
    Saberemos em alguns meses?
    Não gostava do Kadaffi, era torturador e vi as fotos da doméstica torturada por uma de suas filhas ou exposas. Mas o que vem por aí é garrote?

     
  8. Proftel

    setembro 3, 2011 at 4:43 pm

    Pessoal, estava conversando com um amigo meu (paulista) que trabalha nos EUA atualmente.
    Nós trabalhamos quase quatro anos juntos na Prefeitura daqui, o cara é programador.
    Apresentei o pedaço pra ele, tomara que goste (e apareça) pra bater um papo.

    🙂

     
  9. JOSE MARIO HRP!

    setembro 3, 2011 at 4:04 pm

    Se ela quiser me dar porrada eu deixo.
    Campeão mundial do dardo!
    Russinha Mariya Amabukova!

     
    • Jesus era Comunista

      setembro 3, 2011 at 7:48 pm

      E eu que vejo mulher em tudo.

      Com chicote e tudo mano?

      Ei HRP, tá feia a coisa aí.

       
  10. surfando na jaca

    setembro 3, 2011 at 3:41 pm

    Por mais que se discuta a personalidade do Assange (pedófilo, tarado, cretino etc), a questão que não conseguem apagar desse episódio é a divulgação de documentos secretos e que ajudam a opinião publica a analisar melhor determinados fatos e suas motivações reais por de trás da ação do Estado ianque e outros. A raiva contra o Assange surge é desse fato inquestionável. Eu acho que milhões de Assanges seriam tão necessários quanto milhões de Ernesto de la Higuera nesse mundo virtual. Valeu, Proftel.

     
    • Proftel

      setembro 3, 2011 at 4:01 pm

      Surf, eu sinceramente fiquei na dúvida sobre qual assunto faria um post. O Assange é figurinha carimbada, essa é a primeira vez que vejo alguém falar que ele era pago pela KGB.

      Na dúvida eu coloquei o assunto mais “recente” que é a Líbia, assim que tiver mais subsídios colocarei outro sobre esse lance do Assange e Wikileaks (que provavelmente irá “feder” mais pra frente – calculo que quem não gosta do cara irá correr atrás para checar a informação, daí cairá na mídia).

      🙂

       
    • JOSE MARIO HRP!

      setembro 3, 2011 at 4:06 pm

      Tarado?
      Pedófilo?
      Não consta!
      KGB?
      Muito novo!
      O cara é “fanchona” e gosta muito da fruta!
      Problema!
      Mas detonou a macacada made in USA!

       
      • Proftel

        setembro 3, 2011 at 7:27 pm

        HRP:

        Tarado eu até concordo em parte mas, pensando bem, afinal, o que você faria com duas suecas na Suécia? Jogaria cartas a noite inteira? Assistiria um filme? kkkkk.

        Pedófilo o cara não é.

        Sacana com os governos? Talvez, quero ler mais sobre o vínculo dele com a KGB.

        🙂

         
  11. JOSE MARIO HRP!

    setembro 3, 2011 at 3:21 pm

    Muita coisa está por vir nesse caso Líbia……
    Ninguém é santo nessa!
    Mas isso é sensacional, ou que tralha era essa parceira?
    Deus meu!
    http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/frances+e+condenado+por+nao+ter+relacoes+sexuais+com+sua+mulher/n1597192476013.html

     
    • Proftel

      setembro 3, 2011 at 4:03 pm

      HRP:

      Esse troço parece piada kkkk.

      Fiquei curioso, como o Juíz calculou? Baseou-se em quê?

      O que ela teria gasto com garotos de programa nesses anos ou prato de comida e roupa lavada que o cara teve?

      Muito estranho…..

      kkkkkkkk rsrsrsrsrsrsrsrsrs :-))))))))))))))))))))))

       
      • Jose Mario HRP

        setembro 3, 2011 at 4:19 pm

        Pois é Alex…….a moçinha deve ser uma super tralha!
        Aí não rola mesmo!

         
        • Proftel

          setembro 3, 2011 at 5:18 pm

          Esse francês deve ser abstêmio ……

          kkkkkkkkk rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs :-))))))))))))))))))

           
  12. Proftel

    setembro 3, 2011 at 3:01 pm

    Estava na dúvida se colocava esse artigo do Pravda ou este aqui:

    http://www.danielestulin.com/2011/08/12/entrevista-en-colprensacom-sobre-desmontando-wikileaks/

    O Pravda é polêmico, por vezes leio coisas até cômicas por lá. O link acima é um pouco sobre Wikileaks e liberdade na Rede mas, não creio que o Assange tenha sido prestador de serviços da KGB como está por lá.

    De qualquer forma, está aí um novo Post, espero que gostem.

    🙂

     

Obrigado pelo seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: