RSS

A morte de Kadhafi

20 out

Jesus era Comunista

Pronto, campo totalmente aberto para as empresas ocidentais explorarem o petróleo Líbio.

Todo ditador devia ter mesmo um fim como este?

A vontade é dizer sim, mas será que ao dizer sim não estaríamos mais perto de nossos irmãos chimpas?

O que me deixa chateado é que foi uma desculpa para a o uso do petróleo pelas empresas ocidentais.

Parece que Kadhafi estava propenso a restringir as empresas ocidentais, para as quais ele tinha aberto os campos líbios em troca da cumplicidade dos ocidentais para suas loucuras ditatoriais.

 
23 Comentários

Publicado por em outubro 20, 2011 em Uncategorized

 

23 Respostas para “A morte de Kadhafi

  1. Jose Mario HRP

    outubro 21, 2011 at 5:57 pm

    A Mensagem de Suplicy
    A mensagem está traduzida literalmente do e-mail que me enviara Suplicy com a cópia, sem nenhuma ressalva de sigilo. Considero muito importante sua iniciativa, e a torno pública (mesmo sem consultar com ele) porque a conhecida modéstia do lendário Senador talvez lhe impeça fazer publicidade de suas próprias ações. A tradução do inglês é literal, mas eventuais interpolações entre colchetes são minhas.
    Prezado Dario Pignotti:
    Se você tiver o telefone de Alberto Torregiani e dos outros membros das famílias dos que foram mortos pelos PACs, eu agradeceria se você pudesse envia-los para mim. Eu direi a eles que se eles estão realmente pensando em vir ao Brasil, eu os convidarei para falar com Cesare Battisti na [no presídio de] Papuda. Como Cesare mencionou em sua correspondência com Alberto Torregiani em 2008, ele está disposto a explicar a ele e aos outros, cara a cara, que ele não participou de maneira alguma nos assassinatos de Pierluigi Torregiani, Campagna, Sabbadin or Santoro.
    Também [Battisti declara] que nunca um juiz italiano lhe perguntou se ele tinha matado alguém. Que ele esteve ausente do julgamento que o condenou a prisão perpétua. Que as únicas pessoas que o acusaram foram beneficiados pela delação premiada. Também, como após o seqüestro e assassinato de Aldo Moro decidiu nunca mais participar em ações que poderia por a vida de outros em perigo. Que a Corte Italiana aceitou que aqueles que foram seus defensoresusaram falsas procurações, como foi provado pelos especialistas da justiça francesa.
    Como meus maiores considerações
    Eduardo Matarazzo Suplicy
    O Que Podemos Esperar
    A dor e o sofrimento não impedem totalmente que algumas pessoas sejam cínicas. De fato, sofrimento injusto pode exacerbar as tendências vingativas e linchadoras. Neste sentido, é paradigmática uma afirmação de Alberto Torregiani no dia 20 de janeiro. (Vide) O texto do filho do ourives não tem desperdiço.
    Ele disse que está disposto a perdoar (sic) Battisti, desde que este mostre arrependimento e aceite sua culpa. Ou seja, a reparação que se pede de Cesare não é fazer algo em prol da sociedade, mas deixar-se humilhar e reconhecer culpas que não têm.
    Mas isto não é tudo. O perdão de Torregiani é algo como uma benção, ou uma reza, nada mais. Não significa abdicar do doentio revanchismo, mas apenas uma questão formal. Ele deve cumprir a pena, disse Alberto. Ou seja, além de dar duas cadeias perpétuas a Battisti, eles querem que se humilhe e se auto-acuse de um crime forjado. Observem que, num estilo mais dissimulado, esta é uma afirmação parecida a que faz o presidente de Cáritas, numa entrevista de Veja, onde conta por que ele votou contra Battisti no CONARE.
    Alberto falou muitas vezes, desde começo de 2009, de sua intenção de vir ao Brasil para depor no Supremo. Mesmo os ministros Peluso e Mendes não se entusiasmaram com a idéia como os italianos pensavam, porque isso já era uma atrocidade jurídica sem tamanho, e poderia ter produzido uma crise dentro do tribunal. Atualmente, ele não faz o mesmo oferecimento, mas várias vezes mencionou que queria vir a Brasil para “explicar” às autoridades como Battisti é safadinho.
    Mas, há umas duas semanas, Alberto vem dizendo que ele está dirigindo a campanha contra Battisti na Itália e que não sabe se poderá vir ao Brasil. Mas, é óbvio que se ele quer prender Battisti, deve vir ao Brasil. O Estado Italiano já tem a dose de ódio, paranóia e falta de decoro que é possível. Quanto mais pode ajudar Alberto?
    Então, o melhor seria que ele e as outras três “vítimas” venham ao Brasil e aceitem encontrar-se com Battisti na Papuda. Eles poderiam dizer a Cesare toda a “verdade” e o perigoso terrorista deveria reconhecer seus crimes e pedir perdão de joelhos. Não é exagero. Uma acareação é um método que consegue colocar em evidência os mentirosos mais perfeitos. Então, se eu fosse uma daquelas “vítimas”, aceitaria o generoso oferecimento de Suplicy sem pensar duas vezes.
    Se (por um acaso quase impossível) as “vítimas” decidissem vir a Brasil e se encontrassem com Cesare na Papuda, a equipe que organize a entrevista deverá transmitir esse fato por algum canal (por exemplo, Senado), em vivo, e formar uma audiência tão grande como possível. Sem esta precaução, a mídia publicará tudo distorcido.
    Eu propus ao Senador Suplicy (ele está viajando e acredito que não recebeu minha mensagem) que também deveria fazer um convite público a Pietro Mutti. O convite não pode ser pessoal, porque ninguém sabe onde está, mas pode ser publicado na imprensa italiana.
    Numa pseudo-reportagem feita pela revista Panorama há 10 dias, o repórter que simula estar entrevistando Mutti, põe em boca deste um desafio: Ele não está oculto, não tem nome falso, tem seus documentos originais, e está disposto a mostrá-los a quem quiser.
    Tudo bem. Então, Pietro Mutti, dê uma oportunidade ao senador Suplicy de falar com você e assim você poderá contar-lhe a história que já rendeu tanto à aliança entre fascismo, neo-stalinismo, máfia política, e clericalismo.

    Eu acredito no SENADOR DE MEU ESTADO NATAL!
    Parabens senador!

     
  2. Jesus era Comunista

    outubro 21, 2011 at 4:32 pm

    19998 acessos, quem será o 20000?

     
  3. Proftel

    outubro 21, 2011 at 3:09 pm

    Uai!

    O Mundo não vai acabar hoje?

    http://prod.midiaindependente.org/pt/blue/2011/10/499014.shtml

    hehe

     
    • Jesus era Comunista

      outubro 21, 2011 at 4:17 pm

      Companheiro Proftel, nos meus 67 anos, olhando para traz, para este balaio de gatos terráqueo, para mim, acho que o mundo acaba todo dia e renasce no alvorecer, como uma luta entre a virtualidade e a realidade que se perpetua para os homens (porque acho que para os animais o mundo é sempre real).

      Esse balaio, que poderia ser de flores, o é cotidianamente de sangue, suor, lágrimas, como uma pena imposta a nós chimpas que não conseguimos ser fraternos.

      Ver cenas como estas dos vídeos, nos mostra bem como somos, e não adianta dizer que não faríamos a mesma coisa, porque não sentimos os sentimentos incontroláveis dos que fizeram. Não podemos julgar, porque possivelmente faríamos a mesma coisa.

      E então, dá para ver como nós estamos atrasados intelectualmente e socialmente. E nos achamos lindos e maravilhosos.

      Carácoles, a coisa por aqui tá feia hoje. heheheheh

       
      • Jose Mario HRP

        outubro 21, 2011 at 7:22 pm

        Desculpe Fred….mas barbarie eu não aceito.
        Eu não faria e se há algo que prezo é isso, um big não a essas coisa.
        Sem julgar, sem medir, sem comparar, nós podemos controlar eesses instintos perversos.
        Me pergunto se voce não represaria isso?
        Duvido que voce faria algo assim.

         
        • Jesus era Comunista

          outubro 21, 2011 at 8:18 pm

          HRP

          Ele um ditador sanguinário, prepotente, matou demais, os outros em plena guerra contra ele, não sei se tiveram parentes mortos ou violentados por ele ou seus asseclas.

          Eu também não aceito barbárie, mas não sei julgar esse tipo de acontecimentos.

          Dizem que quem procura acha.

          Eu não vou dizer que estando lá não faria isso.

          O que eu digo é que nós chimpas não somos esses seres maravilhosos que achamos. Falta muito para podermos controlar nossos sentimentos.

          Você nunca xingou um motorista, motoqueiro ou pedestre na rua? É uma violência.

          Nunca saiu nos tapas com ninguém? É uma violência.

          Companheiro eu sinceramente não sei se faria isso ou não.

          O certo é não fazer, mas eu não tenho coragem de julgar.

          Eu se pudesse me retiraria para o alto de uma montanha como ermitão e passaria o dia todo apreciando a natureza, tentando me esquecer do Planeta dos Macacos.

           
  4. Jose Mario HRP

    outubro 21, 2011 at 11:20 am

    http://www.kawasakibrasil.com/produtos-detalhe.asp?ID=16
    TÔ ficando velho, não sei se teria peito para pilotar uma dessas hoje!
    Até os 30 eu encarava!

     
    • surfando na jaca

      outubro 21, 2011 at 12:22 pm

      Putz, pensei que viesse com uma boazuda junto.

       
    • Jesus era Comunista

      outubro 21, 2011 at 2:48 pm

      Carácoles, aja peito.

       
  5. Jose Mario HRP

    outubro 21, 2011 at 9:48 am

    Surf, Alex, Fred, Patriarca , vejam só que nossa direita se solta sem papas na lingua para escrever sobre a higienização contra os pobres e mendigos,naturalmente como se matasse uma formiga!
    http://flanelapaulistana.com/2011/10/caminho-equivocado/
    Depois viria o que?
    Eugenia?

     
    • surfando na jaca

      outubro 21, 2011 at 10:01 am

      HRP, a morte do Kadafi é só um fato de uma história que começa e já começa mal. Vamos ver no que vai dá (sic). Quanto ao flanelinha, é um bando de desocupados/as, simpatizantes de tudo que é ruim para o ser humano e o país. É gente que não presta, não vale ovo. Se querem higienizar o mundo, poderiam começar dando a própria contribuição, sumindo da face da Terra. Abs.

       
    • Jesus era Comunista

      outubro 21, 2011 at 2:57 pm

      Tem cada chimpa que não é fácil.

       
  6. Jose Mario HRP

    outubro 21, 2011 at 4:58 am

    Tudo isso é de dar asco.
    Alí todos valem o mesmo, ou seja nada!
    Mortes e mais mortes, dor, ódio e violencia.
    TÔ fora, volto em outro post.

     
  7. surfando na jaca

    outubro 20, 2011 at 11:20 pm

    Essa dá o que pensar, no que queria dizer e é opinião de estrategista norte-americano em política externa (tirei do portal Terra):
    O anúncio da morte do líder líbio, Muammar Kadafi, nesta quinta-feira, aumentou as discussões sobre o futuro do país, agora que os rebeldes consolidaram a tomada de poder. “Esta é a fase mais difícil”, diz o analista Leslie Gelb, presidente emérito do Council on Foreign Relations.

    Segundo o especialista em política externa, a primeira fase da transição Líbia era ver se os rebeldes conseguiam ter sucesso em sua luta, e a segunda, derrubar Kadafi. “A terceira fase é ver se essas pessoas têm condições de governar o país”, afirma. “O sucesso até agora é muito limitado comparado aos desafios que há pela frente.”

    O analista se diz cético quanto ao fim dos confrontos na Líbia e afirma que, conquistado o objetivo comum de derrubar Kadafi, as divergências entre os diferentes grupos rebeldes que se uniram contra o líder líbio devem começar a surgir com mais força. “Os grupos que se uniram para lutar contra Kadafi têm pouco em comum. Acho muito provável que comecem a lutar uns contra os outros, e a matar uns aos outros”, diz Gelb.

    De acordo com o analista, os Estados Unidos e as outras potências ocidentais que apoiaram a luta contra Kadafi não têm uma ideia clara de quem são os rebeldes a quem ajudaram. “Não sabemos quem são esses caras que estavamos apoiando. E agora eles estão no poder.” Os Estados Unidos participam dos esforços coordenados pela Otan (aliança militar ocidental) para apoiar os rebeldes líbios, que incluíram inclusive o bombardeio de posições estratégicas para o regime de Kadafi.

    A ação militar na Líbia foi aprovada em março por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU, com o objetivo de proteger a população civil de ataques das forças leais a Kadafi.

    Democracia
    Nesta quinta-feira, após o anúncio da morte de Khadafi, o presidente americano, Barack Obama, disse que a Líbia tem de percorrer um longo caminho rumo à democracia. Na avaliação do analista do Council on Foreign Relations, porém, não há garantias de que o fim do regime de Khadafi vá resultar em uma democracia.

    “Não há exemplos na História de uma revolução nas ruas que tenha se transformado imediatamente em democracia”, diz Gelb. Ele cita o caso do Egito, onde a queda do presidente Hosni Mubarak, em fevereiro, após um levante popular, foi celebrada ao redor do mundo como uma transição para a democracia que, meses depois, ainda não se confirmou. “Hoje em dia poucos estão tão otimistas (como estavam logo após a queda de Mubarak)”, afirma.

    Novo regime autoritário
    Para o analista, é grande a chance de que o poder acabe nas mãos de um novo regime autoritário, e há o risco de que terroristas encontrem mais espaço na “nova Líbia”. Gelb observa que, em seus mais de 40 anos no poder, Kadafi teve diferentes períodos em seu relacionamento com a comunidade internacional.

    Durante muitos anos era considerado o inimigo público número um, mas após renunciar às armas de destruição em massa, foi reintegrado. “Mas ele sempre matou o seu povo”, diz o analista. “Não está claro para mim por que a França, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos decidiram se intrometer (somente agora) antes de saber exatamente a quem estávamos ajudando

     
    • Jesus era Comunista

      outubro 21, 2011 at 4:26 pm

      Esse Leslie Gelb, se não sabe porque seu país ajudou a revolução acho que não sabe de nada mais na vida.

      Impressionante uma afirmação desta:

      ” Durante muitos anos era considerado o inimigo público número um, mas após renunciar às armas de destruição em massa, foi reintegrado. “Mas ele sempre matou o seu povo”, diz o analista. “Não está claro para mim por que a França, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos decidiram se intrometer (somente agora) antes de saber exatamente a quem estávamos ajudando ”

      Fico impressionado um cara deste falar uma bosta desta.

       
      • surfando na jaca

        outubro 22, 2011 at 12:47 am

        Jesus de Deus, o cara é mesmo um dissimulado total. E é claro, que não vai dizer que o importante era o petróleo, né? Agora, fica um sentimento de apreensão sobre o que se passará na Líbia nessa terceira fase. Isso achei interessante, pois podia ter dito que aguardavam a democratização pelas forças vitoriosas da democracia que apoiaram. Mas não, pouco sabem sobre o que são os rebeldes. Isso também não tinha muita importância e que o que queriam era detonar o Gaddafi. E agora é monitorar esses rebeldes conforme o interesse chimpanzéico no petróleo.
        Uma boa noite para a espécime.

         
        • Jesus era Comunista

          outubro 22, 2011 at 9:14 am

          Pois é Surf

          Claro, o grande fato é que os USA pautam sua política externa pela pirataria, dando desculpas esfarrapadas para o mundo, que não estão nem aí para o que acontece no quintal dos outros mas que pode acontecer no próprio quintal, mais dia, menos dia.

          Agora se a coisa der errada como deu em Cuba até que ia ser engraçado, mas eu fico me perguntando se o povo já não está se questionando sobre a validade deste procedimento econômico (pirataria), principalmente porque compartilha mais dos prejuízos do que do lucro.

          Uma das coisas interessantes que vejo nesta política externa dos USA é que entrar na guerra é fácil, é só o governo associar o assalto ao sonho americano de liberdade e democracia, mas logo depois, quando chegam os cadáveres a população já não gosta tanto.

          A estratégia dos grupos dominantes é agora desenvolver armas radio controladas, aviões, tanques, robôs, etc, exatamente para acabar com este problema.

          No momento de interessante, para comprovar o fato, a chamada de volta, pelo Obama das tropas que estão no Iraque, pelo menos até o fim das eleições, qualquer resistência ao roubo do petróleo, manda no dia seguinte da eleição, tudo de volta.

           
  8. surfando na jaca

    outubro 20, 2011 at 11:06 pm

    Um dia de imagens violentas e que me pareceu pesado.
    Uma boa noite, camaradas chimpas e camaradas chimpos.
    A benção carecão de Jesus.

     
    • Jesus era Comunista

      outubro 21, 2011 at 11:56 am

      Deus te abençoe companheirinho

       
  9. Jesus era Comunista

    outubro 20, 2011 at 10:04 pm

    É a Líbia vai ter que se organizar direito, não sei se é um balaio de gatos como o Iraque, que tem trocentas tribos conflitantes, pelos vídeos que passam na TV parece ser nmais homogênea, tomara.

     
  10. surfando na jaca

    outubro 20, 2011 at 9:18 pm

    O primeiro vídeo mostra que Gaddafi foi assassinado.

     
  11. surfando na jaca

    outubro 20, 2011 at 9:15 pm

    A questão não é a morte do Gaddafi, mas o que restará em seu lugar. Existem radicais islâmicos e gente vendida aos interesses internacionais, ambos poderão constituir um regime tão autoritário ou mais que o do assassinado.

     
  12. Jose Mario HRP

    outubro 20, 2011 at 6:34 pm

    Morte, morte , morte…….
    Uma face deformada, um rosto monstruoso de tanta violencia?
    Chega cara!
    estamos nesse nivel/patamar de consciencia e admissão?
    Vomitar é pouco!
    Só violencia, gratuita, perene e podre!

     

Obrigado pelo seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: