RSS

O ovo da serpente

18 dez

[Frei Betto é escritor, autor, em parceria com Marcelo Gleiser e Waldemar Falcão, de “Conversa sobre fé e ciência” |(Agir), entre outros livros.
Copyright 2011 – FREI BETTO – Não é permitida a reprodução deste artigo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do autor. Se desejar, faça uma assinatura de todos os artigos do escritor. Contato – MHPAL – Agência Literária (mhpal@terra.com.br)].

Bom, não vou reproduzir mas, o link está aqui:

http://www.adital.org.br/site/noticia.asp?lang=PT&cod=63436

O texto é interessante, confiram.

 

 
29 Comentários

Publicado por em dezembro 18, 2011 em Uncategorized

 

29 Respostas para “O ovo da serpente

  1. Patriarca da Paciência

    dezembro 22, 2011 at 11:15 am

    Proftel,

    sugestão de post – A Privataria Tucana.

    O Congresso equilibra-se na linha das denúncias contidas no livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr., A Privataria tucana, igual a quem anda sobre o fio da navalha. É de competência dos parlamentares apurar os fatos sobre o maior assalto aos cofres públicos já visto ao Sul do Equador, desde o saque do Pau Brasil, do ouro e do açúcar, arrancados das Terras Brasilis pelas coroas de Portugal, Holanda, França e Inglaterra, entre outras menos cotadas, ainda nos primórdios da nação. Desta feita, no entanto, a patifaria privatista diluiu no caldo tóxico da corrupção o patrimônio de uma Vale do Rio Doce inteira, com uma Companhia Siderúrgica Nacional, de quebra, na sopa de entulhos da propinagem que, segundo documentos anexados, ganhou o reforço de todo o sistema nacional de telefonia e de algumas companhias elétricas. Por pouco, pouco mesmo, não traçam a Petrobras e o Banco do Brasil, para ficar no raso.

    A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) convocada na Câmara para apurar os fatos e indicar a punição dos responsáveis pela roubalheira é, hoje, a última linha de defesa da moralidade nacional antes de, segundo o conselho lapidar do saudoso Stanislaw, locupletar-mo-nos todos. A barbárie está lá fora, à espreita, de prontidão para assolar o país caso alguém seja louco de oferecer uma pizza para calar Opinião Pública e as instituições, a exemplo da cabeça coroada que perguntou sobre os brioches, antes de se separar, irremediavelmente, do belo corpinho. Trata-se de uma questão de justiça para com a magistratura brasileira reconhecer que, apesar das falhas, integra um sistema hábil e eficaz. O processo do dito ‘Mensalão’ segue em análise no Supremo Tribunal Federal. Os casos mais comezinhos de corrupção trilham as cortes inferiores e, se ninguém foi preso até agora, agradeçam os réus à qualidade dos profissionais inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Que o diga o ex-governador do Distrito Federal, José Inácio Arruda. Os privateiros seguem na mesma direção.

    Pesa sobre os ombros dos parlamentares, na CPI da Privataria, a responsabilidade de passar a limpo esse período enlameado da História do Brasil. O deputado e delegado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP), acostumado já às lides deste porte comandou, em boa hora, a reação da sociedade brasileira diante do pântano de imundícies que marcou a gestão tucana, durante a ‘Era FHC’, revelado no livro de Amaury Ribeiro Jr. Trata-se, segundo o autor, de um achaque de bilhões de dólares aos cofres públicos, o equivalente a ainda mais bilhões de reais retirados do país com o beneplácito de setores vitais da máquina estatal. Dinheiro suficiente para comprar votos, burlar a Justiça, patrocinar o escárnio ao suor sagrado do rosto de cada trabalhador que, feito escravo, paga pelas mansões cinematográficas dos próceres tucanos.

    Não há mais espaço, na democracia brasileira, para acordos como aquele patrocinado ao raiar da ‘Era Lula’, no caso da CPI do Banestado, entre a esquerda e a direita, que enterraram juntas, na cova rasa da mentira, a base de um dos maiores escândalos financeiros da história nacional. Na época, o recém-empossado presidente Luiz Inácio Lula da Silva agiu com sabedoria ao perceber que a força do Partido da Imprensa Golpista (PIG) era de alguns megatons, capaz de levar os brasileiros a atitudes impensadas das quais, no futuro, iríamos todos nos arrepender. Os diários conservadores haviam demonstrado seu poderio ao derrubar, uma década atrás, o presidente da República que o próprio PIG elegeu. Embora amargassem, sem uma explicação fácil, a derrota do emplumado tucano José Serra para o operário classificado de semianalfabeto, pobre e burro, os grandes conglomerados da mídia estavam mais afiados do que nunca.

    Outros tempos

    Hoje em dia, apenas para tranquilizar o leitor do Correio do Brasil preocupado com o cerceamento da informação devido à pequena audiência dos jornais não alinhados, em um comentário sobre o editorial Uma resposta necessária ao colunista Merval Pereira, o jornalismo levado a sério, como fazemos aqui no CdB, recebe o apoio dos milhões de leitores que acessam a internet em quantidade e velocidade cada vez maiores. Arrisco a prever, sem medo de errar, a vitória da seriedade contra as práticas oblíquas da velha imprensa, na verdadeira revolução em marcha no campo da Comunicação Social, aqui e no mundo.

    Em pleno verão, a ‘primavera’ brasileira chega no lombo da internet, a exemplo das rebeliões árabe, norte-americana e europeia, pela banda larga da cidadania exercida por cada leitor que, diante do pronunciamento da dignidade e no clamor por uma pátria mais justa, compartilha, repassa, curte, assina, dissemina, faz a notícia voar mais alto do que as baterias da imprensa golpista conseguem atingir. Desde a fundação, há 12 anos, tem sido assim com o Correio do Brasil, para desespero dos detratores da verdade e da consciência pública. Estes, sim, ainda que encastelados na cumplicidade com o capital internacional, têm razões de sobra para tremer. Sentado sobre o butim achacado do poder público, sob ameaças de retaliação, ou com a venda de espaços privilegiados em suas páginas aos poderosos, o PIG agora sua diante da nova realidade que se avizinha, pois “tudo o que é sólido, desmancha no ar”, já dizia o velho barbudo, ainda no tempo em que sequer existia computador.

    Gilberto de Souza é editor-chefe do Correio do Brasil
    http://correiodobrasil.com.br/privataria-tucana-a-republica-caminha-no-fio-da-navalha/345574/

     
    • Proftel

      dezembro 22, 2011 at 11:10 pm

      Patriarca da Paciência:

      Post publicado assim que li, ótimo texto.

      Fiz outro com texto meu e citei seu nome, dê uma olhada.

      Grato por me ajudar a tocar a bagaça, estou meio sem inspiração por esses dias, são muitas confraternizações, horários trocados por conta de “recessos” etc., cê deve imaginar como é, ainda mais que estou preparando pra pagar todas as contas e viajar mais sossegado (se acontecer algo comigo a patroa fica tranquila por pelo menos dois meses).

      No fundo isso tudo toma um tempo lascado (ainda por cima por conta do Governo do Estado de Goiás ter mudado os pagamentos do Itaú para a Caixa Econômica Federal, minha vida tá virando um inferno).

      Patriarca, o que estou escrevendo não é só pra você, tomara que outros Confrades e Confreiras se me dêem um desconto também.

      De boa.

      🙂

       
  2. Proftel

    dezembro 22, 2011 at 7:59 am

    Pessoal, tô na área.

    Ontem houve uma confraternização no trampo da tarde/noite, eu, a patroa e a Duda fomos e fazia tempo que não divertia-mos tanto, a patroa canta muito bem, dança melhor ainda.

    Estou caçando algo interessante pra postar que não seja sobre chuva ou desgraça kkkk.

    🙂

     
  3. Robertão

    dezembro 21, 2011 at 1:59 pm

    aqui estou eu. cadê o povo?

     
    • surfando na jaca

      dezembro 22, 2011 at 12:04 am

      O povo está nas ruas!

       
  4. surfando na jaca

    dezembro 20, 2011 at 1:11 pm

    Foi muito obscuro, FDA. Já que nem leu o último post do Carecão de Jesus, que foi sobre o homossexualismo entre várias espécies de animais, sem incluir a sua, que mais parece um burrego empacado. Vai procurar o que fazer! Traga uma tema interessante para discutirmos, seu sorumbático encrenqueiro. Acho que vou começar uma série sobre o livro dos Doria nas selvas pernambucanas.

     
  5. FDA

    dezembro 20, 2011 at 11:57 am

    Dizer e redizer, mas que fazer?

    Perguntar para o“FDA”, se para ele o “homossexual é animal e tem que ir para um zoológico?”

    É fugir de suas responsabilidades!

    Quem afirmou aqui neste blog que:

    “Soube por fontes diversas, que o Fred Carecão se diplomou em zootecnia e sumiu por ter que cuidar de um zoológico gay em Natal”!

    O que afirmo e reafirmo é que se a CF afirma que todos os Brasileiros são iguais perante a lei sem discriminação de qualquer natureza..

    Qualquer indivíduo que questiona ou insinua em um comentário que Todos os Brasileiros são iguais mais que existe um “zoológico gay em Natal” logo que os Homossexuais são considerados como “animais”;

    Digo e redigo: existe nesta questão, nesta afirmação de natureza discriminatória, um ato delituoso, visto que os Homossexuais são considerados como “animais”!

    Portanto aquele que interroga ou conceitualiza uma ação delituosa, discriminatória é tão responsável pela delito de discriminação que aquele que a pratica neste pais!

    Fui claro!

     
  6. surfando na jaca

    dezembro 20, 2011 at 8:09 am

    FDA, para vc. homossexual é animal e tem que ir para um zoológico? Acho que é isso que vc. deseja. O post em que o Fred sumiu era sobre a homossexualidade em animais, seu desembestado! Daí a brincadeira. Vai esfriar essa cuca avariada.

     
  7. FDA

    dezembro 20, 2011 at 4:36 am

    Alguém

    Aqui conhece essa historinha antiga? Um centurião tinha doente, quase a morrer, um servo que lhe era muito querido. Tendo ouvido falar de Jesus, o centurião enviou-lhe alguns anciãos dos judeus a pedir-lhe que viesse curar seu servo.

    Jesus decidiu de ir com eles. Quando estava já perto da casa, o centurião mandou-lhe amigos a dizer a Jesus:

    “Senhor, não te incomodes, porque eu não sou digno de que entres sob o meu teto. Por essa razão nem eu me achei digno de ir ter contigo; mas dize uma só palavra e o meu servo será curado.”

    Não sei se é por essa razão, pelo fato de afirmar “mas dize uma só palavra e o meu servo será curado”, que na França, São Lucas é considerado o padroeiro dos pintores, médicos e curandeiros…

    Mas qual a relação entre São Lucas, o Centurião e o Servo? Ela existe. Basta examinar um enunciado feito aqui:

    “Soube por fontes diversas, que o Fred Carecão se diplomou em zootecnia e sumiu por ter que cuidar de um zoológico gay em Natal”

    Claro que o enunciado é maldoso, malfeitor e mesmo anticonstitucional!

    O que subentende esse comentarista é pelo menos duas coisas: (1) que o Fred esta cuidando dos homossexuais; (2) Que os Homossexuais não são considerados como Seres Humanos como os outros.

    Logo os Homossexuais são considerados, por ele, como “animais”.

    Se a CF afirma que todos os Brasileiros são iguais perante a lei sem discriminação de qualquer natureza; o que há de ilegal aqui é de afirmar que Todos os Brasileiros são iguais menos os Homossexuais, que por qualquer natureza, são considerados como “animais” .

    Tai à logica ilegal, criminosa, discriminatória de tal afirmação.

    Mas, tem comentarista que acha esse tipo de ideologia engraçado: “os bichos (Homossexuais) não estão se reproduzindo em cativeiro”! E é assim rindo, se engraçando de tudo, que eles validam uma certas pratica ilegal, criminosa neste pais Tupiniquin….

    Si “os Homossexuais não são considerados como Seres Humanos”, são “animais” logo tudo é possível de fazer com esses “animais”.. Visto que mesmo “em cativeiro”, eles não se “reproduzem”!

    “Mas”, como diz São Lucas, dizes “uma só palavra” e como a palavra tem o poder de curar, o centurião abre o verbo: “caro Patriarca, tem coisas que não são engraçadas como esta”!

    A grande questão é de saber se com uma colocação como esta o “ servo será curado”?

    Vai saber..O tempo nas Maldivas esta maravilhoso, doce e agradável, o mar calmo e tranquilo, são quase 1h da tarde, e, uma boa lagosta com champagne é sempre bem vinda..

    Ah, como é bom esta em paz consigo mesmo, no luxo, na calma e na serenidade.. Ou alguem duvida?KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

     
    • Proftel

      dezembro 23, 2011 at 12:31 am

      FDA:

      Bicho, te digo uma coisa, o Fred não é “pai de santo”.

      Quanto a “São Lucas, o Centurião e o Servo” não sei, eles não tem Messenger, celular nem webcam, se rolou alguma coisa entre os três não boto a minha mão no fogo de jeito nenhum.

      Não sei se você tem conhecimento da fama dos “pais de santo” aqui no Brasil, a maioria (nem todos) são homossexuais, assim como franceses, ingleses, italianos.

      Na Europa, tirando os russos, polacos, tchecos (eslavos em geral), as mulheres portuguesas e ainda uns Bascos que falam diferente, o resto é tudo viado.

      Quanto aos alemães e austríacos (e olha que por parte de mãe sou de lá), de tanto ferrarem os outros, apresentam propensão de partir pra cima das filhas (é o que aparece sempre na mídia policial, aos olhos desse incrédulo, uma aberração).

      FDA, de boa, procure enxergar o Mundo com outros olhos, use um pouco de empatia.

      Se coloque por exemplo no lugar dos muçulmanos levando ferro na Faixa de Gaza onde, juro prôce, gostaria de passar um mês de férias pra sentir como é o clima (outro lugar que gostaria de passar um mês é na Austrália – Somália não, há muita mina e aquilo tá uma zona).

      hehe.

       
  8. surfando na jaca

    dezembro 19, 2011 at 11:52 am

    Caro Patriarca, tem coisas que não são engraçadas como esta. Nunca entendi um amigo que repreendido pela mulher nas cachaçadas da vida retrucava: é para ver se vc. vira a Grace Kelly. Só quis provocar o Fred para ver se ele volta ao blog. Agora, esse FDA distila fel pelos poros. Sobre essa mulherada de revista de mulher gostosa, acho tudo uma mentira. Nunca vi e nunca namorei com nenhuma delas. É obra de ficção e fotoshop.

     
  9. Patriarca da Paciência

    dezembro 19, 2011 at 9:21 am

    “Soube por fontes diversas, que o Fred Carecão se diplomou em zootecnia e sumiu por ter que cuidar de um zoológico gay em Natal.

    E um problema está tomando o tempo todo dele: os bichos não estão se reproduzindo em cativeiro.”

    Surf,

    eu achei muito engraçado. Uma pessoa de bom espírito esportivo, também acharia engraçado.

    Mas o limite entre a piada e a ofensa é mesmo muito complicado.

    Conheço um caso que ilustra bem a situação.

    Um certo camarada tinha o costume de pegar uma revista Play Boy com aquelas gostosonas peladas e ficar dizendo: “Isto é que é mulher, não aquele bagulho que tenho em casa”.

    Todos riam e achavam graça e mesmo a mulher dele nunca se sentiu ofendida.

    Um outro lá resolveu fazer a mesma coisa e a reação foi simplesmente catastrófica. Vizinhos, parentes e tudo o mais começaram a olhar para o sujeito como se ele fosse um verdadeiro fascínora. Terminou em separação e o cara mudando para outra cidade.

    Vá entender!

    Sobre essa história de certas pessoas que “torcem” por uma nova “gerrinha mundial”, eu torço para não vê-lo com sua casa em escombros, sua família esfacelada como animais num açougue etc.

    Uma nova “guerrinha mundial” seria simplesmente o fim da civilização.

    Como disse Einstein: “Eu não sei como seria a Terceira Guerra Mundial, mas a Quarta, certamente será com paus e pedras.”

     
  10. surfando na jaca

    dezembro 19, 2011 at 8:22 am

    Ok, FDA. Vc. acordou de mau humor. Estava provocando o Fred para ver se ele aparece. Jamais fui homofóbico, mas não compartilho da tese de que todo mundo é gay. Não me referia a seres humanos, mas à reportagem que ele havia postado antes de sumir. VEjo que vc. ao escrever, revela mais de vc. do que de mim. Atribuir a mim uma homofobia que existe em vc. foi o que vc. fez. Jamais fui homofóbico, pois acho que cada um sabe o que lhe apetece. Vai mesmo para Maldives e vê se volta menos implicante. Seu casca grossa encrenqueiro.

     
  11. FDA

    dezembro 19, 2011 at 5:17 am

    Tem coisas

    Que não passam despercebidas. Vejamos um enunciado feito aqui por um comentarista:

    “Fiz o que pude para melhorar a humanidade e talvez tenhamos (eu e meus amigos) carregado essas malas citadas nesta ociedade”!

    Quem lê uma declaração como esta dira: oh, como esse comentarista é “muy bonzinho”!

    Um outro comentarista tem até a coragem de afirmar: “mas tambem seria um tédio desgraçado se só existissem surfs”!

    Sera que o mundo “ seria um tédio desgraçado se só existissem surfs”?

    Um tédio não. Mais um mundo de fofoqueiros, de intolerantes perigosos, sim.

    A demonstração é simples. Em outro comentário ler-se:

    “soube por fontes diversas, que o Fred Carecão se diplomou em zootecnia e sumiu por ter que cuidar de um zoológico gay em Natal”!

    Alguém aqui sakou os subentendidos da proposição? Afirmar que o “Fred Carecão se diplomou em zootecnia” seria a mesma coisa que afirmar que o Fred tornou-se um veterinário da tecnologia, que ele “sumiu” do blog “por ter que cuidar de um zoológico gay em Natal”.

    Logo, o Fred esta cuidando dos homossexuais. E o que é o homossexual na ideologia deste politiqueiro? Os Homossexuais não são Seres Humanos como os outros, visto que existe até “zoológico gay” em Natal..

    E é o mesmo comentarista que afirma que faz o que pode “para melhorar a humanidade”!

    Quando se sabe que depois de 2007, A Secretaria Nacional de Direitos Humanos em Natal registrou 15 assassinatos cometidos contra homossexuais somente neste ano; que o crime por homofóbica é comum neste estado brasileiro como em 6 112 cidades brasileiras que praticam a discriminação contra homossexuais como se fosse a coisa mais banal do mundo, dentre as capitais: São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Natal, Fortaleza, Rio de Janeiro, etc, etc…

    São milhares de homossexuais que são mortos, agredidos, espancados, nesta região é em outras do pais…

    Tai a realidade da ação deste comentarista para “melhorar a humanidade”!

    Para melhorar a humanidade, ele considera que todos aqueles que saem da norma heterossexual é um “animal”, so falta ele dizer que para melhorar a humanidade teria mos que extermina os homo sexuais, exatamente como fez o regime nazista!

    Tai a arma para “melhorar a humanidade” desse comentarista: a arma da intolerância, da discriminação, do preconceito contra um outro diferente!

    Se o artigo 5° da Constituição Federal garante que todos os Brasileiros são iguais perante a lei sem discriminação de qualquer natureza, digo que o Fred fez muito bem em “sumir” deste blog….

    Vou também sumir..O oceano Indico das Maldivas é de um azul sublime..

    Ver tantas maravilhas como esta, me digo: se Deus não existe, teríamos que reinventa-lo! Reinventa-lo de maneira tão sublime como esse Oceano, de maneira mais Justa como diz a Lei CF, e quem sabe mais TOLERANTE, vai saber?

     
  12. Brancaleone, Broncão para os chegados...

    dezembro 18, 2011 at 9:39 pm

    Meu avo polaco sempre discutia com o bispo de Guarapuava as questões de terra e soluções para certas situações.

    Quase sempre meu avo encerrava a conversa dizendo para o Bispo –

    – “O Sr. que vá rezando pelo bem do mundo que eu vou é me preparar caso suas rezas não funcionem –

    E lá ia meu avo, conferir se as “papo-amarelo” (Winchesters 45) e os Schimitão (revolver 45) estavam engraxados e devidamente abastecidos…

    Pois até hoje eu acho que foi gente como meu avo polaco que fez o mundo aguentar-se.
    A depender dos pacifistas isso aqui estaria um esbórnia pior que está…

    Ou seja, os bonzinhos tem lá sua importância mas são os “malvados” que no fim acabam pondo em prática as coisas…

     
    • surfando na jaca

      dezembro 19, 2011 at 12:04 am

      Num sei muito desse trecos de armas, embora tenha queimado uns cartuchos pela vida. Schimitão 45 nunca vi. Acho que esse Broncão anda variano. Bom, seu fecho de comentário está perfeito, os “malvados” sempre ganham no final e enquanto for assim o mundo é essa merda que não melhora, né? Broncão, suspende a cachaça que tatu tuta pra lá de desembestado. Soube por fontes diversas, que o Fred Carecão se diplomou em zootecnia e sumiu por ter que cuidar de um zoológico gay em Natal.

       
      • surfando na jaca

        dezembro 19, 2011 at 12:06 am

        E um problema está tomando o tempo todo dele: os bichos não estão se reproduzindo em cativeiro.

         
  13. Brancaleone, Broncão para os chegados...

    dezembro 18, 2011 at 9:32 pm

    É isso ai Surf!!!
    Tambem tivemos um Hitler, um Stalin, um Fidel, Um Nero, Um Judas ou seja, a coisa tá equilibrada e isso tambem faz os ciclos acontecerem.
    E voce e seus amigos se acahrem ou não que prestam é coisa diretamente proporcional ao quanto se bebe. Os que bebem até um certo tanto não perdem taaaanto assim o senso de realidade e realmente tem autocritica. Já os que enveredam para o coma alcólico costumam se achar a fina flor da evolução…
    No mais, vamos levando a vida e o mundo, aos trancos e barrancos com broncões malvados e surfs bonzinhos – e são diferenças como as que existem entre eu e voce que fazem deste planetinha um lugar até que suportável. Seria ruim se só existisse os “malvados” como eu mas tambem seria um tédio desgraçado se só existissem surfs…
    Temperamos o planeta.
    Viva nóis!!!

     
  14. Proftel

    dezembro 18, 2011 at 9:31 pm

    Futuro:

     
  15. Brancaleone, Broncão para os chegados...

    dezembro 18, 2011 at 8:10 pm

    Buenas pois…
    Já faz algumas décadas que o planeta não se engalfinha em algum arranca rabo global – coisa que faz as gentes se polarizarem nos lados A ou B da coisa e esquecerem por uns tempos os regionalismos e bairrismos.

    As últimas guerrinhas foram por demais restritas a alguns cafundós ou então ficaram contidas em países assentados sobre reservas de petróleo.

    Que me perdoem os pacifistóides e os poucos humanos ultra sapiens mas nós os humanos somos por demais primitivos para longos periodos de paz mundial e creio que o inconsciente coletivo começa a fabricar crises que acabam por descambar em ditadores semi mundiais e ai é um passo para uma guerra globall.

    Claro que os capitalistas e os que a eles seguem (eu inclusive) podem eventualmente exagerar na dose e levar o mundo civilizado para a beira dos precipícios econômicos mas isso faz parte dos ciclos e assim como as mentruações femininas e as fases da lua, tudo tem seu tempo de acontecer.

    Se bem que o pessoal da esquerda quando consegue assumir (por algum tempo felizmente) o governo de algum país não é lá muito diferente da gente…

    Os pacifistóides acreditam que a humanidade é capaz de viver apascentada, pastando em verdes campos e eventualmente comendo maná. Os da esquerda acreditam que a humanidade pode ser administrada pelos homo ultra super hiper sapiens, capazes de serem super líderes, super competentes e super honestos e assim assegurarem properidade, conforto e segurança para todos a preços baixos, com liberdade e democracia – curiosamente estes tipos de líderes só existem entre as fileiras das esquerda… –

    De qualquer maneira, sempre tem um ninho de serpente em algum lugar e sempre existem ovos chocando variando apenas o tempo do choco. Como já disse, é uma questão de ciclos.

    Eu, o Marcos Prado e o Leminski após uns “gorós” mais exagerados chegamos a conclusão que não podiamos reclamar da humanidade. Afinal, uma raça que aceitava nós tres como membros não era lá grande coisa…

     
    • surfando na jaca

      dezembro 18, 2011 at 9:12 pm

      Gozado, meus amigos de copo nunca se consideraram como gente que não presta, tampouco eu. Fiz o que pude para melhorar a humanidade e talvez tenhamos (eu e meus amigos) carregado essas malas citadas nesta ociedade. Ou seja, para cada 100 Broncões devastadores ecológicos, temos somente 1 Chico Mendes, 1 Darcy Ribeiro, 1 Prestes, 1 Bárbara Levy, 1 Maria Conceição Tavares, 1 Celso Furtado, 1 Francisco de Oliveira, 1 Maria Linhares, etc. Eis a pergunta, por que aceitamos essa gente entre nós???? Uns dizem por ignorância, outros por corrupção, outros por domínio das elites… Triste humanidade…

       
      • Proftel

        dezembro 18, 2011 at 9:36 pm

        Surf:

        Só tem uma Tia, se não fosse ela a bagaça não existiria.

        🙂

         
        • surfando na jaca

          dezembro 19, 2011 at 12:18 am

          KKKKKK. A TIa sem dúvida não faz mal a ninguém e ainda atura as skórs do Proftel. Mas dizia um compadre meu, que certa vez um amigo dele, desses atletas e religiosos, foi ao médico. E orgulhoso, foi desfiando suas virtudes salutares. Não bebia, não fumava, não acordava fora de hora, não comia coisas gordurosas e nem ninguém, enfim, um chato maometano totalmente ascético. A resposta do médico, muito admirado foi: meu querido cliente, assim o senhor estará condenado a viver uns 100 anos.

           
  16. Proftel

    dezembro 18, 2011 at 2:08 pm

    “Junho, 2006

    Caridade Hoje

    Em abril de 2006, meu livro “Tjernobyl” foi publicado na Suécia, e eu decidi vender 50-60 livros no eBay com a intenção de enviar o dinheiro arrecadado para o orfanato N1, em Kharkov (Ucrânia). Minha venda foi banida do eBay no segundo dia. A razão foi puramente política. E, banindo meu livro dessa venda, eBay privou aqueles órfãos de laranjas, bolas de futebol e bicicletas que aquele dinheiro poderia ter comprado.

    Não há surpresa nenhuma que tantos famintos e crianças comam de latas de lixo, quando uma tentativa honesta de ajudá-los é sabotada por motivos políticos imorais.

    Junho, 2006

    Exportação nuclear

    Há uma expansão nas exportações de tecnologias nucleares para países do terceiro mundo, e especialmente para o Oriente Médio. Há uma acirrada competição para construir instalações nucleares no Irã, Paquistão, Índia, Turquia e Egito.

    De qualquer forma, os países que exportam essas tecnologias e têm lidado com instalações atômicas por muitos anos, têm gradualmente passado por uma evolução no processo de desenvolvimento de diferentes tipos de reatores e têm desenvolvido uma escola de cientistas e profissionais qualificados que mantêm os reatores relativamente seguros. Ainda, a maioria dos países exportadores tem uma estrutura social democrática, que permite que toda a coisa aconteça em pratos limpos. Mas os países para os quais essas tecnologias nucleares têm sido exportadas freqüentemente vivem à beira da guerra.

    Muitos países podem exportar tecnologias, mas nenhum pode exportar experiência. Quando a tecnologia está à frente da experiência, então acontece um acidente. Com acidentes nas estradas é a mesma coisa. Estatísticas afirmam que a maioria dos motoristas que morrem são inexperientes e dirigiam carros e motocicletas velozes. Eu sempre digo: “Se você quiser que alguém morra, compre a ele uma motocicleta veloz, mas se você quiser ver todo mundo morto, construa um reator atômico”.”

    Mais aqui:

    http://www.angelfire.com/extreme4/kiddofspeed/journal/articles_port.html

    🙂

     
  17. Proftel

    dezembro 18, 2011 at 2:00 pm

    Pessoal, na verdade o título “serpente” me fez lembrar um site que conheci a anos atrás, a bagaça é tocada por Elena Vladimirovna Filatova.

    A página que está a anos no meu “favoritos” é esta aqui:

    http://www.angelfire.com/extreme4/kiddofspeed/index_port.html

    🙂

     
  18. Proftel

    dezembro 18, 2011 at 1:49 pm

    Patriarca da Paciência:

    Olhe, se você der uma olhada no que anda rolando na Espanha e na Grécia (além de Portugal e Irlanda) verá que a coisa tá feia, muito feia.

    Uns quarenta e cinco dias atrás um Frigorífico que funcionava aqui em Radiolândia (um distrito de Pirenópolis-GO) fechou, TODOS os caras que trabalhavam na Irlanda voltaram no ano passado e, agora fechou a bagaça aqui também.

    Se os reflexos da merda estão garrando por aqui onde se produz comida, imagine como está o resto.

    De minha parte, Economia é como Meteorologia, a coisa existe e procuram quantificar. Nem sempre dá certo.

    Uma coisa tenho quase certeza infelizmente: estamos com todos os pressupostos que levaram às duas últimas Guerras Mundiais.

    :-/

     
    • Tia

      dezembro 18, 2011 at 2:36 pm

      É o fim desse sistema!

       
  19. Patriarca da Paciência

    dezembro 18, 2011 at 12:54 pm

    Meu caro Proftel,

    o artigo é bem escrito e interessante mas eu não leve muito a sério essas profecias alarmistas.

    Dizer que o PIB mundial é de 62 trilhões e a especulação é de 600 trilhões, realmente é de arripiar mas tudo não passa de metodologia.

    É igual dizer que os Estados Unidos tem 1/4 do PIB mundial. Já se disse que tinha a metade!

    Mas… e se passássemos a valorizar, não os “meios circulantes” e, sim, os recursos minerais, as terras agricultáveis, as reservas de água, as florestas etc.

    Em economia, tudo não passa de metodologia – não é uma ciência séria.

    A riqueza das nações é uma questão de momento histórico.

    Algo que os seres humanos ainda não compreendem.

     
  20. Proftel

    dezembro 18, 2011 at 12:29 pm

    Não resisti, gostei do texto conciso que diz muito.

    🙂

     

Obrigado pelo seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: