RSS

Ajudar ou não ajudar a Europa, eis a questão (chinesa):

08 dez

A União Europeia (UE) é o principal sócio comercial chinês, destino de 23% de suas exportações e fonte de um crescente superávit comercial que passou de 55 bilhões de euros em 2001 para 180 bilhões este ano. Mas, mais do que se aventurar nas areias movediças do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira no qual a UE tenta ancorar o euro, a China está utilizando diversos canais para promover uma estratégia alternativa que consolide seus próprios interesses econômicos e diplomáticos.

Marcelo Justo – Direto da China

Com os países da Eurozona contra as cordas, a China trata de desfolhar a margarida. A União Europeia (UE) é seu principal sócio comercial, destino de 23% de suas exportações e fonte de um crescente superávit comercial que passou de 55 bilhões de euros em 2001 para 180 bilhões este ano. Mas, mais do que se aventurar nas areias movediças do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira no qual a UE tenta ancorar o euro, a China está utilizando diversos canais para promover uma estratégia alternativa que consolide seus próprios interesses econômicos e diplomáticos.

“A China prefere ajudar a Europa com o investimento de suas empresas”, assinalou o vice-diretor da Academia de Investigação Macroeconômica chinesa, Wang Yiming, que utilizou uma metáfora chamativa para resumir a natureza da intervenção. “Mais que uma transfusão, a Europa precisa melhorar sua capacidade de produzir glóbulos vermelhos”.

A China tem mais de 400 bilhões de dólares em seu fundo soberano, a China Investment Corporation, órgão estatal encarregado de canalizar os investimentos de suas reservas de mais de 3 trilhões de dólares, mas seu diretor Lou Jiwei disse em um recente artigo no Financial Times que a UE precisa de muito mais investimentos em infraestrutura do que ajuda financeira na forma de bônus.

“A UE precisa renovar seu investimento em infraestrutura com urgência. Os fundos soberanos tentam investir uma boa parte de seus recursos em destinos com um bom rendimento financeiro no longo prazo. A China hoje quer não só atuar como contratista, mas sim ser a gestora desses investimentos”, indicou Jiwei que solicitou transparência e facilidades europeias para o investimento.

Na mesma direção, o vice-chanceler chinês Fu Ying disse na semana passada que uma intervenção chinesa na crise da eurozona tem algumas condições: a UE tem que abrir suas portas ao investimento. “A Europa necessita da cooperação chinesa para superar suas dificuldades. Não se entende então que haja tanta negatividade política para uma relação que deveria ser saudável e positiva para ambas as partes”, disse Fu Ying.

O Reino Unido, à beira da recessão e buscando uma alternativa ao draconianao plano de ajuste da coalizão conservadora-liberal democrata, é um posto avançado desta estratégia chinesa. O Reino Unido planeja investir mais de 310 bilhões de dólares em infraestrutura nos próximos cinco anos. Em declarações ao jornal “China Daily”, a vice-diretora da UK Trade and Investment, entidade estatal de promoção de investimentos, Susan Haird, se comprometeu a garantir a transparência que a a China vive reclamando.

“Creio que as empresas chinesas podem realizar um aporte muito importante neste investimento em infraestrurura que o Reino Unido necessita”, disse Haird. O governo chinês pôs em marcha uma de suas armas favoritas em sua política de sedução: os ursos panda. Em um novo capítulo da “diplomacia panda”, dois ursos – Yang Gang (brilho solar) e Tian Tian (doce) – chegaram ao zoológico de Edimburgo na semana passada em um empréstimo de dez anos que busca preparar o terreno para outros desembarques de fundos “tian tian”.

Isso significa que está descartada a participação chinesa no Fundo de Estabilidade europeu? O Conselho Europeu de Relações Exteriores, um “think thank” pan-europeu, não descarta essa participação, mas a condiciona ao tipo de cenário oferecido pela Europa a uma direção comunista “muito cautelosa na hora de tomar decisões”.

Em um estudo publicado no final de novembro, o conselho considerou que se a UE mostrar uma frente coerente e um plano convincente euro-federalista, a China “buscará por todos os meios emprestar dinheiro”. Se, em troca, o cenário for de debilidade e divisão interna, a China evitará por em risco suas reservas, não só pelo risco financeiro, mas pelo custo político interno.

Um artigo publicado esta semana no jornal chinês Global Times revelou uma crescente aversão da população à ajuda a países regionais como Camboja ou europeus pobres como a Macedônia. “Enquanto muitos jovens e Xinjiang sofrem o inverno sem roupa suficiente, o governo se dedica a fazer essas doações. Não posso acreditar nisso”, indicava em um post de um microblog um usuário que se identificava como Mingmingyue. Com este panorama interno, ficará muito difícil para o governo justificar uma ajuda financeira multimilionária para a rica Europa.

Tradução: Katarina Peixoto

Fonte:

http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=19173

 
18 Comentários

Publicado por em dezembro 8, 2011 em Uncategorized

 

18 Respostas para “Ajudar ou não ajudar a Europa, eis a questão (chinesa):

  1. robertao

    dezembro 9, 2011 at 9:06 pm

    ô FDA, quer deixar eu homenagear o Dr Sócrates Brasileiro, sossegado?

     
  2. Proftel

    dezembro 9, 2011 at 6:47 pm

    Surf:

    Esse lance de “Direitos Humanos” começou no Post abaixo e reitero o que falei a saber:

    “Quanto ao tema “Direitos Humanos”, detesto, no meu entendimento é preconceituoso, pressupõe a existência só de “Humanos” como se não houvessem animais ou seres extraterrestres.”

    De boa.

     
  3. FDA

    dezembro 9, 2011 at 1:47 pm

    Ajudar a Europa? Nem pensar..

    Concordo 100% com o JOSE MARIO HRP!!

    “os caras tem mais é que trabalhar!” Poxa, Trabalham 35H, é muita moleza..

    “Votar melhor”.. Claro vamos reeleger Sarkozy..

    “ Tomar um banho de humildade” ou quem sabe tomar um banho, só banho mesmo..Oh povilho pra feder..

    “Os caras vivem a “La gordaça” e ainda querem ajuda de miseráveis mais fudidos que eles, é muita Injustiça..

    Oh, povinho “cheios de mordomias , férias, festas e mais gastação” ou seja, só vivem charlando..

    E ainda armam “brigam com a policia”! Poxa assim não dá!!!!!

    “Não daria um tostão”, eu também não, muito menos 1 euro..

    Vão trabalhar bando de vagabundos europeus fedorentos, querendo tirar a comida destes miseraveis esfomeando…

    Ta certo, José Mario.. Pelo visto esse não vive dentro da mantilha, sob a dominação do male Alpha kkkkkk

     
    • surfando na jaca

      dezembro 10, 2011 at 1:13 am

      FDA,eEssa mantilha sua é que deve estar cheia de males alpha.

       
    • JOSE MARIO HRP!

      dezembro 10, 2011 at 10:56 am

      FDA, se voce pudese imaginar o que eu sinto em relação a europeus, norte americanos e seus sabujos diria que sou bem mais doente do que se pode imaginar!
      Também não sei o que voce pensa do Brasil . só imagino, mas é bom que voce esteja aí na Europa, porque aqui voce só seria mais um remelento e reclamão maldizendo os que votaram na Dilma, ….só mais um dos milhões de chatos e recalcados de plantão!
      Coloque seu casaquinho de pele de coelho e vá mesmo patinar no lago!
      KKKKKKKK….
      AH!, “ve” se passa uma colonia forte antes , que ninguém merece bodum de pouco banho!

       
  4. surfando na jaca

    dezembro 9, 2011 at 11:07 am

    Essa do direito dos animais até que foi boa, FDA. E vejo que esse velho índio chucro ainda possui algum espírito e inteligência.

     
  5. surfando na jaca

    dezembro 9, 2011 at 9:39 am

    Assim é demais. MANTILHA=manta pequena. MATILHA=alcatéia.
    Vai escrever errado como o seu escriturário no raio que os parta, FDA.
    Vc. parece menosprezar todos que aqui escrevem. E a resposta ao problema do Adriem já respondi: não é problema algum.
    Indicar livro que não leu? Eu recomendo o do David Harvey que comecei a ler. Embora geógrafo, faz uma boa reconstituição da crises econômicas recentes. A análise também é pertinente e se funda na circularidade do capital, sua característica mais importante para o autor. Pela lógica do David Harvey, os nababos do sistema financeiro impuseram uma linha de auxílio governamental (penalizando o contribuinte) as suas perdas desde algum tempo. Isso foi o que comentei também e que todo mundo sabe. Nesse caso, esse empréstimo estaria servindo para a espoliação nossa em prol das economias européias, sob a lógica salvacionista do capital financeiro. E não reclamamos, como contribuintes, diferentemente dos cidadãos ianques. A grande lógica disso é se afirmar que tirando a Europa da crise, mantemos nossa economia e a economia mundial, pois se trata de uma economia globalizada, interligada. Se a Europa quebra, quebra a China, quebra a Índia, quebra o Brasil e quebram os EUA.

     
  6. JOSE MARIO HRP!

    dezembro 9, 2011 at 7:03 am

    Alex, voce que sendo paulista mora fora de São Paulo , fique feliz de não estar morando aqui, olha só esse link , mostrando o desleixo, a falta de consideração de noso gov. estadual em nome de uma pseudo autonomia federativa:
    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1017708-sao-paulo-tem-analise-propria-mas-avalia-apenas-3-produtos.shtml

     
    • Proftel

      dezembro 9, 2011 at 5:16 pm

      HRP:

      Sim, e foi uma das coisas que comentei com meu filho esses dias assim, falei prá ele:

      “-Bicho, você desce do avião em Goiás e tua vida dá um pé no freio, por aqui as coisas acontecem como no “século retrasado”, até parece que não existe e-mail nem internet….”.

      hehe.

       
  7. JOSE MARIO HRP!

    dezembro 9, 2011 at 6:41 am

    Finalmente um cara de cu…..coloca a limpo a baderna dum tempo que vivem dourando mas que sempre cheirou mal:
    http://www.cartacapital.com.br/politica/a-%E2%80%9Cprivataria-tucana%E2%80%9D-de-amaury-ribeiro-jr-chega-as-bancas-cartacapital-relata-o-que-ha-no-livro/

     
    • Proftel

      dezembro 9, 2011 at 11:38 pm

      HRP:

      Sim, um cara de culhão, esse vale a pena ler.

      Se esses (com o perdão da expressão) filhos-da-puta voltarem, leiloarão até as “Sete Quedas” do Iguaçú uma a uma pra ganhar mais.

      Te juro, prefiro um monte de petistas bestas (porque a imprensa acaba descobrindo) roubando do que esses caras vendendo a nação aos pedaços no mercado internacional, recebendo suborno nas Ilhas Caimã ou noutros paraísos fiscais que estão fora do nosso alcance.

      :-/

       
  8. JOSE MARIO HRP!

    dezembro 9, 2011 at 6:40 am

    Ajudar a Europa?
    Os caras tem mais é que trabalhar, votar melhor, tomar um banho de humildade e trabalhar mais ainda!
    Os caras vivem a “La gordaça”, cheios de mordomias , férias, festas e mais gastação, e agora brigam com a policia porque votam com desleixo?
    Não daria um tostão!

     
    • Proftel

      dezembro 9, 2011 at 5:13 pm

      HRP:

      Conheço no mínimo cinco aposentados europeus com chácaras aqui em Anápolis.

      De fato, os caras tão com a viola no saco.

      hehe.

       
  9. FDA

    dezembro 9, 2011 at 4:24 am

    Como diria..

    Freud, com o tempo tudo se esclarece…Textos-comentarios lembram outros textos-cartas, estes torna-se assim intertextos de“Trolagem”!

    O interessante é que eles esclarecem, abrem novas perspectivas…Para mim, um intertextos de“Trolagem” é interessante por que ele mostra, oh como era bom aquele tempo em que podíamos usar e mesmo abusar da linguagem escrituraria.

    Dai a questão: sera que finalmente, a linguagem escriturário seria uma faculdade especificamente humana? A ler os comentários diria que sim e que não.

    Sim, a linguagem escriturário seria uma faculdade especificamente humana por que tem aqueles ou aquelas que felizmente ou infelizmente, vai saber, só a usam para fazer uma frase do tipo:

    “eu entendo sócrates e suas letras no original: desde o Botafogo de Ribeirão Preto”..

    Ora, pelo visto, esse tipo de Homus só sabe utilizar um tipo de pensamento e linguagem: o sintético “twitteriano”, ou seja, o sujeito escreve mais não dar à entender nada!

    Mas ao ler tal comentário, digo não, a linguagem expressiva não seria uma faculdade especificamente humana por que comparativamente, um canidé fazendo a mesma sonoridade dar a entender muito mais do seu uivado do que esse homus escriturário twiteriano escreve…

    Outros comentaristas utilizam a linguagem escriturária para expressar as mesmas litanias epidícticas de sempre, as mesmas ruminações alienantes que só mesmo Freud explica mais não justifica:

    O “FDA, também não se ateve estritamente ao conteúdo dessa questão do Adriem”. Ou seja, o FDA é como nos, não responde as questões…Alias, esse comentarista tem suas próprias razões que a própria razão ignora de seu ato escriturario: por que se dar “ao trabalho de responder ao Adriem”? O leitor comentarista é “insignificante”, “uma pessoa que nunca escreveu aqui”!

    Para esse canidé alfa, só tem valor aqueles ou aquelas que “aparecem” aqui para formar matilhas, alianças ou “propor soluções”!

    Logo como o sujeito não tem nenhum valor humano, não é ator estratégico, “é um metido a besta como” o FDA, não merece nem que se leia seu comentário…

    Como digo sempre: “c’est CQFD” (quod erat demonstrandum)! Un canidé funciona da mesma maneira: uma presa é significante, logo o que não serve para a sobrevivência da mantilha, como uma arvore é “insignificante”…

    Digo e repito: o pior do Brasil não é a miséria econômica, e sim a miséria humana, intelectual, a alienação mental, a discriminação, a exclusão racional do outro, a hibridação do ser humano..Existe nesta mistura de humanidade e animalidade todo um tipo de comportamento “selvagem” ….Como é “selvagem” a logica da discriminação, da exclusão racional do outro, o outro é excluído por que “insignificante”, sem “soluções”…O macho alfa da mantilha comanda e os outros obedecem..

    Patéticos selvagens..

    E já que a pauta diz respeito a questão sobre a relação de “Direitos Humanos” e animalidade, Proftel tem todo o direito individual de “detestar” os Direitos Humanos.

    Alias, seu “entendimento” de tal direito, é corolário com o que afirma: Direitos Humanos seria “preconceituoso”!

    De fato, visto deste prisma, os Direitos Humanos pressupõe a existência de Seres Humanos, logo só os Seres Humanos são portadores de Direitos vistos que são “Humanos”! Tal afirmação é mesmo uma tautologia…

    Mais ninguém impede ao Proftel de lutar pelos Direitos dos animais que ele tem no seu viveiro de blog..E como tudo que parece pode ou não Ser, os defensores dos Direitos Humanos podem parecer “preconceituosos” sem serem de verdade, aqui segue um link sobre o Direito dos Animais:

    http://www.oaba.fr/html/Droits_de_lanimal/Droits_de_lanimal.htm

    Portanto, caro Proftel, existe sim Direitos Humanos, e não dos hermanos como se pratica no PT brasileiro, mais existe também Direitos dos Animais, visto que na França, como se pode constatar, os animais são seres terrestres portadores de direito como qualquer um outro…

    Existe até um excelente filosofo que refletiu sobre a questão. Sugiro a quem possa interessar excelente livro de Jonas, “Der Prinzip Verantwortung”!

    Aviso logo de antemão que não conheço, não li a obra na tradução em Português do Brasil…

    Para concluir, diria que as coisas mudam, não é mesmo? Um texto tem esse poder de se transformar em intertexto, mais só o macho alfa e sua mantilha continuam iguais a eles mesmos, ou seja, os mesmos “de sempre” raivosos , selvagens e mesmo patéticamentes engraçados..

    Mas até quando eh?

     
    • Proftel

      dezembro 9, 2011 at 5:12 pm

      FDA:

      Com todo respeito, deixe essa mania de “sou perseguido” na Rede, tem dó!

      Parece aqueles carinhas que tomam uns sopapos e incutem prô resto da vida na mente “sou infeliz, sou um incompreendido, sou um nada…. ”

      Kraio!

      Aqui é tudo homem ou mulher (até onde eu sei), faça comentários inteligentes sem se ater ao que falam de ti seu nó cégo, o mundo será bem melhor, pode crer.

      Como dizia minha avó polaca: “-deixe de picuinhas”.

      De boa.

      🙂

       
    • Proftel

      dezembro 9, 2011 at 5:53 pm

      FDA:

      Outra coisa, você está se atendo a uma singularidade linguística/legal, não seja tão tacanho (aposto que você fará uns três comentários em cada Post reclamando que o chamei de “tacanho” como faz com outros comentaristas kkkkkk).

      Todos estamos no mesmo Planeta (por enquanto), tanto “humanos” quando o restante é produto da mesma matéria e como tal deveriam ser trados com respeito ressalvadas as leis da natureza sem discriminação e vou dar um exemplo:

      Um cara que amarra o cachorro no para-choque do carro e sai arrastando o pobre infeliz deveria, na minha opinião, ser apenado como se tivesse feito a coisa a um “serhumano”.

      Sacou a diferença de enfoque?

      Tô pouco ligando se aí em França-serrana-do-Rio-de-Janeiro você tem leis “prá isso e aquilo”.

      Eu vi Tupi-Guarani matar um bugio (se você não sabe, é um macaco grande e a carne é boa) com flecha no Parque da Serra do mar entre Mongaguá e Itanhaém (lá há uma aldeia), quando o bugre achou o bicho morto assisti todo um ritual agradecendo à natureza pela comida, foi chocante, isso fez minha cabeça “virar” – antes disso, sempre que tinha gato ou cachorro doente não pensava duas vezes, metia uma bala na cabeça e pronto, até cavalo e vaca já dançaram na minha mão, galinha e porco então, nem se fala, era na machadinha e na marreta respectivamente.

      Te juro que hoje penso (muito) diferente, matar só prá comer, se tiver doente eu trato (e já gastei uma “baba” com cirurgias nos gatos aqui em casa, você nem imagina, daria pra ir à Europa e voltar (não aí em Nova Friburgo, tô falando Europa mesmo, sua querida França) kkkkk.

      FDA, da próxima vez que contestar o que eu compreendo na interrelação entre seres vivos, sugiro antes sair de casa só com uma faca e uma bússola e entrar no mato pra sacar que há muito mais coisa longe da sua cadeira de balanço que está na varanda do que você imagina.

      De boa.

      🙂

       
  10. Proftel

    dezembro 8, 2011 at 8:59 pm

    Outra coisa que gostaria deixar bem claro:

    Aqui somos todos iguais.

    Por enquanto não há “machos betas”, são todos “Alfas”, até agora só identifiquei um “macho “T”” (de “toupeira” – com todo respeito aos bichos) que virou Post.

    hehe.

     
  11. Proftel

    dezembro 8, 2011 at 8:15 pm

    Sei não…… .

    Se fosse Chinês não gostaria de assistir meu país ajudando a Europa e explico a razão:

    Os “23%” que vão pra lá bem poderiam ser assimilados pelo mercado interno que é grande, dá conta do recado.

    Faço aqui uma comparação com o que ouvi do velhinho sírio onde tomei umas cervejas com meu filho, ele contava sobre a viajem que fez a três anos pra lá e, o que viu nos “açougues” de supermercado: peças e mais peças com carimbo “made in Brazil” de carne muito mais macia do que a que consumimos aqui em Goiás.

    Volto a reiterar aquela idéia de pré crise ainda lá no Weblog onde disse prô Surf: se banco quebra, deixe quebrar. Se isso tivesse sido feito na última crise (e não só com o “Leman”) talvez estivéssemos melhor.

    Foi cagada não deixar os caras quebrarem, agora todos estamos fudidos, é como tentar salvar um cara que está se afogando, ele gruda em você e te leva prô fundo, a saída é dar uma bela porrada no cara e fazer ele “apagar”, daí o puxar pelo pescoço e o tirar da água.

    Economistas (se me desculpe Surf) não pensam assim, esquecem as coisas práticas da vida e dá na merda que deu.

    🙂

     

Obrigado pelo seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: