RSS

Estudo defende que chimpanzés são seres generosos

20 set

Jesus era Comunista

surfando na jaca

setembro 19, 2011 at 9:43 pm

Eu sempre ficava pensando sobre as razões do pessoal do guru pascácio da fronteira não vir aqui, ou aparecer de forma melancólica. Achava que era alguma coisa relativa às brigas de outrora ou amizade pelo bagual. Hoje tive a notícia de que o Pax manteve o blog lacerdista sobre corrupção e coisas assemelhadas. Pensei que deixara de existir na blogsfera,mas nada. Agora elogia a Dilminha e aguarda novos tempos para se lançar numa nova aventura direitoba na igreja da bispa da Natura. Mas quem vejo comentando por lá? O Patriarca, o Frangão e mais alguns remanescentes do Doria. Necas do pessoal da ex-seita do bombacha frouxa. Donde concluo, as pessoas começam a achar que as outras são como roupa. Que o ser humano tem que ser diferente a todo momento, tem que falar coisas diferentes. Que as pessoas de carne e osso cansam. Interessante percepção descartável do ser humano. E que pequena burguesia enfarada, enfadonha e encafifada. E não gostam de política e nem do mundo real. Querem ser caramujos virtuais. Comigo não, que é choque de realismo!

———————–

Jesus era Comunista

setembro 20, 2011 at 3:06 am

A humanidade é virtual, caro Surf.

A realidade é trabalhosa, é conflitante na medida em que a verdade coloca uma grande parte das pessoas em posição que seu egoísmo, não aceita.

Veja o caso de Jesus.

Jesus era comunista e seus seguidores, para o serem, tinham que abdicar de todos os bens. No entanto, o grupo de pessoas que seguiam Jesus acabou e no seu lugar ficou a Igreja Apostólica Romana.

Esta Igreja é anti comunista ( como todas as outras que dizem levar a palavra de Jesus), não segue o princípio básico mínimo de Jesus, ser comunista.

Se propõe a falar em nome de Cristo mas nega o mínimo que ele tentou nos ensinar – a compartilhar.

Então, é puramente virtual.

E quando você diz que Jesus era Comunista, os caras ficam possessos, ao se chocarem com a verdade.

O cara vai na Igreja e pede para ficar mais rico, o cara do lado pede para conseguir amanhã ter dinheiro para dar de comer à seus filhos. E o que tem não tem a mínima vontade de compartilhar, de ajudar o cara que está ao lado dele, simplesmente quer mais. Para satisfazer seu egoísmo.

O egoísmo nos torna virtuais na busca de prazeres, porque o verdadeiro prazer é compartilhar, é dar(você fica mais contente quando recebe um presente ou quando dá um presente ao seu filho?).

Sendo o prazer não real, virtual, ele não satisfaz, daí a procura sempre por novos prazeres, que não satisfarão também.

Dando para quem não tem, acaba o tráfico, o assalto relâmpago, etc

Mas preferimos não dar, não compartilhar e aí inventa-se a polícia para proteger nosso estado de egoísmo.

E não se resolve problema nenhum.

Então a procura da verdade envolve a abdicação da virtualidade, o que ninguém quer. E quem a procura é um chato, daí….

—————————————————————————–

Bem, nós viemos dos chipa, assim dizem, pelo menos por enquanto.

Então,  não evoluímos tanto assim no que refere ao aspecto da sociabilidade, pelo contrário, pelo que eu vejo de comportamento anti-social dos membros de nossa sociedade, acredito mesmo que tenha havido uma involução.

O que vocês acham? 

—————————————————————————

Cientistas da Universidade de Emory fizeram estudo para analisar esse comportamento nos macacos

por Redação Galileu

Um dos traços de maior complexidade nos seres humanos é a generosidade e este foi um dos fatores que ajudou a espécie a chegar aonde chegou. Para entender como nosso comportamento evoluiu até este ponto e como a generosidade funciona com outros animais, pesquisadores da Universidade Emory, dos Estados Unidos, conduziram um estudo com chimpanzés, divulgado nesta semana.

Editora Globo

ADF
No estudo de Emory, os chimpanzés apresentaram generosidade// Crédito: Thomas Lersch/Wikimedia

Em um estudo anterior, os pesquisadores treinaram os chimpanzés a trocarem totens coloridos por comida. Para a análise da generosidade, os cientistas deram os totens para sete macacas, que teriam a chance de ajudar seus semelhantes. Eles deveriam trocar o totem por comida: um totem de uma cor daria comida só para ela; o totem de outra cor geraria alimentação para ela e para outro chimpanzé.

Os resultados mostram que todos os chimpanzés ajudaram seus colegas mais vezes do que comeram sozinhos. A média foi de que em 66,7% das vezes os macacos optaram por pegar comida para ambos. Outro teste foi conduzido depois, em que os chimpanzés ficavam sozinhos e qualquer totem era trocado por comida. O objetivo era ver se havia alguma preferência de cor, o que invalidaria o resultado da pesquisa da generosidade, mas os chimpanzés não fizeram distinções de cor.

Victoria Horner, cientista que liderou o estudo, resolveu fazê-lo por não concordar com testes de laboratório que mostravam que os chimpanzés não tinham traços de generosidade. Quando ela os observava na natureza, achava que não era bem assim: “Eles dividiam comida, ajudavam em lutas. Havia uma enorme diferença entre o que eu via na natureza e o que era constatado em laboratório”, disse Horner ao jornal The New York Times. Ela acredita que os testes realizados eram muito complexos e os chimpanzés não entendiam o que deveriam fazer.

O resultado recebeu boas avaliações de diversos cientistas, mas Michael Tomasello, do Instituto Max Planck, na Alemanha, não vê a pesquisa com bons olhos. “Esses resultados são impossíveis de serem interpretados”. Tomasello e sua equipe conduziram um estudo sobre generosidade dos chimpanzés e chegaram a outra análise: “Os chimpanzés ajudam uns aos outros, mas eles não dão comida que é deles para outros. São pró-sociais enquanto isso não tem nenhum dano, mas quando tem, não são generosos assim”.

Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI255945-17770,00-ESTUDO+DEFENDE+QUE+CHIMPANZES+SAO+SERES+GENEROSOS.html

 
34 Comentários

Publicado por em setembro 20, 2011 em Uncategorized

 

34 Respostas para “Estudo defende que chimpanzés são seres generosos

  1. Jesus era Comunista

    setembro 21, 2011 at 6:31 am

    Brancaleone

    “Quando a gente fica indignado com judeu matando palestino ou vice versa, com um atentado em algum cafundó ou mais uma roubalheira petista é só uma indignaçãozinha básica, que não vai alem da próxima página que a gente abre. Daqui vamos para umas páginas de muié pelada e esquecemos os judeus e palestinos grudados nas goelas uns dos outros.”

    “Venho aqui pra me divertir e não para resolver os problemas do mundo ou para crucificar adversários.
    Calma. Este é um bom espaço. Vamos mantê-lo assim.
    Quem quiser que todos concordem com tudo que vá morar num cupinzeiro.”

    Surf

    “Carecão de Jesus, somos animais, mas não estamos nas jaulas de um Zoo, embora ache que presídios podem ser como Zoos. Mas cuidado com essas confusões que vc. vai acabar criando problemas com os outros.”

    =======================

    Não disse?

    =======================

    Jesus era Comunista

    “Então a procura da verdade envolve a abdicação da virtualidade, o que ninguém quer. E quem a procura é um chato, daí…. ”

    “A realidade é trabalhosa, é conflitante na medida em que a verdade coloca uma grande parte das pessoas em posição que seu egoísmo, não aceita.”

     
  2. Jose Mario HRP

    setembro 21, 2011 at 6:17 am

    Israel tem que sair de Masada
    CLÓVIS ROSSI
    FOLHA DE SP – 20/09/11

    País revive complexo cujo nome deriva de resistência de judeus a ataque dos romanos, há dois milênios

    ISRAEL REVIVE o complexo de Masada, a fortaleza em que 960 judeus resistiram até a morte às hordas romanas, vitoriosas no ano 73.
    Complexo de Masada é um tema frequente no léxico político-diplomático de Israel, por designar a sensação de que o mundo inteiro está contra os judeus.
    Nos últimos anos, a expressão caíra em desuso mas reapareceu ontem na mídia, explicitamente, e no Parlamento, indiretamente.
    Carlo Strenger, chefe do Departamento de Psicologia da Universidade de Tel Aviv, escreveu no jornal “Haaretz” que o governo israelense “continua a ser guiado pelo mito de Masada, em vez de [adotar] uma avaliação realista da realidade internacional”.
    No Parlamento, a líder oposicionista Tzipi Livni afirmou que o governo está contando a história do momento como se “todos fossem contra nós”, como se “todo o mundo fosse antissemita”.
    A líder oposicionista acrescentou que Israel não tem apenas inimigos, mas também um grande amigo, os Estados Unidos, que, no entanto, estão sendo colocados contra as cordas pelo que chama de “estupidez diplomática” do governo: “Eles [os EUA] não entendem a teimosia sobre os assentamentos, eles não acreditam no primeiro-ministro de Israel quando ele diz ‘dois Estados’ mas não faz nada para isso”.
    Essa sensação de isolamento -uma característica relativamente permanente da psique coletiva de Israel- tem até motivos objetivos para ressurgir. Escreve, por exemplo, Bradley Burston, colunista do “Haaretz”: “É a primeira vez desde a fundação de Israel, em 1948, que o Estado não tem como aliada nenhuma das três potências regionais, Egito, Turquia e Irã”.
    Para fechar o cerco, vem o pedido da Autoridade Palestina de reconhecimento do Estado palestino, o que, qualquer que seja a fórmula afinal aprovada, colocará o que boa parte dos israelenses veem como inimigo em pleno território que esses mesmos israelenses consideram seu (a Cisjordânia e Jerusalém Oriental, para não falar da faixa de Gaza), mas que a legalidade internacional atribui aos palestinos faz 64 anos.
    Refugiar-se de novo nessa Masada muito ampliada que é o território hoje ocupado por Israel e colonos não vai resolver o problema.
    Nem os palestinos conseguirão jogar os judeus ao mar, como muitos de fato gostariam, nem Israel vai conseguir empurrar os palestinos para a Jordânia, uma limpeza étnica que aparece e desaparece em segmentos radicais da sociedade israelense.
    Resta, pois, negociar a solução dos dois Estados, para o que Netanyahu terá que ceder territórios, já que a Autoridade Palestina calcula que seu pedido de Estado cobre apenas 22% do território originalmente destinado a ele pela ONU.
    É penoso, mas, como escreve o ex-chanceler israelense Shlomo Ben Ami, “enquanto não terminar a ocupação [dos territórios palestinos], enquanto Israel não viver em fronteiras internacionalmente reconhecidas e os palestinos não recuperarem sua dignidade como nação, a existência do Estado judeu não estará assegurada”.
    Masada, pois, continuará assombrando Israel.
    POSTADO POR MURILO ÀS 08:02 0 COMENTÁRIOS

    O texto do Clóvis trás a necessidade da reflexão
    Pelo Murilo….

     
  3. BRANCALEONE

    setembro 20, 2011 at 10:56 pm

    Dia deste particpei dum jogo de truco – Eu e o Padre Bio (acreditem, o cara é indiano!!!) contra o Razzoto e o Orivaldo.
    Eu do meu jeito. Trucando de facão, simulando ter gato, salmoura e espadilha e rindo mutio.
    Lá pelas tantas o Razzoto se enfesa e diz – “O Polaco!!! para de brincar que jogo é coisa séria” –
    Na hora fechei a cara, me levantei e disse – To saindo. To aqui pra me divertir. Coisa séria pra mim é coisa que me pagam pra fazer” Deixei o Padre BIo na mesa e fui embora…
    Isso aqui às vêzes é assim. A gente chega aqui depois de um dia puxado, querendo um papo mais afinado sobre assuntos que se não forem levados galhofamente ficam insuportáveis…
    Vai dai que uns e outros acham que isso aqui é uma assembléia da onu, uma reunião do Conselho Europeu e que o escrevemos aqui vai mudar o mundo à partir de amanhã.
    Menos gente. Menos!!!
    Quando a gente fica indignado com judeu matando palestino ou vice versa, com um atentado em algum cafundó ou mais uma roubalheira petista é só uma indignaçãozinha básica, que não vai alem da próxima página que a gente abre. Daqui vamos para umas páginas de muié pelada e esquecemos os judeus e palestinos grudados nas goelas uns dos outros.
    Calma.
    A opínião de cada um aqui é opinião apenas. Não são sentenças, não são verdades inquestionáveis e obrigatórias.
    Eu aqui sou galhofo, cínico, niilista, ateu e prefiro o virtual por estar me tornando misantropo mas este sou eu, assim mesmo no virtual e no real.
    Tenho cá os que são contra eu e não contra o que escrevo. São contra por ser, por hobby ou mania ou amor não correspondido, sei lá…
    Não carrego um cêntimo de mau humor por coisas que leio aqui.
    Venho aqui pra me divertir e não para resolver os problemas do mundo ou para crucificar adversários.
    Calma. Este é um bom espaço. Vamos mantê-lo assim.
    Quem quiser que todos concordem com tudo que vá morar num cupinzeiro.

     
    • surfando na jaca

      setembro 21, 2011 at 12:55 am

      ô, Carecão, vc. está estressado que nem a Socó do sul. Cruz, credo. Dessa vez até concordarei com o Broncão. Tudo bem, não quero que vc. concorde comigo, Broncão, mas bem que podia fazer uma forcinha para deixar de ser tão reaça.
      Uma boa noite, caramujada.

       
  4. surfando na jaca

    setembro 20, 2011 at 8:11 pm

    Carecão de Jesus, somos animais, mas não estamos nas jaulas de um Zoo, embora ache que presídios podem ser como Zoos. Mas cuidado com essas confusões que vc. vai acabar criando problemas com os outros.

     
    • Jesus era Comunista

      setembro 20, 2011 at 8:58 pm

      Surf

      Como assim confusão?

      Isso aqui é uma tribuna livre. Democrática. Alguém quer impor sua verdade?

      Basta discutir, debater, ponderar. Confusão arruma os tolos incompetentes que não tem argumentos nem inteligência por não poder se explicar coerentemente nem entender o que os outros falam.

      E para arrumar confusão precisa de dois. Então comigo não há. Comigo há o debate, a discordância ou a concordância. Confusão é coisa de tolos incompetentes.

      Eu não tenho problema com ninguém nem com nada.

      Se alguém tem problema comigo, que curta.

       
  5. Proftel

    setembro 20, 2011 at 7:24 pm

    Surf:

    Não sei se você leu mas, se não leu, vale a pena:

    “O centro do mundo mudou de lugar
    Onde está o centro do mundo? Em Paris, Washington, Londres, Brasília ou Pequim? Até alguns anos a resposta era inequívoca: as três capitais ocidentais eram os núcleos do poder mundial. Hoje já não são. O século XXI marca o fim da dominação ocidental sobre o resto do mundo e abre uma nova fase histórica que o economista francês Alexander Kateb define como “a segunda globalização dominada pelos países do sul”. Para ele, Brasil e China tem um papel central na reconfiguração econômica e moral dos centros de poder.

    Eduardo Febbro – Correspondente da Carta Maior em Paris”

    Fonte: http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=18514&editoria_id=6

    Só não fiz um post porque ficaria muita “economia” por aqui.

    🙂

     
    • surfando na jaca

      setembro 20, 2011 at 7:56 pm

      Obrigado, Proftel. Vou ler no link. Sempre leio a Carta maior.

       
  6. surfando na jaca

    setembro 20, 2011 at 5:45 pm

    Patriarca, não é ressentimento, pois a vida segue em frente e ninguém fica colado no retrovisor. Dou risadas e sigo adiante, mas se pintar na minha frente, vai tomar chumbo. Pois minha memória registra tudo e sigo a lei de Talião. Bom, acho que vc. está enganado. Já tive essa impressão do bagual, mas bastou a campanha da bispa pintar no pedaço que ele desandou a falar bobagens e direitobagens. Portanto, olho vivo que cavalo não sobe escada! Fred, os macacos deviam é dar bananas para os humanos. Bem que eles tentam. O macaco Tião é um ícone no Rio, que nem o Cacareco para os paulistas. Era um macaco de uma dignidade incrível. Não aceitava suborno e não ficava agradecido.

     
  7. Fred Schmidt

    setembro 20, 2011 at 12:27 pm

    A máscara caiu. Lula estava certo.

    Os USA não querem o Estado Palestino, muito menos a PAZ entre israelenses e palestinos..

    O holocausto Palestino continuará inexoravelmente.

    Deus já não deve estar se contendo.

    Enquanto os Estados opressores tiverem o direito de veto na ONU, o mundo continuará sem PAZ.

     
  8. Patriarca da Paciência

    setembro 20, 2011 at 11:14 am

    Como diz o Fred,

    Estamos com uma legião e tanto!

    um Patriarca, um Jesus, um Dualém, um Profeta,

    um Professor Pardal (Proftel), um legítimo representante do Incrível Exército de Brancaleone, um seguidor de Allan Kardec.

    Um Surfador de Torias e uma Só Quero (Aquilo?).

    Desculpem se esqueci alguém!

     
    • só quero vê no que vai dá!

      setembro 20, 2011 at 2:30 pm

      Patriarca, não entendi… sabe, sou meio burrinha mesmo (e muito idiota em relação a muitas pessoas!!)… Só Quero (Aquilo?), o que vc quiz dizer??? Vais cair na mesma esparrela do pessoal esquerdopata do Fiuza??? Vais usar meu nick prá me agredir???

      Vá em frente, camarada…

      Mas eu só quero mesmo é justiça, liberdade, igualdade e fraternidade, SEM CORRUPÇÃO!!! De resto, cada um tem a autonomia de pensar o que quiser!!! Abs.

       
      • surfando na jaca

        setembro 20, 2011 at 5:37 pm

        Xiiiii. Acordou de mal com a vida… Um nick que tem erro gramatical não merece ser levado em consideração. Depois falam da cartilha do Lula e coisa e tal. Deviam é reconhecer o caráter democrático dessa cartilha. Liga não, Patriarca.

         
        • só quero vê no que vai dá!

          setembro 20, 2011 at 6:23 pm

          Se tu é tão imbecil que nunca nem desconfiou que o meu nick é um deboche…. e qdo o criei nem imaginava um Haddad na minha vida… hehehehe

           
          • surfando na jaca

            setembro 20, 2011 at 7:08 pm

            Vem de desculpinhas não que aqui é realismo total. É ignorância mesmo, a mesma por sinal que devotam ao povo nesses arroubos de frescuragem. E agora, se vc. transferir o voto vai até poder eleger o Haddad em SP. Assim é a vida. Vc. é que está ficando para trás.

             
            • só quero vê no que vai dá!

              setembro 20, 2011 at 7:16 pm

              Aguardemos então…

               
              • surfando na jaca

                setembro 20, 2011 at 8:47 pm

                É pauleira de realismo! KKKKKK

                 
                • só quero vê no que vai dá!

                  setembro 20, 2011 at 10:26 pm

                  Hehehehe… meu pai sempre dizia: Filha… todo burrro pode ser mais burro do que parece… Fique atenta!!! Agora fui, surfistinha calhorda…. hoje aqui foi um dia maravilhoso….20 de setembro…

                   
                  • surfando na jaca

                    setembro 21, 2011 at 12:53 pm

                    Vejam bem, fui xingado de calhorda e imbecil. Eu tratei essa desclassificada com elegância que a própria merece, ou seja, a consideração mínima que destino aos parentes ruins do macaco Tião. que coisa…

                     
      • Patriarca da Paciência

        setembro 20, 2011 at 9:04 pm

        Minha cara só quero,

        não tive a menor intenção de ofendê-la. Foi pura brincadeira, se você não gostou, peço mil perdões.

        Não repetirei mais, se você não gosta.

        Grande abraço.

         
      • Jesus era Comunista

        setembro 21, 2011 at 7:58 am

        só quero

        Tenho me calado nas agressões que aqui fazem a você. Mas não concordo com elas e a partir de agora serei solidário a você sempre. Se eu por acaso ler alguma vou comentar também.

        Aqui a tribuna é livre, você tem todo direito de falar bem ou mal de quem quiser ou sobre qualquer coisa.

        Agora, que a turma tem uma educação machista, infelizmente tem.

        Releve, as palavras são armas fortes que podem se virar contra nós mesmos, então, seja mais você, que eu acho que é. Não dê mole nem desista, pau nestes machistas.

         
        • só quero vê no que vai dá!

          setembro 21, 2011 at 10:14 am

          Caro Jesus,

          ééééééé… meu amigo, vc tem visto que não tem sido nada fácil para mim defender as minhas opiniões… por mais que eu aceite a dos outros! Obrigada pela solidariedade!!!
          Qdo vim para este blog, vim na certeza de que aqui seria diferente: mais respeito, mais camaradagem, mais companheirismo, mais tudo… mesmo que cada um navegando em águas diferentes, afinal não somos xerox uns dos outros. Viva a individualidade!!
          Infelizmente, alguns comentaristas do Fiuza continuam confundindo as coisas e me tratam tão mal aqui quanto lá… rsrsrs (confesso, lá é um pouquinho pior…) aqui, devido ao respeito que eles tem por vc e ao Proftel, dão uma maneiradinha. IMAGINE O QUE NÃO É LÁ!!!!
          Mas toco em frente, se fazem isso por machismo, posso até entender (preconceito é o que não falta por aí..) mas se o fazem por absoluta falta de respeito aos seus semelhantes só porque “se atrevem” a discordar deles…é outra história e o mau caratismo entra em cena.
          Mas deixemos assim… Vc e Proftel já fazem valer a pena participar deste blog!! 😛

           
          • Proftel

            setembro 21, 2011 at 7:10 pm

            Só Quero Vê no Que Vai Dá!:

            Olha, brigadão pela parte que nos toca, o Fred e eu creio, sempre apresentamos mais ou menos a mesma linha de pensamento (só que ele muito mais incisivo, tanto que o expulsaram d’uns cantos aí), é um cara muito gente boa e há uma afinidade intelectual.

            Quanto ao Surf, se não fosse o estilo inconfundível, até diria que é a Memento a desancar algumas comentaristas (como foi o caso da Confetti – se bem que nalgumas ocasiões não deu pra sacar quem bateu primeiro), com a Nat também houveram alguns entreveros até que ele descobriu que ela é meio aparentada a ele.

            Todos aqui tem temperamento forte e a meu ver boa índole, de vez em quando até um um bom papo de buteco “esquenta”.

            Aqui no pedaço (e até agora desde que se me fiz “Nick”) sempre procurei contemporizar – claro que não deu quando o gaúcho me bloqueou e depois desancou minha patroa, aí já foi demais, por ela até já levei tiro.

            Outra coisa, nosso espaço nem de perto se compara com o Fiuza visto que, a maioria dos comentaristas de lá querem mais é aparecer num blog da “Grobo” com as mesmas características intelectuais de quem assiste novela reincidentemente (claro que aquela “Que Rei Sou Eu” até eu assisti, assim como “O Casarão”).

            Daquela turma toda só sinto falta de vez em quando do Chest (por mais que o Surf seja refratário à presença dele aqui creio, um direitoba esclarecido é contraponto – assim com lemos o que o Delfim Neto escreve), faz parte da ” “Demo”-cracia” “. (hehe).

            Um dia chegaremos lá.

            Os espaços “livres” na Rede estão se extinguindo, a maioria das páginas de opinião apresentam bloqueios e são corporativistas outras recentes e não tão recentes primam na ignorância e falta de intelecto, algumas poucas com excesso de intelectualidade ficam com dois, no máximo três comentaristas muito chatos daqueles que procuram destrinchar a “filosofia” da página a cada comentário e meio soltando nas entrelinhas (ninguém guenta isso).

            Juro prôce “Só Quero Vê no Que Vai Dá!”: Não gostaria que esse espaço tivesse relevância tal que fôsse-mos chamados no “JÔ” por exemplo, a intenção não é essa, aqui não há comércio ou pretenções do tipo.

            No máximo gostaria de ver muitas outras pessoas comuns como nós se expressando (detesto a expressão “postando”) suas impressões, sendo contraditas, concordantes ou cooptadas noutras correntes de pensamento que não as pré-concebidas quando aqui chegaram.

            Na minha humilde e tacanha concepção de “Liberdade na Rede”, é isso que buscamos, não sei se o Fred tem a mesma concepção, ele com a palavra agora.

            Bom, comecei com uma pequena resposta à “Só Quero Ver no Que Vai Dá” e fiz só um pequeno “pedaço de tijolo baiano de oito furos”,

            Se me desculpem aí essas “impressões”.

            🙂

             
    • Proftel

      setembro 20, 2011 at 7:19 pm

      Patriarca da Paciência:

      Esqueceu a Fada Gwyn, a Tia (que é costureira e Testemunha de Jeová), a sumida carioca parente do Surf (a Nat) e o (também) catarinense das farmácias El Torero.

      🙂

       
      • Patriarca da Paciência

        setembro 20, 2011 at 9:08 pm

        Pois é, Proftel,

        a Fada Gwyn bem que podia comparecer mais. Deixaria o ambiente mais encantado.

        E a Tia também. A Tia comentava bastante, sempre com muita sabedoria.

        A Nat e o Torero são ótimos!

        Apareçam mais, gente!

         
  9. Jose Mario HRP

    setembro 20, 2011 at 10:42 am

    Chimpanzés são animais.
    Ponto final.

    Mas esse momento é especial:
    Bem , amanhã vamos ver o discurso da nossa presidente abrindo a assembléia geral da ONU e na sexta vamos ver nosso embaixador lá votar a favor do estado palestino não associado!
    E depois vamos ouvir a choradeira de Israel!
    Grande semana!
    Aos direitistas e “servidores” dos EUA e de Israel minhas condolencias sinceras!
    Viva o povo palestino Livre!

     
    • Fred Schmidt

      setembro 20, 2011 at 12:22 pm

      HRP

      Não somos animais?

       
      • Jose Mario HRP

        setembro 20, 2011 at 12:26 pm

        Esse tema pode levar a uma longa e estéril discussão!
        KKKKK…..
        Somos, OK!

         
        • Fred Schmidt

          setembro 20, 2011 at 12:31 pm

          HRP

          heheehehehe

          Uma discussão nunca é estéril. Agente sempre aprende.

          Beijo na careca

           
  10. Patriarca da Paciência

    setembro 20, 2011 at 8:25 am

    Um personagem que eu considero também bem representativo da humanidaade é o Quasimodo, de Victor Hugo.

    No livro O Corcunda de Notre Dame podemos encontrar a tese de que a humaniddade é um misto de animal e anjo.

    O Quasímodo é um “quase humano”. Acho que Victor Hugo estava dizendo que todas as pessoas são assim, “quase humanas”. Um misto de nobres sentimentos e instintos animalescos.

     
    • Fred Schmidt

      setembro 20, 2011 at 12:32 pm

      Patriarca

      Com certeza.

       
  11. Patriarca da Paciência

    setembro 20, 2011 at 8:05 am

    Medita sobre sua condição.

     
  12. Patriarca da Paciência

    setembro 20, 2011 at 7:14 am

    Surf,

    Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.

    (William Shakespeare)
    Eu aprendi isso muito cedo. Acho que não vale a pena mesmo.

    Eu vejo o Pax como um cara que tenta ser honesto, imparcial, algo realmente muito difícil e que ele, talvez, jamais consiga. Mas acho que ele tenta!

    Fred,

    eu gosto mais dessa definição de ser humano: “É uma minúscula partícula da natureza que tenta controlar o próprio destino e medita sobre suas condição”. Não sei quem escreveu isto, mas tenho certeza que já foi dito várias vezes, algo bem parecido, por várias pessoas.

     
    • Proftel

      setembro 21, 2011 at 8:18 pm

      Patriarca da Paciência:

      Sim, até concordo que o Pax tentou “… algo realmente muito difícil e que ele, talvez, jamais consiga. …”

      E paro por aí!

      Não precisava “abraçar o mundo” com algo dispendioso tentando gerenciar uma (quase) empresa justo na época posterior à explosão da “NASDAQ”, foi falta de humildade.

      O cara não esperou a coisa esfriar, se esqueceu ou não se informou sobre o Orkut, não sacou as “antas” recém incorporadas à Rede fez, aconteceu, criou e perdeu amigos, tudo por uma falsa “pseudo qualidade” inerente só à concepção dele.

      Não é por aí.

      Ele se esqueceu das formigas…. . As Saúvas quase acabaram com o Rio Grande do Sul na época do Getúlio…. .

      :-/

       

Obrigado pelo seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: