RSS

Memórias e impressões do 11/9

11 set

Na manhã de 11 de setembro de 2001, o inverno de Brasília e o verão de Nova York tinham em comum um belo céu azul e ensolarado. No caminho para a sucursal da Folha, recebi um telefonema de Eliane Cantanhêde, colunista do jornal. Ela me aconselhou a correr para a redação porque os Estados Unidos estavam sofrendo atentados terroristas.

Na segunda-feira, véspera dos atentados, havia feito uma entrevista exclusiva com o então presidente Fernando Henrique Cardoso, guardada para publicação no domingo. Mas a conversa com FHC virara notícia velha antes de ser impressa.

Preponderava na redação aquela agitação que marca os grandes acontecimentos, aquela atmosfera que faz do jornalismo a profissão mais interessante do mundo. Marta Salomon, chefe encarregada de distribuir as pautas do dia, estava a mil por hora. Em poucos segundos, entrei no mesmo ritmo.

Para diminuir a ansiedade e sonhando torná-la produtiva, desci do oitavo andar para a lanchonete no térreo. Pedi um copo cheio de uísque. Subi e dividi o caubói com Marta.

Ao longo do dia, as notícias se mostrariam inacreditáveis. A queda da primeira torre e tudo o que aconteceu logo depois entraram para a história. De impulso, disse a Marta e ao diretor da sucursal, Valdo Cruz, que gostaria de ir para o Afeganistão, país que abrigaria os mentores de um ataque ao território dos EUA numa dimensão só vista em Pearl Habor.

Numa primeira impressão, escrevi uma coluna na saudosa Folha Online defendendo que os mulçumanos não fossem demonizados. A Al Qaeda, com suporte do Taleban, já era apontada como a provável responsável. Para minha sorte, o jornal aceitou o pedido que mudaria a minha vida.

Depois do Kosovo e da Sérvia (1999), eu seria enviado especial para uma segunda cobertura de guerra. Foi o trabalho mais intenso, assustador e educativo que tive. Viajei pelo Paquistão e o Afeganistão, com rápidas passagens pelo Irã e o Tadjiquistão. O resultado está no acervo da Folha. De vez em quando, releio o que vivenciei e relatei para acreditar que estive lá mesmo.

No Afeganistão, embalado por uma dose de etnocentrismo e por momentos de dificuldade que me fizeram imaginar que talvez não voltasse para casa, dei graças aos deuses por ter nascido num país da periferia da civilização ocidental.

Os rebeldes da Aliança do Norte eram mais corruptos do que o Taleban e apenas um pouco menos opressores das mulheres. A miséria afegã, diferente mas intensa como a pior em nosso país, era dura de testemunhar ao vivo e a cores. A tirania em relação às mulheres incomodava um repórter que tentava modernizar os valores da criação na tradicional família mineira.

Os sentimentos negativos sobre o Afeganistão foram e ainda são fortes. No entanto, nunca me levaram a considerar acertada a invasão daquele país. Tento compreendê-la no contexto do calor dos acontecimentos. Não encontro, porém, uma justificativa que a torne moralmente defensável. Tampouco acho que seja favorável o balanço da influência planetária do 11 de Setembro.

Os EUA e sua estratégia de combate ao terrorismo mudaram o mundo para pior. Nas guerras do Afeganistão e do Iraque, pelo menos duas centenas de milhares de inocentes se somaram aos milhares de americanos assassinados em 11 de Setembro. Houve regressão no respeito aos direitos humanos. Cresceu o sentimento antiamericano nos cinco continentes. A maior democracia do mundo transformou a tortura numa política de Estado. Ao iniciar duas guerras, Washington gastou cerca de US$ 2 trilhões e descuidou de sua saúde econômica. Certa islamofobia começa a diminuir somente agora, com a Primavera Árabe. Como aconteceu no Iraque, o interesse em reservas de petróleo norteia as decisões dos EUA e da Europa a respeito de quais ditaduras devem receber mais bombas aéreas do que outras.

É honesto reconhecer vitórias pontuais. Por uma década, os EUA evitaram um atentado em seu país, apesar do temor de que novos ataques possam ocorrer. Transferir as batalhas para solo estrangeiro foi uma escolha típica de manual de guerra. Sai em vantagem quem escolhe o terreno da peleja. A morte de Bin Laden serviu como vingança enfim realizada.

Liberto por uma hora e meia do viciante universo online e da útil prisão dos celulares, o que a gente só consegue nos voos que se tornaram mais seguros e mais chatos, decidi fazer uma reflexão sobre o 11 de Setembro sem consulta recente aos arquivos do jornal e às anotações pessoais. Isso traz risco de imprecisões, mas serve como um exercício para garimpar o que a memória achou por bem guardar. É uma tentativa de ver em perspectiva as primeiras impressões e de redescobrir o que aprendi com uma experiência marcante.

O saldo é otimista. Antes que os fatos me contradigam, o mundo vem dando sinais de que voltou a melhorar. Aprendi que os meus problemas de 10 anos atrás não existiam ou eram bem menos importantes do que imaginava. Nem sempre consigo, mas procuro enxergá-los hoje do mesmo jeito. É um bom legado daqueles dias.

Kennedy Alencar

 

Kennedy Alencar escreve na Folha.com às sextas. Apresenta o programa de entrevistas “É Notícia”, da RedeTV!, e faz comentários no “RedeTVNews”. Na rádio CBN, é titular da coluna “A Política Como Ela É”, no “Jornal da CBN”.

Twitter: @KennedyAlencar

Fonte:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/kennedyalencar/972920-memorias-e-impressoes-do-119.shtml

 
53 Comentários

Publicado por em setembro 11, 2011 em Uncategorized

 

53 Respostas para “Memórias e impressões do 11/9

  1. Patriarca da Paciência

    setembro 13, 2011 at 11:52 am

    Tema para o post:

    Como seria possível “agilizar” as coisas no Brasil com todos os problemas na Justiça, Ibama, Ongs, Revista Veja, Folha, PSDB, Álvaro Dias, etc?

    O que ou quem mais você acha que emperra a realização de obras no Brasil?

    Esta parte acima é minha, o texto é da BBC-Brasil

     
  2. Patriarca da Paciência

    setembro 13, 2011 at 7:52 am

    Sugestão para um post, Proftel:

    Justiça determina paralisação de obras de novo terminal em Cumbica

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/ultimas_noticias/2011/09/110912_cumbica_rp_rn.shtml.

    Como seria possível “agilizar” as coisas no Brasil com todos os problemas na Justiça, Ibama, Ongs, Revista Veja, Folha, PSDB, Álvaro Dias, etc?

    A Justiça Federal em São Paulo determinou nesta segunda-feira que sejam interrompidas imediatamente as obras do terceiro terminal de passageiros do Aeroporto Internacional André Franco Montoro (Cumbica), em Guarulhos (SP).

    A juíza Louise Vilela Filgueiras Borer, da 6ª Vara Federal em Guarulhos, tomou a decisão em caráter liminar, a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

    A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) afirma que a empresa responsável por realizar a obra, a Delta Construções S/A, foi contratada em regime emergencial, sem licitação, para evitar problemas decorrentes do aumento no fluxo de passageiros em Cumbica, com a proximidade da Copa do Mundo de 2014.

    Para o Ministério Público Federal (MPF), que entrou com o pedido de suspensão das obras, a urgência foi provocada pela empresa para fazer com que os órgãos de controle do Estado (Tribunal de Contas da União, Ministério Público e Judiciário) tenham de aceitar as contratações sem licitação.

    Segundo a juíza que concedeu a liminar, a contratação com dispensa de licitação com base na urgência não é justificada, “já que a necessidade de ampliação das instalações de Guarulhos é velha conhecida da população e dos órgãos públicos”.

    Segundo a Agência Brasil, a Infraero afirma que vai recorrer da decisão, a fim de viabilizar a retomada das obras.

     
  3. Proftel

    setembro 11, 2011 at 10:55 pm

    Pessoal, vou nessa.

    Começou a ventar por aqui, talvez dê para dormir nesse calor insano.

    Té manhã.

    🙂

     
  4. surfando na jaca

    setembro 11, 2011 at 9:49 pm

    Obrigado, HRP. Coltrane foi um presente de Deus aos homens.
    Hoje o que me lembro bem é do assassinato de Allende pelo Pinochet e a CIA, com seus 3.000 mortos. Um presidente legitimamente eleito e que só fez o bem para o seu povo. Como um Cristo, só imaginava melhorar a vida dos mais pobres.

     
  5. BRANCALEONE

    setembro 11, 2011 at 9:49 pm

    Surf…
    Depois da segunda guerra todo o leste europeu era ruinas sem comida, sem dinheiro e sem exércitos. A Rússia invadiu países e povos que simplesmente não tinham nada para defender-se alem de paus e pedras.
    Stalin foi um carniceiro sim, um crápula como phol pot e tantos outros que se consideravam deuses e detentores de poder vida e morte sore nações inteiras.

    O que eu quero deixar claro é que desde que o homo sapiens existe sempre e sempre existe uma tribo mais forte, que domina as demais. As tribos agora são apenas maiores e mais bem armadas e querer estabelecer um ranking da cafagestagem das nações nos faria regredir à idade da pedra e ainda assim nunca chegariamos a qualquer acordo.

    Voce é anti-americano. Eu não sou pró nem contra mas apenas considero que dentre tantas nações que poderiam estar mandando no mundo, os EUA são os melhores disponiveis.

    Não vivo tempos de guerra fria. Como tambem já aconteceu milhares de vêzes ao longo da história, foi apenas o embate para decidir quem diabos afinal ia mandar no mundo. Felizmente a URSS se ferrou sózinha e não precisou de uma guerra EUA X URSS para que ela sucumbisse.

    Me causa espanto o fato que muitos aqui pensem que a humanidade seria linda, maravilhosa, cordial e rica se os EUA não existissem. Não fossem os EUA fazendo o que fazem, com a mais absoluta certeza seria outro país qualquer que estaria fazendo as mesmas coisas e talvez pior e pessoas como voce estariam falando as mesmas coisas, mudando apenas o nome do país.

     
    • surfando na jaca

      setembro 11, 2011 at 9:54 pm

      Seu Broncudo, sou internacionalista, não odeio nenhum povo, mas não deixo de registrar os crimes dos governos imperialistas, que são apoiados por seus povos muitas vezes. Sua crença é uma estupidez e a defesa desses crimes o torna um criminoso também, embora impune tal qual esses algozes. O exército vermelho libertou a Europa Oriental, com ajuda dos guerrilheiros antifascistas. Já sei, vc. não gostou, né?

       
      • BRANCALEONE

        setembro 12, 2011 at 2:03 pm

        O exército vermelho libertou quem???
        Putz!!! Que se queimem todos os livros de história, que se destruam todos os jornais!!!
        A Russia libertou os povos do leste europeu e imediatamente depois disso permitiu que todos os países realizassem eleiçõe livres e ainda teve que construir o muro em Berlim para impedir que milhares de capitalistas esfomeados invadissem o paraíso proletário…

         
        • surfando na jaca

          setembro 12, 2011 at 2:54 pm

          Broncão, sabe de uma coisa, vc.é muito ignorante. Os países doleste europeu lutavam contra a ocupação nazista e possuíam lideranças comunistas, assim como os maquis, mas que os franceses entregaram para os nazistas fuzilarem e ficaram com o De Gaulle. No leste europeu o exército vermelho deu a vitória a esses partisans e que implantaram o socialismo. Vc. pode achar que libertação é só com o capitalismo e a democracia liberal, mas não foi assim que pensou a resistência antifascista naqueles países. O muro de Berlim foi consequência da Guerra Fria e o resto é bobagem. O socialismo precisa ser uma alternativa ao capitalismo, nisso eu concordo contigo. Só é possível superar um sistema mundial por outro. Mas um dia isso acontecerá.

           
  6. Jose Mario HRP

    setembro 11, 2011 at 9:03 pm

    Bons irmãos : antes do meu filho ter um mal sem descrição para mim, sem qualquer possibilidade de eu prever o que meus comportamentos anteriores poderiam me trazer, meu filho ficou doente e nuvens negras e a falta de crer me trouxeram a realidade.
    Então , ele, me deu a chance. Deus e ele , meu filho.
    A fé remove montanhas?
    É….
    Mas curtir a musica dos gênios é sempre o que há!
    bom homem de Deus……..

     
    • surfando na jaca

      setembro 12, 2011 at 12:39 am

      HRP, desejo-lhe paz e saúde a vc. e aos seus. O sofrimento de um um filho é nosso também.

       
  7. Tia (@tiadalva)

    setembro 11, 2011 at 8:11 pm

    Eu estava em casa (Catalão) como sempre costurando e vendo TV. De repente entra aquela música da Globo que indica tragédia. Era o Carlos Nascimento dizendo que um avião havia se chocado com uma das torres gemes. Ele disse também que aquela não era rota de aviões, então eu pensei: Atentado terrorista. Não deu outra, o que veio a seguir eu nunca esqueci. Fiquei tão assustada. Liguei pro Alex no trabalho. Na época ele dava aulas no Colégio Anglo de Catalão. Falei o que estava acontecendo. Nos próximos dias fiquei grudada na TV e só pensava na sabedoria da bíblia quando diz pra não confiarmos nos homens ( Salmo 145: 3). Aquelas torres representavam o poderio americano tanto bélico como econômico e os terroristas foram cirúrgicos. Provaram que quando o mal quer… A Despertai de oito de janeiro de 2002 traz detalhes de como nossos irmãos foram afetados e como puderam por em prática a sua fé e solidariedade. É algo que só esquecerei no novo mundo!!

     
    • Proftel

      setembro 11, 2011 at 8:54 pm

      Intão Bem;

      Lembro direitinho desse dia.

      Só confirma o que havia contado aí embaixo.

      🙂

       
    • surfando na jaca

      setembro 11, 2011 at 9:08 pm

      Como foram solidários a gente viu, criando um verdadeiro clima de fanatismo, prendendo qualquer pessoa, fazendo uma prisões com base em denúncias e sem provas, criando um clima de exceção. A pilantragem que o governo Bush aprontou no Iraque foi aprovada pelos americanos, até que a ficha caiu e o Obama se elegeu. Em minha mente quando penso no povo dos EUA me vem sempre as imagens das bombas atômicas caindo no Japão sem dó e sem a mídia mundial para lembrar a toda hora, me vem as imagens da garotinha nua correndo de napalms, me vem os garotos torturados em Guantânamo. Depois é que vejo as torres pegando fogo.

       
  8. Proftel

    setembro 11, 2011 at 7:41 pm

    Pessoal, o post de amanhã será do Fred, pelo que ele me disse é muito bão, tô no aguardo.

    🙂

     
  9. surfando na jaca

    setembro 11, 2011 at 7:13 pm

    Broncão, seus argumentos são broncos. Um crime não justifica outro, não pode ser uma comparação. Vc. parece saído da Guerra Fria, mas lhe digo que os russos não mataram tanta gente como vc. descreve. Isso é bobagem. Aliás, ninguém matou mais gente na URSS que os alemães, ajudados pela indecisão dos aliados com a segunda frente. Agora, se valem as lutas civis, que fizeram parte de todas as nações, conte as da Guerra Civil norte-americana, as da guerra napoleônicas etc. Assim não é possível argumentar contigo. Eu falo de invasão e intervenção assassina contra outros povos. Isso nunca vimos a URSS fazer, afora os casos de países do Comecom e no Afeganistão, sempre requisitados pelos governos aliados.

     
    • Patriarca da Paciência

      setembro 11, 2011 at 7:23 pm

      Surf,

      sobre esse assunto, já li de fontes bem confiáveis, que o Hitler contava com essa “esperteza” de que fala o Brancaleone.

      O ditador contava que os alemães seriam recebidos na Rússia como “libertadores” e aconteceu justamente o contrário. Cada russo, adultos, idosos, mulheres e crianças, se transformaram em soltados. Onde aparecia um alemão, era recebido à bala.

      Aliás, a Rússia foi a grande vencedora da Segunda Guerra e não os Estados Unidos ou Inglaterra.

       
      • surfando na jaca

        setembro 11, 2011 at 8:49 pm

        Exatamente, Patriarca. Foi uma página heróica da humanidade. O heroísmo do povo soviético foi reconhecido até pelo governo dos EUA.

         
  10. BRANCALEONE

    setembro 11, 2011 at 6:58 pm

    Surf…
    De uma certa maneira os ianques até que são bonzinhos, pelo menos em relação a eles mesmos.
    Veja os russos comunistas nos anos 20, 30 e 40 do século passado. Com absoluta certeza mataram muito mias gente do seu próprio povo e isso sem falar nos húngaros de 1956 e tchecos de 68…
    Observe os reizinhos árabes que atualmente são capazes de matarem as próprias mães para se manterem no poder…
    E sabe-se lá que está acontecendo agora na Birmânia…
    De um certo modo os ianques são apenas tão maus quanto outros, só que a imprensa parece ter preferencia em divulgar as maldades deles, talvez porque uns e outros prefiram ver apenas as maldades ianques e não a dos outros.
    E se eles jogaram napalm no Vietnam, PholPot fez coisas terríveis e matou muito mais gente e o pior, sua própria gente…
    Quanto ao Iraque, Sadam não teve o menor pudor em atacar o Kweit e o Irã ou seja, tem bandido pra todo o lado, só que uns matam gente estranha e outros sua própria gente.
    O 11 de setembro foi bom para uma boa parte da bandidagem americana. Deu a eles um motivo justo, decente e financiado para ampliarem suas atividades. Talvez Osama nunca tenha pensado nisso ou talvez tenha pensado extamente nisso e fez o que fez sabendo que quem pagaria a maior parte da conta seriam seus irmãos de fé, o que faz de Osama um carniceiro igual ou pior que e Bush e Obama juntos porque pelos menos os dois presidentes americanos não ferraram com os americanos.

     
    • Jesus era Comunista

      setembro 11, 2011 at 8:35 pm

      Brancaleone

      Carácoles, o Osama ajudou tanto o Bush, Cheney e outros exploradores do povo americano que eu ás vezes me pego pensando se o Osama não era sócios dos bandidos bonzinhos que você fala.

      Os USA estão neste problema financeiro pelo povo ou por estes bandidos bonzinhos que você fala?

      !7 milhões de desempregados. Um monte de gente com dificuldade para comer, o nível de vida da classe média americana desabando, e a coisa está uma maravilha graçasa os ladrões bonzinhos.

      Carácoles. Seus raciocínios são muito complexos para eu entender.

       
  11. Proftel

    setembro 11, 2011 at 6:21 pm

    Estou aqui no trampo “de vigia”, um calor insano.

    Faltam só mais algumas noites pra cumprir o combinado.

    :-/

     
    • Proftel

      setembro 11, 2011 at 6:29 pm

      Uma Lua mui linda subindo no firmamento…..

      🙂

       
    • Jose Mario HRP

      setembro 11, 2011 at 9:05 pm

      Cara , não estou entendendo nada sobre essa tua situação?
      Manda um Email para me explicar esse caos!

       
  12. surfando na jaca

    setembro 11, 2011 at 5:56 pm

    Vou repetir:Esse 11 de setembro não serviu para nada. Não existirá qualquer reflexão sobre essa barbárie se os ianques não olharem para si próprios como uns carniceiros, como aqueles que jogaram bombas atômicas numa população civil, como aqueles que jogaram napalms em crianças vietnamitas, como aqueles que não tiveram qualquer pena ou remorso em bombardear o Iraque e sua população civil, que nada tinham com o atentado.
    O VERDADEIRO 11 DE SETEMBRO É A MORTE DE SAN ALLENDE, ASSASSINADO COM AJUDA DA CIA DOS EUA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

     
  13. BRANCALEONE

    setembro 11, 2011 at 5:29 pm

    Nao se trata de conformismo ,mas sim de comodismo.
    Para eu e minha família esta bom como esta e esta bom porque nos últimos 50 anos de minha vida vivi num mundo onde os EUA são os bandidos da vez.

    Claro que penso naqueles que tambem devido aos EUA estão passando por situações horríveis de guerra, fome, privações, etc. Mas tambem tenho a absoluta certeza de que se estes atuais sofredores estivessem bem, outros estariam muito mal e eu e minha família teriamos grandes possibilidades de estar entre os que estariam sofrendo e assim sendo, to na boa.

    Como digo aqui vária e várias vêzes, somos uns sete bilhões de humanos e é impossível prover a toda esta gente casa, comida, computadores, internet, saúde, etc.. Sempre vai ter uma boa parte destes bilhões que estará passando por perrengues. Enquanto eu e minha gente estivermos na parte “remediada”, está bom para mim e te digo isso constrangido mas de forma honesta.

     
    • Jesus era Comunista

      setembro 11, 2011 at 6:39 pm

      Foi exatamente assim que uma grande parte dos franceses pensaram quando os alemães invadiram a França e aderiram aos nazistas.

      Mas o sonho é mais forte que uma pretensa verdade.

       
      • Patriarca da Paciência

        setembro 11, 2011 at 7:00 pm

        É bem isso aí, caro Fred,

        os “realistas e espertos”, muitas vezes, são bem mais utópicos que os senhadores. Que o digam os adeptos do Friedman. Se julgavam o cúmulo da esperteza e deram com os burros nágua. O tal neoliberalismo está morto e enterrado!

        Já o Lula tirou 32 milhões de brasileiros da propreza extrema e a Dilma tem tudo para tirar os 16 milhões faltantes.

        Quando MonteIro Lobato previu que se os negros tivessem uma chance real de eleger um presidente negro, a elite branca daria um jeito de esterelizar toda a raça negra, foi considerado “muito esperto”.

        Como dizem muitas pessoas de bom senso – apenas os poetas e os sonhadores são realistas.

        Foi eleito um presidente negro e nada aconteceu.

         
        • Jesus era Comunista

          setembro 11, 2011 at 7:22 pm

          Patriarca

          Exato

           
  14. Proftel

    setembro 11, 2011 at 5:27 pm

    Surf:

    Essa é prá você:

    “Quem se dá melhor: chefe temido ou chefe ‘amigo’? Uma pesquisa da revista americana “Harvard Business Review” concluiu que, embora chefes justos ganhem respeito de suas equipes, eles são vistos como “menos poderosos”. E que promoções em níveis mais altos de cargos estão mais centradas na percepção de poder do que de justiça.”

    Fonte:

    http://g1.globo.com/concursos-e-emprego/noticia/2011/09/estudo-dos-eua-diz-que-chefe-rude-se-da-melhor-especialistas-contestam.html

    hehe.

     
    • surfando na jaca

      setembro 11, 2011 at 5:41 pm

      Esses caras são doidos. Um chefe deve saber dosar castigo e camaradagem. Agora se o cara começa com reacionarices perto de mim vai acabar levando chumbo.

       
      • surfando na jaca

        setembro 11, 2011 at 5:41 pm

        Esse Broncão não ficava um dia na minha empresa.

         
    • Patriarca da Paciência

      setembro 11, 2011 at 5:47 pm

      O que me ficou na memória da implosão(de cima para baixo) das Torres Gêmeas.

      Minha filha me chama.

      – Pai, vem ver, parece que borbardearam as Torres Gêmeas de Nova York!.
      A transmissão foi ao vivo. Fui para a sala e vi quando o segundo avião atingiu a segunda torre. Nunca imaginei que as torres fossem cair mas depois vi a queda de uma, depois da outra. Fiquei apreensivo. “Já pensou se algum general linha dura norte-americano cisma que são os russos e começa a jogar bombas atômicas na Rússia?” Acho que o mundo correu um grande perigo naquele dia.
      Mas a coisa passou e , pelo meno nisso (não acusar a Rùssia), o Bush teve muita tranquilidade.
      No trabalho, sempre que os colegas conversavam sobre o assunto, eu saia com esta:
      -Sim, mas onde estavam o Bruce Willis,o Sylvester Stallone,o Arnold Schwarzenegger,o Chuck Norris e tantos outros heroizões que não fizeram nada!
      Vivíamos a época dos heroizões, aqueles que destruiam sozinhos todo um exército, eram invencíveis, descobriam todas as tramas etc.

      Acho uma grande ironia que tal fato tenha acontecido justamente nessa época.

       
      • Proftel

        setembro 11, 2011 at 6:19 pm

        Patriarca da Paciência:

        Eu estava dentro de uma sala de aula, tocou o celular (que havia esquecido ligado) era minha mulher contando o que havia ocorrido.

        Pedi silêncio à sala e contei o que estava rolando, parei a aula e levei os alunos pra sala de TV, assistimos ao vivo o evento.

        O Diretor até quiz entrar numas comigo, virei prô cara e disse: Minha matéria é Geografia, isso é de interesse imediato, foda-se o planejamento.

        Foi de lascar.

        hehe.

         
        • Patriarca da Paciência

          setembro 11, 2011 at 7:13 pm

          Protel,

          esse teu diretor era bem “caxias”.

          Com certeza houve muitos diretores por aí que pensaram até em suspender as aulas.

           
          • Proftel

            setembro 11, 2011 at 7:40 pm

            Patriarca da Paciência:

            Bota “caxias” nisso.

            No dia seguinte o cara me deu razão kkkkkk.

            :-))))

             
      • Jesus era Comunista

        setembro 11, 2011 at 6:36 pm

        Sabe-se lá se a CIA já não sabia o que ia acontecer?

        Vale tudo pelo petróleo.

         
  15. Proftel

    setembro 11, 2011 at 5:11 pm

    O FDA sumiu de vez mesmo né?

    Ele leva tudo a ferro e fogo, tudo tem que ter explicação nos mínimos detalhes.

    Como reza o bordão, pra bons entendedores meia palavra basta, creio que os Confrades daqui não são muito encasquetados com detalhes, têm cabedal suficiente pra entender notícias, links, assuntos tão diversos quanto o que há na Rede ocorrendo no mundo.

    Descer ao nível de detalhamento filosófico não se me parece muito com a gente.

    🙂

     
  16. BRANCALEONE

    setembro 11, 2011 at 5:03 pm

    Se tem coisa que eu não gosto é gente mal agradecida…
    Não fosse pelos EUA, certamente hoje estaríamos falando alemão, quem sabe russo ou num cenário pior ainda espanhol, já que certamente os argentinos teriam se aliado a nazistas e russos só para terem condições de nos invadir… (eita paranóia!!!)

    Muitos aqui esquecem que os países que tem petróleo não teriam o menor pudor de usá-lo como arma, como já o fizeram no passado ( lembram de postos fechando às sextas as 18 horas e só reabrindo nas segundas às seis????)

    É claro que o petróleo e a economia americana fazem dos ianques uns intrometidos e que muita gente inocente acaba por morrer ou no mínimo sofrer muito com estas intromissões mas se repararem na história, sempre tem alguma nação dominando ou pelo menos se impondo de um jeito ou de outra sobre as demais. De imediato eu citaria a Babilônia, Roma e o resto voces que pesquisem e os EUA são apenas os “valentões” da vez e sabe-se lá quem virá depois deles – pode até ser a China…

    A Alcaeda apenasmente decidiu dar uma latidinhas e mostrar-se como uma espécie de “redenção muçulmana da humanidade” mas convenhamos que o Alá que estes extremuistas dizem seguir é pouquinha coisa melhor que o próprio Capeta.

    As intromissões ianques são ruins sim e muito mas querem saber?? Por mim eles deveriam se intrometer na Mianmar, na Coréia “comunista”, e só para eu ficar menos paranóico na Argentina. Infelizmente estes países são tão desinteressamtes economicamente que a gringarada não quer gastar uns tiros neles mas que merecem, merecem…

    Eu não sei quanto a voces mas eu odiaria viver num pais dominado por talibans, com mulheres de burka, apedrejamentos ou ficar horas e horas em filas com meu caderninho de racionamento à mão, seguindo ditames de algum partidão.

    Os EUA fazendo suas estrepulias pelo mundo é ruim, é coisa desajeitada e quase criminosa mas diante das opções que temos, eles são a melhor coisa disponível.

    Claro que sempre tem os românticos, os puros de corpo e alma que adorariam que a humanidade fosse constituida de seres quase angelicais, liderados por gente honestérrima, competentérrima e democratiquíssimos (mais ou menos como o PT e o Chávez dizem que são)…) mas infelizmente ( e maravilhosamente) somos humanos e vamos levando a vida planetária assim, aos trancos, barrancos, tiros, mortos, feridos e é claro uns e outros reclamando. Se bem que entre estes que reclamam tem os que continuam andando com seus automóveis, consumindo a gasolina que no fim das contas só está disponível porque tem uns facínoras americanos agindo pelo mundo…

     
    • Proftel

      setembro 11, 2011 at 5:18 pm

      Uai Camarada Brancaleone, quer dizer que só porque o mundo está assim, os EUA são assim e assado a gente tem que se conformar?

      Cê não está muito conformado/acomodado não?

      🙂

       
    • surfando na jaca

      setembro 11, 2011 at 5:38 pm

      Que baboseira… Nem dá para responder esse rol de sandices.

       
  17. Proftel

    setembro 11, 2011 at 4:02 pm

    Achei um troço interessante:

    Muito louco….

    🙂

     
    • Proftel

      setembro 11, 2011 at 4:25 pm

      Mais um:

      hehe.

       
      • Jesus era Comunista

        setembro 11, 2011 at 6:33 pm

        Só em sonho mesmo, mas sabe-se lá……

         
  18. Jesus era Comunista

    setembro 11, 2011 at 3:13 pm

    O 11 de setembro serviu sim para a ignomínia humana mais terrível que vi durante minha vida.

    Um plano para dominar a riqueza do petróleo no mundo inteiro, por um grupo de empresas e homens inescrupulosos que se aproveitaram de um crime monstruoso – a queda das torres .

    O Talibã estava no Afeganistão e o primeiro a ser atacado foi o Iraque , segunda reserva petrolífera do mundo e que não teve nada a ver com aquilo, mas era o primeiro da lista das empresas pela sua fragilidade numa guerra e o momento propiciava uma desculpa que eles nunca esperavam acontecer.

    Quando os USA começaram a se perguntar porque o ataque ao Iraque, Bush invadiu o Afeganistão.

    Amanhã vou postar um capítulo do livro do Michael Moore que vai sair, sobre estes momentos e esta mentira. Quem vai gostar é o Brancaleone.

     
    • surfando na jaca

      setembro 11, 2011 at 3:38 pm

      Manda ver, Carecão de Jesus!

       
    • Proftel

      setembro 11, 2011 at 5:05 pm

      Fred:

      Se bobear, com 1% do que gastaram nessas duas frentes os EUA teriam acabado com o Bin Laden só investindo no serviço secreto.

      Provavelmente Sadam teria caido sozinho agora com a “primavera islâmica” mas não, os caras queriam na época é petróleo. Taí o Kadafi se lascando sem quase nada em baixas da Otan.

      Há mais por vir, é questão de tempo.

      Infelizmente.

      :-/

       
  19. surfando na jaca

    setembro 11, 2011 at 3:04 pm

     
    • Proftel

      setembro 11, 2011 at 3:37 pm

      Surf:

      E o Juscelino Kubtsheck?

      Sempre tive desconfiança daquele “acidente”, há uma informação de que o motorista tinha um tiro na cabeça, sumiram com o corpo dele.

      :-/

       
      • surfando na jaca

        setembro 11, 2011 at 4:35 pm

        Proftel, o JK já havia sofrido uma outra tentativa de atropelamento e vivia preocupado. A coincidência entre as três mortes de lideranças contra o regime militar não dá para ser coincidência somente, embora não possamos comprovar esses assassinatos. O Jango era espiado e sabia disso. Inclusive existe o registro da embaixada do Paraguai, pelo poeta-diplomata Cabral de Mello sobre as movimentações dele no Uruguai. Estranha página de colaboração com a ditadura pelo Cabral de Mello. Num belo dia morre Jango, com suspeita de assassinato. Carlos Lacerda, com um problema de pressão é internado e morre. JK contara de seu medo de um atentado. É isso!

         
        • surfando na jaca

          setembro 11, 2011 at 4:43 pm

          Jango, suspeita de envenenamento e que a família nunca permitiu a exumação. Os três estavam organizando a chamada Frente Ampla contra a ditadura. O Lacerda percebeu que sua carreira estava acabada, pois a sopa era só para a milicada. Bem feito.

           
          • surfando na jaca

            setembro 11, 2011 at 4:51 pm

            Agora acabei de ler que a família pediu a exumação e aguarda o resultado do ministério público federal e acredita que ele foi envenenado. Poderemos, afinal, saber da verdade.

             
            • Proftel

              setembro 11, 2011 at 4:53 pm

              Deviam exumar o corpo do motorista do Juscelino (se é que acham).

              :-/

               
  20. surfando na jaca

    setembro 11, 2011 at 2:59 pm

    Esse 11 de setembro não serviu para nada. Não existirá qualquer reflexão sobre essa barbárie se os ianques não olharem para si próprios como uns carniceiros, como aqueles que jogaram bombas atômicas numa população civil, como aqueles que jogaram napalms em crianças vietnamitas, como aqueles que não tiveram qualquer pena ou remorso em bombardear o Iraque e sua população civil, que nada tinham com o atentado.
    O VERDADEIRO 11 DE SETEMBRO É A MORTE DE SAN ALLENDE, ASSASSINADO COM AJUDA DA CIA DOS EUA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

     
  21. Proftel

    setembro 11, 2011 at 1:54 pm

    Pessoal, gostei do texto (sempre leio o que ele escreve, tem um estilo próprio muito legal).

    🙂

     

Obrigado pelo seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: