RSS

Soberania – Manoel de Barros (Sugerido pela Tia)

04 set

Naquele dia, no meio do jantar, eu contei que

tentara pegar na bunda do vento — mas o rabo

do vento escorregava muito e eu não consegui

pegar. Eu teria sete anos. A mãe fez um sorriso

carinhoso para mim e não disse nada. Meus irmãos

deram gaitadas me gozando. O pai ficou preocupado

e disse que eu tivera um vareio da imaginação.

Mas que esses vareios acabariam com os estudos.

E me mandou estudar em livros. Eu vim. E logo li

alguns tomos havidos na biblioteca do Colégio.

E dei de estudar pra frente. Aprendi a teoria

das idéias e da razão pura. Especulei filósofos

e até cheguei aos eruditos. Aos homens de grande

saber. Achei que os eruditos nas suas altas

abstrações se esqueciam das coisas simples da

terra. Foi aí que encontrei Einstein (ele mesmo

— o Alberto Einstein). Que me ensinou esta frase:

A imaginação é mais importante do que o saber.

Fiquei alcandorado! E fiz uma brincadeira. Botei

um pouco de inocência na erudição. Deu certo. Meu

olho começou a ver de novo as pobres coisas do

chão mijadas de orvalho. E vi as borboletas. E

meditei sobre as borboletas. Vi que elas dominam

o mais leve sem precisar de ter motor nenhum no

corpo. (Essa engenharia de Deus!) E vi que elas

podem pousar nas flores e nas pedras sem magoar as

próprias asas. E vi que o homem não tem soberania

nem pra ser um bentevi.

 

Fonte:

http://www.releituras.com/manoeldebarros_menu.asp

 
37 Comentários

Publicado por em setembro 4, 2011 em Uncategorized

 

37 Respostas para “Soberania – Manoel de Barros (Sugerido pela Tia)

  1. JOSE MARIO HRP!

    setembro 6, 2011 at 10:40 am

    Loira, brunette, ruiva, e o que mais existir, esse kit de gatinha tem opções para todos os gostos:

    http://letras.terra.com.br/hilary-duff/fotos/

     
  2. Dalva Teleginski Teleginski

    setembro 6, 2011 at 10:15 am

    Olha eu aí. : )))

     
    • surfando na jaca

      setembro 6, 2011 at 12:09 pm

      Preferi as fotos do HRP.

       
      • Dalva Teleginski Teleginski

        setembro 6, 2011 at 1:55 pm

        Faz muito bem Surf.

         
        • JOSE MARIO HRP!

          setembro 6, 2011 at 8:36 pm

          Mulher do amigo é feia, gorda, cheia de celulite e mal cheirosa, por cautela e cuidado, mesmo que tudo isso seja uma desgraçada, odiosa e sem sentido mentira!
          Tia….voce e a vossa queridinha são muioto parecidas!
          Alex, dez

           
  3. Tia

    setembro 6, 2011 at 9:59 am

    FDA
    Pra que você não se refira mais a mim como essa “tal de Tia” vou me apresentar: Eu sou a Dalva esposa do Proftel que aqui no blog é Tia. A minha filosofia de vida é baseada neste texto da bíblia: “Se possível, no que depender de vós, sede pacíficos para com todos os homens”. Portanto não adianta me provocar. Beijos da Tia!

     
  4. Jose Mario HRP

    setembro 6, 2011 at 8:45 am

    Sobre o porque de alguns não virem aqui?
    Porque gostam muito de saberr da vida dos outros, e de conversa mole!
    Na verdade , eu, não sinto saudades de quase todos de tal pandorama!O Fred, Alex, Surf, até a chatinha de sur e o Patriarca e ,também, o FDA!, escrevem e são lidos, quem não tem nada a somar cai fora!
    Bom dia e vejam só como um dia o mistério é desvendado.

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/privatas-do-caribe-livro-de-reporter-identifica-esquema-de-espionagem-tucano.html

     
    • surfando na jaca

      setembro 6, 2011 at 9:44 am

      Bom dia.
      HRP, conversar coisas amenas é da vida. Mas quer saber, quem quiser que apareça e fim de papo.

       
    • Proftel

      setembro 6, 2011 at 11:37 am

      HRP:

      Se esse livro sair mesmo em outubro dará o que falar.

      Fiquei interessado e curioso, pode enterrar de vez aquela turma.

      hehe.

      🙂

       
  5. El Torero

    setembro 5, 2011 at 6:54 pm

    O fato é que o cu de uma formiga é mais importante para o poeta do que uma Usina Nuclear. Era sobre isto que a Tia queria falar…

     
    • surfando na jaca

      setembro 5, 2011 at 8:21 pm

      Ah, tu falastescom propriedade?

       
      • El Torero

        setembro 5, 2011 at 8:41 pm

        Não, não sou poeta. Foi o póprio Manoel quem falou.
        Mas as diferentes ordens de valores, de importâncias, me encantam.

         
        • surfando na jaca

          setembro 5, 2011 at 9:26 pm

          Torero, que se passa com esse pessoal que não aparece por aqui? Cadê a Nat e o pessoal? Já sei, tudo no Facebook.

           
          • El Torero

            setembro 5, 2011 at 9:43 pm

            Nem tanto, surf.
            Tenho pra mim que acharam, de saída, o ambiente um tanto quanto beligerante, vai daí que já perderam o tesão pelo lugar, junta a possibilidade, ou certeza, de novas-antigas discussões conhecendo de antemão os personagens e argumentos também não os devem animar muito.

            Uma pergunta, caro surf, que eu tenho em alta conta…
            Por que? Oque te faz voltar todo dia?

             
            • surfando na jaca

              setembro 5, 2011 at 11:07 pm

              Gostei de sua indagação, mas tenho espírito missionário. Não sou um bom exemplo. Beligerante é a vida. Aqui é briguinha de mentirinha, frecurinha de paca. Pode-se ignorar. Na vida real é dedo nos olhos e golpe baixo. Gosto de jogar conversa fora e até saem discussões bem complicadas por aqui. O FDA cobra alguma coisa da net que ela não pode ser. Talvez um espaço acadêmico de grande profundidade. Eu não espero nada de nada. Passei a fase de imaginar como as coisas podem ser. Elas simplesmente são.

               
            • Dalva Teleginski Teleginski

              setembro 6, 2011 at 10:18 am

              Penso a mesma coisa Torerin.

               
  6. surfando na jaca

    setembro 5, 2011 at 4:53 pm

    Assim é que é conversa com o FDA. Ele vem, desanca todo mundo e diz fui, sem esperar a resposta. Mas também tomou, papudo!

     
  7. Jesus era Comunista

    setembro 5, 2011 at 2:37 pm

    Com certeza nada que venha de Einstein vai te surpreender.

    Você se contenta com a cultura, ou seja és um pequeno kindle.

    A grande diferença de Einstein para nós, simples pequenos mortais é que ele não precisava de laboratório material para ajudá-lo a desvendar o que não sabemos.

    A grande vantagem de Einstein era a imaginação. Ele conseguia ver virtualmente o resultado de suas equações, sem precisar de laboratório. Hoje comprovadamente sabe-se disso.

    A imaginação é coisa de gente inteligente, não de meros kindles reprodutores de páginas de livro e nomes de sábios como Aristóteles.

     
    • surfando na jaca

      setembro 5, 2011 at 2:42 pm

      Xiiiiiii, Como anda apanhando esse tal de FDA. Pois é, fica cutucando todo mundo, achando que sabe de tudo. Cada um sabe alguma coisa, pois o saber na nossa sociedade de tecnologia é compartimentado. Ou sej, todo mundo é ignorante do saber alheio. Uns mais, outros menos. Tomou, papudo!

       
      • surfando na jaca

        setembro 5, 2011 at 2:42 pm

        Sim, papudo emérito. Ok?

         
  8. surfando na jaca

    setembro 5, 2011 at 1:56 pm

    Repetindo

    Mudou de papo, né? Ok. Vejamos suas novas diatribes e perguntas. Quanto às duas primeiras já estão respondidas por vc. mesmo, através do link enviado e agradecido. Qual o salário mínimo para o pobre brasileiro? Se vc. estudasse o assunto veria que não existe um salário mínimo a ser pago para um trabalhador se ele não tem carteira assinada e que metade da força de trabalho no país continua sendo “informal”, termo que o Francisco de Oliveira considerou estrutural ao nosso capitalismo e portanto inadequado. A concepção de salário mínimo deriva do mínimo necessário para a reposição da mão-de-obra, ou seja, para que ela sobreviva e vá trabalhar. Isso se relaciona com a segunda pergunta de sua lavra e existe sim uma política social contra a pobreza no Brasil, fundamentada em assistencialismo estatal, ampliação da aposentadoria ao trabalhador do campo e reajuste do salário mínimo. Nisso, os conservadores babam o discurso contra o assistencialismo e que é ensinar a pescar, que não existe almoço grátis à la façon do dublê de artista de filme holliwoodiano. Ora, se trata de complementar aquilo que o capitalismo selvagem não paga aos seus trabalhadores bóias-frias. Através da carga tributária, financiamos o retorno da mão-de-obra aos capitalistas brasileiros. Ou seja, a classe média paga parte do salário da mão-de-obra do país através da carga fiscal redistribuída pelo governo. Isso ajuda a miséria,mas espreme ainda mais a classe média, que no Brasil é minúscula ainda e de baixo poder aquisitivo. A mística toda é a classe A se fazer passar por classe média, mas isso é um descaramento total. 5 mil famílias possuem um patrimônio equeiparável a mais de 40% do PIB e ficam com 3% da renda nacional. É por isso que vc. acha Paris educada, ou a Califórnia ou Berlim, ou New York. Eles possuem uma distribuição de renda melhor do que a nossa, embora estejam se empobrecendo e concentrando renda. Nada é natural no capitalismo e derivado da Grécia Clássica. Nós fazemos a sociedade como podemos.

     
    • surfando na jaca

      setembro 5, 2011 at 2:15 pm

      Apupos ou aplausos tanto faz. A vida segue seu rumo mesmo contra a corrente.

       
      • surfando na jaca

        setembro 5, 2011 at 2:16 pm

        Ninguém é livre da sociedade onde vive. Deixa de bestagem idealista.

         
  9. FDA

    setembro 5, 2011 at 12:38 pm

    Sofista irônico, Cabotino, Fanfarrão..Oh, como adoro receber esses elogios vido de sua parte…

    Sou tudo Isso e muito mais que vc ignora….

    No entanto, fica as questões abertas:

    (1) Como é que vc sabia que existia ironia, cabortice e fanfarra nas minhas afirmações?
    (2) Por que vc não contra-argumentou de maneira seria, sem fanfarra, sem sofismo?

    Não Surfistazinho do bosteiro, a mim vc não engana! O que vc esta querendo, é salvar a tua cara de mentor ativista do blog e do PTelho brasileiro…

    Por que não respondes a questão:

    Qual é o Salario Mínimo de Solidariedade para o pobre brasileiro?
    Por que não existe uma politica social contra a pobreza brasileira?

    Contra fatos não há argumentos: a definição francesa do que é Ser Pobre “miserável” hoje em dia não é, e, talvez nunca sera valida universalmente. Sobre tudo ai no Brasil onde pobreza é instrumento politico e politiqueiro…Onde pobreza é pobreza de não ter o que pensar!

    Mas Isso, vc não admite por que estas com o rabo preso na policagem, no pensar fútil, inútil e alienado de tua mantilha de comentaristas que te adulam, não é mesmo?

    Sou Sofista irônico, Cabotino, Fanfarrão sim, mas sou livre……..

    Sera que vc pode dizer o mesmo?

     
    • surfando na jaca

      setembro 5, 2011 at 1:52 pm

      Mudou de papo, né? Ok. Vejamos suas novas diatribes e perguntas. Quanto às duas primeiras já estão respondidas por vc. mesmo, através do link enviado e agradecido. Qual o salário mínimo para o pobre brasileiro? Se vc. estudasse o assunto veria que não existe um salário mínimo a ser pago para um trabalhador se ele não tem carteira assinada e que metade da força de trabalho no país continua sendo “informal”, termo que o Francisco de Oliveira considerou estrutural ao nosso capitalismo e portanto inadequado. A concepção de salário mínimo deriva do mínimo necessário para a reposição da mão-de-obra, ou seja, para que ela sobreviva e vá trabalhar. Isso se relaciona com a segunda pergunta de sua lavra e existe sim uma política social contra a pobreza no Brasil, fundamentada em assistencialismo estatal, ampliação da aposentadoria ao trabalhador do campo e reajuste do salário mínimo. Nisso, os conservadores babam o discurso contra o assistencialismo e que é ensinar a pescar, que não existe almoço grátis à la façon do dublê de artista de filme holliwoodiano. Ora, se trata de complementar aquilo que o capitalismo selvagem não paga aos seus trabalhadores bóias-frias. Através da carga tributária, financiamos o retorno da mão-de-obra aos capitalistas brasileiros. Ou seja, a classe média paga parte do salário da mão-de-obra do país através da carga fiscal redistribuída pelo governo. Isso ajuda a miséria,mas espreme ainda mais a classe média, que no Brasil é minúscula ainda e de baixo poder aquisitivo. A mística toda é a classe A se fazer passar por classe média, mas isso é um descaramento total. 5 mil famílias possuem um patrimônio equeiparável a mais de 40% do PIB e ficam com 3% da renda nacional. É por isso que vc. acha Paris educada, ou a Califórnia ou Berlim, ou New York. Eles possuem uma distribuição de renda melhor do que a nossa, embora estejam se empobrecendo e concentrando renda. Nada é natural no capitalismo e derivado da Grécia Clássica. Nós fazemos a sociedade como podemos.

       
  10. surfando na jaca

    setembro 5, 2011 at 12:15 pm

    Saidinha pela direita, né? Olha seu comentário irônico quando comentei que havia lido sobre o crescimento da miséria na França, que vc. sublinhou:
    Surfando,
    Vc tem razão: a “Matéria sobre o crescimento da miséria na França e a concentração de renda pelos mais ricos” é pura verdade..é importante que ela seja largamente divulgada em todo o Brasil….
    A França esta na beira da falência, é um “quebra-quebra” , o pessoal tâ ficando revoltado, estão tornando-se verdadeiros “vândalos”…
    Pelo Amor de Deus, fiquem onde estão, se tiverem viagem marcada para a França, cancelem, anulem, vão a outros paises…
    A França esta a beira da Revolução, é uma miséria danada…
    Uff, espero que os brasileiros vão engoli essa…Menos um, kkkkkkkkkkkk

    Pois é, donde se depreende que vc. quebrou a cara no seu sofisma irônico. Nem quero saber o que vai me responder,mas aguardo as desculpas pela sua cabotinice. Fanfarrão FDA!

     
    • surfando na jaca

      setembro 5, 2011 at 12:18 pm

      Se doeu, passa gelol que passa! Fanfarrão, FDA. Bom, tenho que trabalhar.

       
  11. FDA

    setembro 5, 2011 at 11:12 am

    Vou ter que descer o verbo com esse Surfistinha do bosteiro…

    Não vou argumentar aqui todas as falácias interpretativas de seu comentario! Ou vc tem problema de entendimento ou vc tem problema de compreensão ou tem os dois ao mesmo tempo.. Isso so vc pode saber!

    Vou ressaltar apenas uma de suas falácias interpretativas.

    Gostaria muito que vc me procurasse um comentário onde afirmo que “não existia crescimento da pobreza em França”!

    Deixo entender sim, que vc faz do probléma da “pobreza” um falso probléma para ocupar esse otarios comentaristas virtuais do Blog do Proftel, que parecem que não têm o que fazer…

    Disse sim, que a questão que coloca a “pobreza” é um problema de definição sociocultural: o que Ser Pobre “miserável” hoje em dia?

    Se vc segue a definição francesa do Ser Pobre “miserável” hoje em dia, a meu ver ela não é valida universalmente.

    Uma das Razões é muito simples. Ela é de ordem econômica: o miserável “pobre” francês vive com a insignificante soma mensual de 795 euros, ou seja, 1.854 reais mensuais que nos contribuímos com nosso impostos sem falar de outras ajudas de Solidariedade Social..

    Questão: qual é o Salario Mínimo de Solidariedade Ativa para o pobre brasileiro?

    Portanto, deixe de Ser Canalha e Maldoso e de má fê!

    Oriente-se, não estou aqui para perder tempo com vc nem com ninguém, se o papo chegou neste nível de deformação, vou cair fora, eh!

     
  12. surfando na jaca

    setembro 5, 2011 at 10:31 am

    Bom dia aos seres de bem.
    FDA, voltou com seu vomitório virtual, mas não se desculpou como sempre. Primeiro, vc. disse que não existia crescimento da pobreza em França, depois se contradisse e agora, a culpa é minha e de Marx, pois pobreza sempre existiu. Ora, isso é ser sofista. Isso sim é que é viver num bosteiro mental completo. Estou falando de dinâmica social e ela não é a mesma desde o começo dos tempos. Se liga, perdido na Grácia clássica, que o capitalismo já chegou. Não existe uma ordem natural para o nível de pobreza e nem de concentração de renda, seu sofista de meia-tijela.

     
  13. FDA

    setembro 5, 2011 at 9:42 am

    Qualé Proftel?

    Se digo que vc teve duas boas ideias:

    (1) colocar os vídeos deste pateta Flavio lama na mesa virtual;
    (2) e esse texto fajuto que sugeriu uma tal de Tia;

    Vc me diz que “melhor” é “tomar um chá de boldo” que estou com o “fígado que vai mal”!

    Perdeste o senso das coisas, do que é uma feliciatação OU estas querendo me pegar por Otário?

    Se perdestes o senso da felicitação, lhe digo que To muito bem obrigado! Se estas querendo me pegar por Otario lhe digo que não é por que estas perventindo o senso das felicitações que eu vou mudar minha atitude.. Meu fígado esta muito bem, obrigando!

    Digo e repito: estou muito bem, obrigado se melhorar estraga.. E quando não estou bem faço por onde estar, e, quando meu fígado não vai bem, é um medico que vou ver e não curandeiro ou pai de santo..

    Que viagem essa sua…..

     
  14. FDA

    setembro 5, 2011 at 4:53 am

    Oh Surfistazinho do bosteiro do piscinão de Ramos,

    Sem querer fazer aquela linha professorzinho virtual do pateta Flavio que se chama Lamenza mais que é uma verdadeira lama na mesa virtual…..Mas que fazer, não é mesmo!

    Na questão que vc coloca:

    “Quer dizer que não houve crescimento de pobreza na França?”

    Se vc tivesse dado uma outra interpretação a meus ditos viria que a questão não é de saber se Houve ou não Houve crescimento de pobreza na França.

    Se vc sair um pouco destas informações medíocres e imbecis que vc ler na net, veras que na Ética a Nicomaque, ou seja, dois séculos antes de Cristo, Aristóteles já era escandalizado com a questão da pobreza, da Justiça Distributiva, da Injustiça social, da luta de classes existente na sociedade ateniense.

    Portanto no escândalo da existência da pobreza existe uma historia secular e nesta historia secular mundial não foi Eu, nem vc, muito menos o seu Materialismo dialógico de Marx que inventamos isso..Morou!

    A questão é de saber o que é a “Pobreza” no mundo de hoje? E pouco importa que a “pobreza” seja francesa ou Brasileira. A questão é de saber qual o sentido da pobreza no mundo a qual vivemos? Sera que o pior da pobreza não seria o TER o que Viver mais Não Ter o que, e, o como pensar para viver? A questão é de saber o que é Ser Pobre no mundo de hoje?

    Não vou mais longe no questionamento para não atrapalhar sua onda infecta do picinão de Ramos..Tà ligado?

    Enfin..Duas boas ideias essas do Proftel: colocar os vídeos deste pateta Flavio e esse texto fajuto que sugeriu uma tal de Tia..Francamente, a frase tirado do encontro do autor com “Einstein (ele mesmoo Alberto Einstein)” é hilariante..Nem vou falar do ensinamento tirado desta frase:

    “A imaginação é mais importante do que o saber”! Vindo de Einstein não me surpreende.

    Mas que esse otário de Manuel de Barros tenha acreditado no que ele aprendeu, é pura baboseira:

    sera que o otário não pensou que se “a imaginação é mais importante do que o saber”, se, como diz o próprio Einstein, tudo na vida é relativo, a questão seria então de saber por que o Saber não poderia Ser mais importante que a Imaginação, não?

    Olhando os vídeos do pateta Flavio me veio também a questão: Sera que essa atitude pedagógica dos patetas brasileiros é sociocultural? Por que esse povinho do Brazura esta sempre querendo ensinar algo aos outros? Por que esse povinho do Brazura esta sempre querendo ensinar a fazer ou a desfazer algo?

    Vai saber eh? Neste mundo dos trópicos, neste bordel tropicalissimo há mais mistério entre a pobreza e a riqueza que possa imaginar nossa vã filosofia…

    Acorda Surfista, sai da tua ignorancia maldito….Acorda pra vida miseravel!

     
    • Proftel

      setembro 5, 2011 at 8:24 am

      FDA:

      Melhor você tomar um chá de boldo, pelo jeito seu fígado vai mal.

      🙂

       
      • JOSE MARIO HRP!

        setembro 5, 2011 at 9:23 am

        Que começo de semana!
        Alex , melhor seria um mix de camomila, hortelã, boldo do Chile e verde, para sanar o rebu figado/intestino !

        Cuidado com a somatização brother!

         
  15. Jesus era Comunista

    setembro 5, 2011 at 12:21 am

    Tia

    Sempre te achei a mais sábia de todas e todos.

     
    • Tia

      setembro 6, 2011 at 9:58 am

      Beijo na sua careca Fred

       
  16. Proftel

    setembro 5, 2011 at 12:02 am

    Prerrogativa minha ouvir na voz rouca da Tia, no pé do ouvido essa poesia.

    Vocês que procurem por aí patroas que façam o mesmo.

    🙂

     

Obrigado pelo seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: